sexta-feira, 30 de novembro de 2012

INIMIGOS? TEM CERTEZA, SR. MUNHOZ?

Palestrando aos prefeitos de seu partido recém-eleitos no estado, o presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo, Sr. Barros Munhoz (PSDB), nos trouxe a pérola da sexta-feira.

Aludindo ao futuro que esperava os ilustres novos mandatários, ele os advertiu de que deveriam se preparar para enfrentar os "maiores inimigos na política".

Com essa rotulagem o digno representante do povo classificou o Ministério Público e o Poder Judiciário, de modo geral. Acrescentou, na oportunidade, que os tais "inimigos" nivelavam a política "por baixo".

Pura infelicidade, para não dizer algo relacionado à sua falta de sizo.

Coisa raríssima (não me vem à cabeça algo da espécie) se saber de um representante do MP guardando dinheiro na cueca. Tampouco soubera de algum deles que utilizara funcionários públicos para tarefas particulares. Não sei de promotores que tenham contas em paraísos "off-shore".

Quanto aos juízes, por infelicidade soube do Dr. Nicolau, de infausta lembrança. E aqui e acolá, alguma coisa estranha surge em relação a algum membro do Judiciário.

MAS... isso é lugar comum entre os políticos! Os crimes do colarinho branco pululam, e não os temos mais acossados por uma maldita impunidade que décadas atrás eles mesmo votaram, para se proteger, em seus atos espúrios.

Não, Sr. Munhoz. O ilustre representante do povo (alguns milhares o elegeram, veja só!) labora em erro.

Quem nivela a política por baixo SÃO OS POLÍTICOS. Quem corrompe e oferece corrupção mais cotidianamente do que os próprios criminosos (assim rotulados) são representantes da classe política, prezado Sr.

O Sr. mesmo, já se livrou da acusação de improbidade, de quando era prefeito, por sua vez?

Ah, senhores políticos, me poupem... façam piadas, escarneçam uns dos outros, mas deixem o Judiciário em paz. Eles têm muita coisa já para se preocupar (de que inclusive o Legislativo em geral tem culpa) do que em "nivelar a política por baixo." 


terça-feira, 27 de novembro de 2012

PRECISAMOS CRIMINALIZAR ALGO MAIS?

O que falar de projetos criminalizando o preconceito? O que se pode dizer da grita dos grupos "minoritários" por justiça? 

Precisa mesmo disso?

É prosaico se ressalar que todas as salvaguardas já estão previstas na Constituição! Ora, se há lei, porque se criar mais lei?

O desafio está nos recebedores da lei. Não nela própria.

Se nossa população tivesse a cultura dos japoneses, por exemplo, teríamos muito menos homicídios. Se tivéssemos a educação dos habitantes da península nórdica, crimes violentos seriam exceções raras. Se tivéssemos o senso de respeito à propriedade que centro-europeus, certamente os furtos se reduziriam em muito. Se nosso povo tivesse evoluído socialmente MESMO, não teríamos tantos homossexuais sendo agredidos por aí afora, nem tantas meninas ou mulheres estupradas...

O corolário legal já está pronto. Quem não está pronto é o povo brasileiro, sem nacionalismo, sem amor próprio, sem orgulho de ser gente, de modo geral.

Muitos jovens egressos de nossas escolas (de todos os níveis) acham engraçado ser grosseiro, xingar um homossexual, quebrar coisas públicas. Se acham no direito (?) de andar com seus carros possantes (ou não) com o som altíssimo - de músicas paupérrimas - sem respeitar seus semelhantes...

Muitos dos pais desses jovens acham vantajoso dar propina, estacionar em locais não permitidos, recorrer ao "jeitinho brasileiro" (coisa odiosa) e até, por exemplo, se um professor ousa lhes informar que o filho não vai bem, pode ser destratado e até agredido.

Somos uma nação de milhões de ignorantes que se orgulham de sê-lo!

Criminalizar o óbvio não dá respeito à conduta correta, nem impede a má conduta. Educação resolve nos dois casos...

... de passagem... essa educação começa em casa... vai daí...

