MORTE AO MST!

Inicia-se essa terça-feira com a notícia aborrecida de que o MST teria invadido 16 propriedades neste mes.

É uma tristeza o que nosso país tem sofrido com essas hordas de desocupados, mas a culpa não é só de nossa gente, que sempre, de alguma forma é leniente, é conivente com a malandragem. O problema maior remonta a décadas atrás, quando perdemos oportunidade de promover reforma agrária adequada. Ninguém pensou que aquela omissão pudesse produzir "filho" tão bastardo e criminoso quanto o MST.

NOTEM BEM - com o título dessa postagem NÃO ESTOU PREGANDO MORTE A NINGUÉM, mas tão somente MORTE AO MOVIMENTO, que tem se levantado de forma tão anárquica. Mas não sou pela sua extinção só por ser. Vejamos...

Esse poderio maléfico vai atrair algo que em que nunca pensáramos - a criminalidade. Onde mais um criminoso procurado vai poder se ocultar, senão num exército de "proscritos" sociais que é amparado pelo Governo e por ONGs sem-vergonha?

O Brasil tem avançado açodadamente pelos horizontes economicos e políticos (não vai mais longe por que o Congresso não deixa), mas em termos de política -sempre essa palavra incômoda - agrária somos um desastre quase completo.

Como então propriedades legítimas e bem cuidades podem ser alvo de invasão? Volto a repetir - porque ninguém tem ânimo para invadir a caatinga? Lá é que precisam de gente dedicada! Ou então as áreas já desertificadas do Rio Grande do Sul, quem se habilita? Ou, caso desesperado - porque fazendas de deputados federais e senadores não são invadidas? Não parece que há um acordo entre aqueles senhores e os "fora-da-lei"?

A verdade é que essas hordas estão instalando um modo de vida - sugando o Erário, se aproveitando do trabalho (honesto muitas vezes) de outrem... Ninguém quer iniciar algo desde o início. Ninguém quer trabalhar um projeto sério de irrigação na caatinga... a mim parece que querem mesmo é algo já pronto, prá usufruirem, bagunçarem, e partir para outro alvo...

Enquanto isso, nossos legisladores continuam homenageando gente morta, guardando dinheiro em lugares não usuais, protegendo seus estúpidos feudos, corrompendo e sendo corrompidos - peço aqui licença para mencionar um exemplo de coragem na pessoa da deputada estadual Cidinha Campos, do Rio de Janeiro, que tem mencionado alto e bom som o que pensa a respeito disso...

O Brasil muda. Tenho fé. DESDE QUE FAÇAMOS ALGO.

Comentários

  1. Você não esta pregando a morte as pessoas do MST, mas aposto que se qualquer um tivesse sua propriedade invadida a primeira reação seria a de tentar matá-los, afinal, quem invade propriedade privada é tão bandido quanto traficante e pior ainda saber que é como você disse, eles não querem de fato trabalhar, querem pronto.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

ESCOLAS DE DELINQUENTES

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...