A LEI 12.605/12 E SEU DESSERVIÇO AO BRASIL



Algum congressista abnegado - na tarefa de agradar nossa presidente da República - entrou com esse projeto de lei URGENTÍSSIMO, naturalmente alguma papelada foi impressa, aconteceram algumas discussões sobre o tema, e então aprovou-se esse primor de lei, que foi então sancionado pela Presidência: é determinada a declinação de gênero, nos diplomas e documentos expedidos pelas entidades de ensino públicas e privadas...

Não tenho a curiosidade de saber a identidade do tal congressista, que me parece papalvo subserviente, e além disso apedeuta em relação ao nosso vernáculo. Não. Num país onde a cultura é desmotivada por impulso oficial, onde os professores são sistematicamente esvaziados em suas atribuições de formadores de cidadãos, esse pobre coitado nada mais é do que mero produto do meio.

O que me deixa realmente aborrecido - como o pode denotar o tom acerbo com que iniciei essa crônica - é que sejam gastos recursos preciosos com reuniões e debates, produção gráfica, emolumentos de publicação, e o que mais houver, para que se cometa tamanha atrocidade com nosso idioma, já tão desrespeitado, de ordinário!

Não me causaria espécie se tal absurdo nos viesse à guisa de chocarrice proferida por algum estudante mais irritado com a língua portuguesa, de riquíssima variedade e profundidade de sentido. Mas vir de um congressista me parece de uma falta de senso ímpar, absoluta. Certamente o dito cujo senhor não tem acessores, que o alertem de bobagens tão claras. Pensando bem... talvez o pessoal do Planalto não esteja recebendo verbas para remunerar mais acessores... (risos)

Surpreende-me ainda mais que o plenário de alguma das duas casas, ou quem quer que tenha votado a aprovação de dita lei, tenha recebido de bom grado tamanha banalidade para sobre ela emitir voto.

Nossa língua portuguesa sobrevive há alguns séculos, sem necessidade de legislação sobre si, exceto o trabalho excelente de alguns filólogos, que a têm depurado ao longo dos anos.

Tampouco os diplomas e documentos relacionados necessitam de tal "esclarecimento formal", para continuarem existindo, muitos deles dependurados em alguma parede. Eles só indicam algo que seu proprietário deve saber (o que muitas vezes nem é verdadeiro, dado o esvaziamento educacional que nossa sociedade tem experimentado, ao longo dos últimos cinquenta anos).

SENHORES, nosso povo tem uma das cargas tributárias mais altas do planeta! Vamos tratar desse tema?

Nossos meios de Educação estão esperando medidas efetivas para sobrevivência de nossa cultura elementar! Que tal esse então, para brincar de voto?

A Segurança Pública precisa de decisões importantes! Os projetos de demarcação de terras para esses ávidos "sem-terra" (para mim, de muito difícil aceitação) estão esperando!!!! Tanta coisa a se decidir, e gente engravatada, recebendo um mundo de dinheiro PARA VOTAR UM ATENTADO À NOSSA LÍNGUA! VOCÊS NÃO TÊM VERGONHA?

Senhores congressistas, vamos parar de brincadeiras. Já está ficando monótono, temo que fique perigosamente ofensivo, em breve.

E ainda há brasileiros que não entendem porque os congressistas não podem andar no meio do povo, sem seguranças!!!!!!

A propósito, considerem os políticos da Noruega, Suécia, Dinamarca...

PESSOAS DO CONGRESSO (de maneira geral, preciso ressaltar, com exceções), já passou da hora de vocês mirarem bons exemplos. Nossa gente brasileira está literalmente "de saco cheio" (se me permitem a impropriedade).

Brasil, onde humoristas teimam em brincar de legislar... te amo mesmo assim...




Comentários

  1. "Este é o retrato fiel do Brasil em que a balança da Justiça, da Segurança, da Educação e da Saúde funciona com dois pesos e duas medidas. Precisamos urgente de instalar na sociedade uma REVOLUÇÃO POPULAR. Que sigam-me os bons! WB."

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

CURA GAY E OUTRAS IMBECILIDADES EMPURRADAS PELA MÍDIA