Brasil, meu Brasil brasileiro... tua gente não vai amadurecer NUNCA?

FALANDO EM SALAFRÁRIOS...

Alguém já ouviu falar da construtora C. R. Almeida? 100% certeza. Afinal, essa construtora é uma das queridinhas nacionais, abocanhando contratos imensos, em conjunto com suas asseclas (ops...) do ramo...

Segunda questão - já ouviram falar do maior latifundio do Brasil? Pois bem, era uma esperteza que a alta administração da C.R. Almeida planejara. Uma área de terras do tamanho de Holanda e Bélgica DOIS PAÍSES!!!) juntos.

Uma área de terras coberta por seringais e castanheiros nativos. Com algumas áreas habitadas por comunidades antiquíssimas...

Detalhes engraçados ficam por conta da documentação com que "pessoas" se arvoraram a proprietárias do pedaço (diga-se de passagem, imenso) de terra... um amontoado de papéis, falsificações de laudos, mutretas cartorárias... pessoas, eu fico imaginando se a cara dessas pessoas queima com vergonha. A minha queimaria, se eu fosse apanhado na safadeza...

Mas a coisa engraçada é que a turma resistiu, e recorreu, etc e tal... para se ter idéia, o ITEPAR, instituto responsável pelas terras do estado do Pará, ajuizara o pedido de cancelamento do título de propriedade em 1996. E somente em 2011 o erro foi reparado, em sede federal de justiça. Vale dizer, houve muito "molha mão" e muito recurso desde lá.

Aí, meus irmãos, vocês se surpreendem de que ALGUMAS PESSOAS (e só algumas) ficam tão ricas no Brasil!

Claro, não ignoro que isso possa acontecer também em outros países. Da Indonésia, por exemplo, tivemos os excelente exemplos do Sr. Suharto. Do Perú, o ex-presidente Alberto Fujimori nos ofereceu seu quinhão de esperteza. E daria para desfiar uma lista de pessoas poderosas à custa da safadeza, da enganação, do desrespeito aos seus concidadãos...

Mas aqui no Brasil a brincadeira é GRANDE. Agora pensem... GRILAR (a ação é essa mesmo, não importa o pano quente que quiserem aplicar) 7 MILHOES de hectares, e posar de bom moço!!!!

O erro foi reparado. Algumas comunidades indígenas exploradas e em extinção são reintegradas à sua posse de chão. Mas imaginem, irmãos, quanto lucro os grileiros tiraram de lá! Ou acham mesmo que eles deixaram aquelas árvores enormes quietinhas, as riquezas locais intocadas... acham mesmo???

Brasil, não tenho nada contra teus poderosos... mas alguns deles me enojam, tão criminosos são, tão desonestos são, tão sem-vergonha são...

P.S. - querem mais detalhes da história de safadeza? Confiram! http://www.amigosdopt.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=1439:lat&catid=43:estaduais&Itemid=56

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

A PARTIR DE HOJE... NOVA AGENDA NO BLOG

Senhoras e senhores, a partir de hoje teremos as seguintes temáticas abordadas:

- educação no lar;

- aculturamento na escola;

- crítica do ponto de vista do consumidor;

- relacionamentos sociais - coleguismo, amizades, namoros, casamentos, descasamento, etc e tal.;

- esportes;

- evolução / involução social;

- direitos humanos (abordando, claro, os "direitos dos manos");

- redes sociais;

- outros... exceto política.

Porque? Penso que já fiz alguma coisa, em termos de apontar o que pode ser melhorado no Estado brasileiro. Não quero me tornar palmatória das cabeças coroadas desse país.

Não estou me acovardando, não é isso... nossa gente precisa ser de alguma forma mais efetiva despertado para sua importância no cenário, e de como mudanças precisam ser implementadas, sob risco de nos tornarmos um Estado de exceção, em todas as direções.

Espero que gostem. E aqueles que costumeiramente me visitam a página, que me critiquem no que porventura incorrer em erro.

Bom dia!

