segunda-feira, 15 de outubro de 2012

MAIS QUOTAS, MAIS VERGONHA... COMO PARAR A ONDA?

Então, sob impulso oficial, segue o projeto para tirar o mérito de nossas etnias minoritárias, digamos assim.

Agora o projeto de quotas é para os quadros do funcionalismo público.

Nunca vou me cansar de declarar que a maneira mais eficaz de se discriminar alguém é lhe dizer que é diferente. E então, já não teremos necessidade de declarações. A partir de um certo momento, quem for admitido numa repartição pública, se for negro, pardo ou de ascendência indígena será visto como um "diferente", que recebeu o beneplácito oficial.

Senhoras e senhores, pelamordedeus! Melhorem a Educação pública, as condições sociais de todos, e não será preciso essa "saia justa". Não será preciso esse paternalismo torto,  retrógrado, ele próprio cerceante de sonhos de melhoria, de chances de sucesso pessoal!

Isso vai totalmente na contramão da democracia, do status quo social do resto do mundo civilizado, e socialmente desenvolvido!

Nós não podemos fazer isso, estamos produzindo artificialmente um sistema de castas moderno.

E, sem pudor algum, estamos dando motivações a grupos racistas e/ou ultra-nacionalistas!!! Olha o perigo!!!!

O tempo dirá se tenho ou não razão.

Mas, Brasil (ou seria Brazil?) eu reclamo assim por que te amo, Pátria Amada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUANDO A INTELIGÊNCIA ENCONTRA A ALIENAÇÃO

Com muito prazer republico um texto profundíssimo, que pode divertir, e vai trazer muita luz, sobre o momento político que vivemos. É ...