terça-feira, 17 de novembro de 2009

RIVA RIVALIZA COM RIVAIS

Fresquíssima a notícia de que um magistrado lá no MT proibira alguns blogueiros de emitir comentários contra um tal de Sr. José Geraldo Riva (PP), sob a explanação de que ele estaria sendo imputado de ilícitos cujas sentenças não transitaram ainda em julgado, e/ou das quais ainda cabe recurso. Isso é sério, acusações sobre coisas ainda não comprovadas/decididas.


Mas, meus irmãos, as coisas não se fazem assim. Como a imprensa de modo geral - que se pretende informe o público, e os blogueiros em particular - é pura e simples emissão de juízo de valor, e isso é livre - como esses dois aparatos informativos poderiam ser obstados por mera penada sentencial?


Não penso em excesso do juízo. Antes, considero que alguém que tenha sobre si 92 AÇÕES - algumas delas por improbidade administrativa, outras por ligação com o crime organizado, e outros títulos dos códigos legais - não é exatamente um santo, concordam? E ao estender sobre ele o socorro legal, penso que o Judiciário se deslustra, se suja.


Claro que a Lei está para proteger o Direito dos cidadãos. Mas há cidadãos que já superaram de longe o direito de ter essa proteção, porque deliberadamente se dispuseram a incorrer nas ilicitudes da vida, como é o caso aqui. E para os quais seriam aplicáveis os RIGORES da Lei, não os FAVORES dela.


Dr. Sakamoto, me imagino fora do alcance da respeitável sentença. Por outro lado, não tendo como pagar R$ 1.000,00 por dia (sequer por mes!), isso encareço de V.Excia. o beneplácito de somente considerar o que coloquei aqui, sem "animus puniendi", e com espírito desarmado. É uma tristeza, mas a Lei que respeito e tento cumprir tem andado muito protetiva de pessoas que sugam o Erário, que deixam nossa gente às traças, que zombam dos institutos da Pátria, como penso seja o que ocorre aqui, quando alguém sobejamente apontado como delinquente corre ao amparo legal, nem que para isso precise se valer de sua posição de político.



Bom dia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A VERGONHA DE PESSOAS SEM VERGONHA - QUEM TEM?

Dizer o que? O STF é incansável, em seu afã desesperado para proteger os "colarinhos brancos" que por lá aparecem. Enquanto...