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

SENADO - UMA CASA DE ESPERTOS

Notícia da Agência Brasil nos informa que o Senado aprovou projeto de resolução disciplinando o pagamento de Imposto de Renda incidente sobre décimo-quarto e décimo-quinto salários dos senadores.

Você recebe 14°. e 15°. salário? Se não recebe, está fora desse negócio... mas vamos destrinchar o pato...

Quem vai pagar pelos atrasados? Naturalmene... pelo quinquênio 2007-2011, a mesa do Senado pagará a despesa (indiretamente eu e você, que me lê, pagamos, é isso que eu quis dizer).

Agora vem a melhor parte da piada. A advocacia do Senado (fico pensando na utilidade disso, o Senado ter um corpo de advogados para si) vai postular em Juízo a ilegitimidade da cobrança, porque consideram que os ditos "salários" são indenizações!!!!!!

Vejamos... o que eles já têm indenizado?

- Alguns têm indenizado o aluguel que pagam pelas casas que ocupam, até o teto de R$ 3.800,00/mes (é, simples assim - devem ser casas populares ...);
- todos têm a seu dispor indenização de despesas telefônicas (aparelho fixo), entre R$ 500 e 1.000,00/mes;
- as despesas com telefone celular têm cobertura ilimitada (o sonho de 100 em cada 100 brasileiros!);
- R$ 15.000,00/mes de verba indenizatória (despesas com aluguéis, combustíveis, consultoria, assinaturas de revistas, etc e tal - tudo coisinhas indispensáveis ao senador, claro);
- R4 6.045,20/para transporte aéreo (você, que viaja de busão ou de metrô cinco dias por semana ficou com água na boca, eu sei...);
- falando em transporte, os senhores senadores têm cada um à sua disposição 25 litros de gasolina (ou 36 de álcool) para se deslocarem por Brasília, SEMANALMENTE. Mas como eles não têm muito tempo livre, trabalhando com afinco 16 horas por semana, na média, talvez não façam uso dessa mixaria...);
- despesas psico-odontológicas? - cada um dos senadores faz jus a somente R$ 2.166,58/mes (e você que pensou que o SUS cobra caro!!!!);
- eles também têm disponível uma verba de R$ 82.000,00/mensais para molhar a mão de seus asseclas... ops... assistentes de gabinete e serviçais assemelhados... (quantas micro-empresas sequer conseguem um faturamento desses!);
- ah! Despesas médicas têm cobertura ilimitada, e a coisa é vitalícia - vale dizer, ao saírem do cargo, conduzem consigo a benesse...

Essas verbas indenizatórias acima são as principais. Eles sempre arrumam uma coisinha pra gente pagar... Afinal de contas, como ficam as importações de Miami, se eles não tiverem recursos ESSENCIAIS?

Aos que duvidam dos números acima... visitem http://congressoemfoco.uol.com.br/wp-content/uploads/2011/07/CustoParlamentar2011.pdf.     Vai ser um choque de realidade interessante, até porque os números são totalizados, e também teremos alí o que sustenta nossos ilustres deputados federais.

Mas então... o que vai sobrar para ser indenizado com as "ajudas de custo" pagas em fevereiro e dezembro de cada ano?

Meus amigos, sobra safadeza, no Congresso Nacional, e falta vergonha na cara. Sempre tenho dito que há exceções honrosas, como os Srs. Cristovam Buarque (PDT-DF), Eduardo Braga (PMDB-AM), Eunício Oliveira (PMDB-CE), Lobão Filho (PMDB-MA), Pedro Simon (PMDB-RS) e Rodrigo Rollemberg (PSB-DF). E surpreendentemente, até recentemente o Sr. José Sarney (PMDB-AP), também não tinha usado sua berva indenizatória.

Mas... nada é tão ruim que não possa ser piorado... em junho recente, o secretário da mesa, Sr. Cícero Lucena (PSDB-PB), publicou as regras de um troço chamado CEAP (Cota para o Exerício da Atividade Parlamentar), que vai unificar tudo, dificultando assim a vida de quem não quer usar os benefícios excessivos...

Falando sério... aqueles rapazes do Congresso, em rua esmagadora maioria, deviam tomar um corretivo. Nenhum parlamentar ao redor do mundo é mais bem pago.

