ÉTICA - ALGUÉM SABE O QUE É ISSO?

Estava lendo uma revista semanal importante, há alguns dias, e me chamou a atenção ao saber de alguém, na tentativa de corromper outra pessoa, dizendo assim: "É a ética comercial."
Notem bem, a pessoa estava propondo um conchavo, com pagamento de propina, e dizendo que era "ética comercial". Isso pra mim em outros tempos seria rotulado de corrupção ativa, crime capitulado no Código Penal pelos artigos 317 e 333 (dependendo de qual lado da negociata se mirasse).
Ética. Priscas eras, no meu curso de Direito, e eu fico sabendo que ética é a propriedade de conduta social, relacional. E o que não era ético era condenado pela sociedade, sopesadas diferenças temporais e culturais. Mas isso estava (e ainda está) nos livros. Hoje, corrupção virou "ética".
E o espantoso é que a maioria imensa dos brasileiros concede atenção a manifestações dessa "ética"! Assim, pagar uma propina para o guarda não multar "faz parte". Dar um presentinho para quem facilitar o financiamento bancário, idem (já soube de leitoas e garrotes e sacos de milho e quilos de café assim transacionados). Cobrar a entrega de cheque caução, num procedimento cirúrgico de urgência, é "ético". Políticos prometerem e não cumprirem é." É imoral o Sr. Demóstenes Torres ser incriminado baseado em escutas telefônicas autorizadas (pouca gente se lembra de que as escutas buscavam provas contra quem estava DO OUTRO LADO das ligações, e apanharam o ilustre senador por puro acaso e azar dele) - agora, como descaracterizar as ligações telefônicas que incriminam o Sr. Demóstenes, SEM livrar também o Sr. Carlos Augusto? Esse é o nó da questão).
E será igualmente ético passar em branco uma ilegalidade cometida por algum político, será ético sonegar informações OU cobrar por elas, será ético motoristas de táxi cobrarem corridas fora do taxímetro, será ético aprovar obras sem avaliação técnica...
VOCÊS, éticos, modernos, me enojam.
Espero que todos entendam. O que é imoral, o que é ilegal, o que é incorreto está assumindo caráter de normalidade, nessa nossa sociedade brasileira desavergonhada, de uma classe C servil e dependente desse servilhismo, uma classe B safada que explora a a outra classe, e classe A que acha que pode viver eternamente acima dos problemas que enfrentamos.
Comentei sobre uma sessão de corrupção acontecendo. Pois bem, era dentro de um hospital. Envolveu fundos oficiais. Me ajudem... quantos hospitais públicos há? QUANTOS DELES passam por esses processos licitatório? Mais importante... QUANTOS DELES RECHAÇAM a corrupção?
Ah, me poupem... para o Brasil ser passado a limpo, precisamos de vergonha na cara (minimamente, porque não temos nenhuma, pelo menos a maioria dominante).


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

CURA GAY E OUTRAS IMBECILIDADES EMPURRADAS PELA MÍDIA