LEI QUE NÃO É LEGAL

Hoje (15.02.2012) O STF estará julgando a validade ou não da Lei da Ficha Limpa. Nada obstante nosso açodamento, quando da promulgação da lei, porque eu mesmo a queria vigendo PRA ANTEONTEM, compreendo que o interregno "vacatio legis" não fora atendido, e portanto, lúcidas as decisões que protelaram o debate para 2012.
Mas não acredito mesmo que nesse ano de 2012 possam surgir mais obstáculos a tal medida legal, que tão somente visa proteger a Pátria (e por extensão, seus cidadãos) da legislatura de senhores e senhoras devedores à lei. Assim, torço para que o STF tenha a lucidez de ignorar a grita de advogados imorais, de associações levianas e parciais e de políticos desonestos e chorões, que ao invés de buscarem ter vida que os justifique diante da sociedade, se valem do beneplácito e leniência das leis e das autarquias nacionais para irem se aninhando no poder e/ou se protegendo de castigos (porque não?) justos.
Algo que deveria ser encarado como dever honroso - representar o povo no governo - na verdade é um cabide de fantoches (embora com personalidade, haja vista o fisiologismo) em que homens e mulheres venais sistematicamente escarnecem de mim e de você, leitor. Algo que em outros países significa desonra - meter a mão no erário,  podendo até conduzir a suicídio (como no caso do Japão) por aqui é uma outra maneira de o sujeito ter fama ("saiu do nada e hoje é latifundiário! - e a parte que mencionaria grilagem pelo poder feudal, o tráfego de influência e a sangria do Erário nem é mencionada).
Que a Lei da Ficha Limpa seja aprovada "in totum"! É preciso coragem para enfrentarmos nossas mazelas políticas!

Brasil... te amo e torço por ti.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESCOLAS DE DELINQUENTES

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...