E ainda dizem em "ajuda de custo" para "indenizar".

Povo brasileiro, vocês são mesmo assim estúpidos? Ou sem capacidade de reação? Ou as duas coisas?

NÃO CRITIQUEM O STF PERTO DE MIM!

Aqui e acolá colho umas pérolas estranhas quando à AP 470.

O assim chamado povão endeusa o Dr. Barbosa, e demoniza o Dr. Lewandowski. O PT oficialmente não tem posição, mas devem estar mortalmente envenenados contra os integrantes TODOS do STF.

Os estudantes de Direito estão com urticária, inclusive depois das declarações de um certo jurista alemão famoso...

As OABs via de regra têm reclamado de algumas atitudes do STF, que veem como uma ameaça ao trabalho de seus profissionais - ao invés de escrutinizar um pouco mais a vida de seus quadros - vide matéria recente, sobre aprovado(s) na OAB do Distrito Federal.

Sejamos sérios, e serenos... 

O Dr. Lewandowski tem levado à perfeição a liberdade da ampla defesa. Seu saber inconteste tem nos desfilado valorações da justiça extraordinárias. Tem pontuado sobre as lacunas processuais, tem colocado muitas e muitas vezes, ainda que com outra roupagem, o "indubio pro reo". Não se alinhou de maneira irrazoável, mas compôs a condenação de alguns, igualmente. Tem desempenhado seu papel com extrema desenvoltura e lealdade ao cargo que enverga. Homem de valor, aí está.

O Dr. Barbosa cumpre também exemplarmente seu papel. Imaginem o trabalho sequencial ao do Dr. Gurgel (outro grande nome, meio secundado agora pelas atenções ao STF), em tentar compor toda a colcha de retalhos que não por acaso foi urdida pelos delinquentes considerados no libelo. Esforço sem dúvida hercúleo, para quem tem muito mais a fazer do que responder às inquirições da imprensa, ou nossas, do populacho. Ele (e os demais integrantes do STF) tem uma missão árdua, muito mais complexa do que a da maioria dos pobres mortais que, ao soar 18 horas, se vão para casa.

Não. Não há o que se dizer a respeito desses grandes homens.

O que existe, senhoras e senhores, é que o capítulo representado pela AP 470 é totalmente atípico na história nacional!!! Imaginem, senhores, tecer trama capaz de colher em si os chamados "colarinhos brancos"!

Ao considerarem os desempenhos do STF, todos os seus integrantes, considerem antes a enormidade da tarefa que lhes sobrara, da leniência imoral ("eu não sabia de nada|!"), da desonestidade de nossos poderes Executivo e Legislativo ("todo mundo faz caixa dois, isso é regra geral"*), ao se erigirem em construtores do "imbróglio". Ao Judiciário lhes cabe deslindar as coisas, o que têm feito a custo de muito stress e exposição a quem não sabe bem o que criticar, e os elege - aos membros do STF, para "judas".

Antes os exaltem - eles estão refazendo um dos mais importantes capítulos da história do Brasil - o da lealdade ideal do representante do povo e do respeito à coisa pública.

Nossa gente agradece, de modo geral, podem estar certos.

*são minhas palavras, mas foram colocadas mais ou menos nesses termos, aqui e acolá, durante o julgamento do Mensalão.

JUSTIÇA A DESCOBERTO

Já me estendi demasiado sobre os ganhos de alguns segmentos do Judiciário, penso que há agravantes e atenuantes de todo lado.

Mas a postura solene dos poderes Executivo e Legislativo em ignorar tratativas a respeito da atualização salarial das carreiras do Judiciário é de uma imoralidade gritante...

Agora, nos vem o senador Romero Jucá, dizendo que não incluiu o petitório salarial da Justiça em seu relatório preliminar do Orçamento da União, "porque não vê recursos para isso" (minhas palavras, exata interpretação).

Duvidam? vide http://www.conjur.com.br/2012-nov-21/reajuste-judiciario-nao-incluido-parecer-preliminar-orcamento

Ora, senador, vamos ser sérios?

Para as obras da Copa, já foram abertas as comportas de recursos financeiros, e sabe-se lá até quando jorrarão!

Para o Legislativo as coisas funcionam sem sobressaltos, desde indenizações avultadas para cada figurante do grande cirso da Esplanada, até verbas de representação.

Enquanto isso, juízes e promotores se estressam em tentar resolver coisas que advieram da irresponsabilidade do Legislativo e de alguns procedimentos perdulários do Executivo. Isso é justo, senador?

E as propinas nas licitações públicas? Os sobrepreços, que eventualmente desaguam em bolsos congressistas?

Sabe, senador, se houvesse um nítido esforço dos demais poderes, ESPECIALMENTE de Vv. Ss. do Congresso, em fazer a coisa pública funcional - Saúde, Educação, Segurança Pública, Transporte, eu tenho certeza de que até os integrantes do Judiciário suportariam em boa paz o arrocho.

Observe que se concedido o petitório do Judiciário, o impacto anual inicial seria da ordem de R$ 285 milhoes, aproximadamente. Isso é MUITO MENOS do que os reajustes de emergência autorizados nas obras de Copa do Mundo/Olimpíadas.

Copa do  Mundo e Olímpiadas têm seu valor, mas são CIRCO. A Justiça gerencia a tranquila performance do circo. Pense nisso, senador.

Mas o que se vê em toda parte desse Brasil é desmando na hora de utilizar recursos da "viúva". E safadezas descaradas, sobre as quais se lançam desculpas horrorosas do tipo "nunca soube de nada!"

Sinceramente, senador, tenha a hombridade de dizer que não quiseram MESMO colocar a proposta de reajuste do Judiciário no Orçamento. Fica menos pior.

PAULISTANOS SOFRIDOS, INSENSIBILIDADE PÚBLICA

Chegando a mais um final de ano, não se observam grandes mudanças por aí.

Um tributo pesado nossa sociedade viu aumentar ainda mais. A criminalidade aparentemente explodiu Brasil afora. E tal quadro é simbolizado pelo que acontece com a cidade de São Paulo.

Não há que se falar em coincidências. Quando dezenas de policiais têm suas vidas ceifadas, o que salta aos olhos (até recentemente as entrevistas da cúpula de segurança paulistanas se recusavam a admitir isso) é uma vingança da criminalidade organizada. Até aí... colheita de sementeiras amargas... mas enfim...

Mas o detalhe bizarro é que esse massacre está sendo orquestrado de dentro de penitenciárias!!!!! Que diabo é isso?

Defensores dos direitos humanos podem espernear, mas criminosos de carteirinha, como traficantes, pedófilos, sequestradores e estupradores esqueceram que são gente. Assumiram comportamento animal onde, ao tomar suas atitudes, agem atendendo a instintos, não têm misericórdia com suas vítimas. E essa reflexão dura me leva a outra martelada na coisa...

Observaram como incrementou-se absurdamente o percentual de criminosos abaixo de dezoito anos?

Guardem isso... a redução da maioridade penal, por bizarro e fora de moda que possa parecer, NÃO VAI RESOLVER O PROBLEMA, mas vai dar um freio de arrumação. Pais vão ficar preocupados com o destino de suas proles, jovens vão entender que estão correndo risco estúpido...

Só não podemos mais ficar à mercê das entidades dos "direitos dos manos"... isso já foi longe demais... Direitos é para quem os cumpre em relação aos outros... agora deveres são para todos.

Celular em presídio? COMBATE A FERRO E FOGO! Aliciamento de menores? TIPIFICAÇÃO PENAL MAIS CLARA, E APENAMENTO TOTALMENTE RIGOROSO (acho que é um crime hediondo, afinal de contas).

Novas penitenciárias, com modernidade e recursos radicais, do tipo "vacilou, morreu" (criminoso também tem medo de morrer, escrevam). Tornozeleiras para quem não merece se misturar com a escória irrecuperável (eles existem, podem crer, caros leitores). 

Como alguém já disse... " se alguma mãe precisar chorar seu filho, que seja a mãe do criminoso, que resolveu afrontar a lei, e não as mães de cidadãos comuns (alguns até inocentes de menos de ano de idade, como recentemente aconteceu)." Isso - por incrível que pareça -  É JUSTIÇA.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

A PERVERSIDADE DA MÁQUINA ESTATAL

Segunda-feira, saldos terríveis do final de semana... tempo de refletir...

A Saúde está um inferno para os enfermos... a Segurança Pública segue sendo erradicada... a Educação é atualmente uma palavra que poucos conhecem na prática...

Enquanto isso, nossa classe política se prepara para os recessos de final de ano... D. Dilma vai afagando suas alianças, visando o próximo quadriênio... os recursos do Erário vão sendo drenados para Copa, Olimpíadas, e outras finalidades igualmente desimportantes...

Onde está o povo brasileiro, que se orgulha de ser esperto? Onde se escondem esses espertos palhaços, que proporcionam boas risadas aos políticos de Brasília?

Será que só servimos para quebrar coisas em estádios, ou incendiar ônibus? Vamos fazer alguma coisa BOA para nossos filhos, que tal?

Onde estão os paulistanos de fibra que não se levantam contra essa onda de violência nunca vista???

Como sempre diz um jornalista afamado... "Precisamos passar o Brasil a limpo."

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

PERIGO À VISTA... ADRIANO AMEAÇA VOLTAR AO FUTEBOL!!!!

Pessoas... é surpreendente como as pessoas de projeção pública desse Brasil humilham nossa gente, achincalham com nossa seriedade, e ainda posam de bons moços!

Já há algum tempo eu estive comentando os solavancos da trajetória de um ídolo. Falo de ninguém mais do que do jogador de futebol Adriano.

Um sucesso absoluto e unânime, ao desabrochar para o futebol, o grandalhão já deixou muita gente feliz, Brasil afora. Dono de invejável talento, oportunista como poucos, o moço de origem humilde tornou-se, há alguns anos atrás, num ícone, um símbolo de superação.

Mas isso foi anos atrás... após um histórico de irregularidades e de relacionamento no mínimo suspeito com delinquentes, o Sr. Adriano Leite Ribeiro, ou simplesmente o "Imperador", finalmente decide dar uma freada de arrumação erevelou que pretende retornar ao futebol ano que vem, 2013.

Bem, bem, bem... quem o aplaudiu nos primeiros, os que o viram começar na Fiorentina, devem estar saudosos. Pouco depois daquela jornada na Itália, o moço iniciaria trajetória de irregularidades inexplicáveis, registro de insubordinação, desrespeito com a torcida...

Agora mesmo é o que está acontecendo com os torcedores do Flamengo. O homem entra e sai, faz acordos incríveis com um dos times mais queridos do Brasil e... NÃO JOGA!

E dá-lhe "processos de recuperação física" na balada, aproximações desastradas com o lado ilegal da sociedade... notem, leitores, não tenho nada que ele cultive suas raízes, e mantenha seus amigos. Mas daí a emprestar seu nome e imagem famosos para o lado - digamos assim - rebelde da sociedade é demais.

Ele diz que deve retornar ao futebol ano que vem. Claro, voltará. Voltará para assistir aos clássicos, lá de cima de algum camarote, voltará para "peladas" de praia.

Para o futebol profissional... quem confiaria nele, uma vez mais?

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

GENTE QUE FEZ HISTÓRIA

Me refiro hoje ao Dr. Antonio Carlos Biscaia, procurador de Justiça aposentado, deputado algumas vezes. Recentemente o jornalista Marcelo Auler lançou biografia desse senhor, que se destacou como um dos maiores juristas do Brasil moderno.

O Dr. Biscaia possivelmente nunca terá um retrato imenso na entrada de alguma cidade (como outro político famoso tem, em João Lisboa, MA), até porque a cidade que honrou com suas atuações é o Rio de Janeiro, e já há decoração em profusão em seus acessos. Mas ele nem precisaria disso - sua biografia é suficiente para colocá-lo acima de qualquer referência visual.

As novas gerações talvez nem saibam muito do que o homem realizou, mesmo as dos bancos das faculdades de Direito.

Mas é necessário que se registre que o Dr. Biscaia deu um novo sentido à função de Procuradoria. Alguém que abraçou com amor e denodo a carreira a que se dedicara, para buscar a justiça para o povo carioca. Alguém que não nos frustrou, no objetivo de servir à carreira, e ao povo que de alguma maneira representou.

Os distúrbios que agora o Sr. Pezão enfrenta foram duramente combatidos pelo Dr. Biscaia, e ele teve sucesso razoável, dentro das circunstâncias que o cercavam. Nos idos da década de 90 teve a coragem de enfrentar cartéis bem aparelhados (o jogo do bicho, por exemplo), e sobreviveu a eles.

Meus leitores descobrirão que o homem inclusive foi "convidado" a se corromper até por políticos!!! (De se imaginar como são nossos modernos homens públicos... se há quase 20 anos atrás já tinham a corrupção como alternativa, hoje é padrão).

Lição dessa quinta-feira para os acadêmicos de Direito, especialmente aqueles inclinados à lide Penal - estudem a carreira do Dr. Biscaia.

Talvez descubram o significado de "vergonha na cara", se quiserem mesmo ter o respeito de todos...

Brasil... precisaríamos "clonar" alguns caras mais, e semear pelo Brasil... Te amo, terra adorada!


CHIPS E PESSOAS... E AGORA?

O noticieiro abundante da internet me dá notícia interessante...

Escola dos arredores de Brasília, D.F., implantou sistema de monitoramento por chips para os alunos da instituição. Acontece que estavam preocupados com a saída antecipada dos "teens" das aulas... Discutiram a medida com os pais, e decidiram levar a cabo o planejado, a título de experiência, a princípio.

Pelo que se apurou, a coisa teve reflexos positivos - a saber, os pais se aproximaram mais do corpo docente, e imagino que sem dúvida os alunos estejam apreendendo conteúdo mais amplo do que supunham necessitar.

Mas então... como muito pouca coisa nesse mundo é perfeita, um certo Dr. Guilherme Madeira levanta a questão de que a medida feriria direitos aos direitos  e à privacidade, etc e tal dos alunos. O homem é especialista na malfadada lei apelidade ECA.

Eu seria capaz de jurar que o Dr. Madeira, para chegar ao estágio de doutor, não teve vida vadia, em seus tempos de escola. Certamente se aplicou nos estudos, e logrou sucessos graças a Deus que o guardasse e aos conhecimentos amealhados. Mas o que tem isso a ver com o tal do chip (que é implantado nas camisetas dos alunos)?

Tem a ver, Dr. que crianças e adolescentes são cidadãos EM FORMAÇÃO. Um erro crasso de nossa sociedade moderna é considerar que desde o seu nascimento, tem-se um cidadão em cada criança. Não é bem assim. Trata-se de um cidadão em potencial, cujo cabedal de conhecimento e educação será (deveria ser) preenchido de forma paulatina e adificante, produzindo GENTE.

A leniência (eu suspeito uma secreta conspiração para "emburrecer") do governo com nosso sistema de ensino, adicionada ao descaso com que crianças de maneira quase geral são jogadas no mundo, tem produzido seres mal-formados, ignorantes sob todos os aspectos da palavra, muitos dos quais, mais dia, menos dia, estarão atrás de grades...

A pós-modernidade demanda algo mais que a simples redação do ECA. Precisamos de instituições que não negociem posturas, de lideranças talhadas para tal, de preceptores de alunos (caso desta crônica) preparados e protegidos capazes de passar conteúdos sólidos, inclusive eliminando essas coisas horrorosas chamadas "cotas".

Dr. Madeira, olhe outra vez... a argumentação de V.Sa., "data maxima venia", e salvo melhor juízo, é de uma banalidade absoluta.

QUANDO A INTELIGÊNCIA ENCONTRA A ALIENAÇÃO

Com muito prazer republico um texto profundíssimo, que pode divertir, e vai trazer muita luz, sobre o momento político que vivemos. É ...