NÃO CRITIQUEM O STF PERTO DE MIM!

Aqui e acolá colho umas pérolas estranhas quando à AP 470.

O assim chamado povão endeusa o Dr. Barbosa, e demoniza o Dr. Lewandowski. O PT oficialmente não tem posição, mas devem estar mortalmente envenenados contra os integrantes TODOS do STF.

Os estudantes de Direito estão com urticária, inclusive depois das declarações de um certo jurista alemão famoso...

As OABs via de regra têm reclamado de algumas atitudes do STF, que veem como uma ameaça ao trabalho de seus profissionais - ao invés de escrutinizar um pouco mais a vida de seus quadros - vide matéria recente, sobre aprovado(s) na OAB do Distrito Federal.

Sejamos sérios, e serenos... 

O Dr. Lewandowski tem levado à perfeição a liberdade da ampla defesa. Seu saber inconteste tem nos desfilado valorações da justiça extraordinárias. Tem pontuado sobre as lacunas processuais, tem colocado muitas e muitas vezes, ainda que com outra roupagem, o "indubio pro reo". Não se alinhou de maneira irrazoável, mas compôs a condenação de alguns, igualmente. Tem desempenhado seu papel com extrema desenvoltura e lealdade ao cargo que enverga. Homem de valor, aí está.

O Dr. Barbosa cumpre também exemplarmente seu papel. Imaginem o trabalho sequencial ao do Dr. Gurgel (outro grande nome, meio secundado agora pelas atenções ao STF), em tentar compor toda a colcha de retalhos que não por acaso foi urdida pelos delinquentes considerados no libelo. Esforço sem dúvida hercúleo, para quem tem muito mais a fazer do que responder às inquirições da imprensa, ou nossas, do populacho. Ele (e os demais integrantes do STF) tem uma missão árdua, muito mais complexa do que a da maioria dos pobres mortais que, ao soar 18 horas, se vão para casa.

Não. Não há o que se dizer a respeito desses grandes homens.

O que existe, senhoras e senhores, é que o capítulo representado pela AP 470 é totalmente atípico na história nacional!!! Imaginem, senhores, tecer trama capaz de colher em si os chamados "colarinhos brancos"!

Ao considerarem os desempenhos do STF, todos os seus integrantes, considerem antes a enormidade da tarefa que lhes sobrara, da leniência imoral ("eu não sabia de nada|!"), da desonestidade de nossos poderes Executivo e Legislativo ("todo mundo faz caixa dois, isso é regra geral"*), ao se erigirem em construtores do "imbróglio". Ao Judiciário lhes cabe deslindar as coisas, o que têm feito a custo de muito stress e exposição a quem não sabe bem o que criticar, e os elege - aos membros do STF, para "judas".

Antes os exaltem - eles estão refazendo um dos mais importantes capítulos da história do Brasil - o da lealdade ideal do representante do povo e do respeito à coisa pública.

Nossa gente agradece, de modo geral, podem estar certos.

*são minhas palavras, mas foram colocadas mais ou menos nesses termos, aqui e acolá, durante o julgamento do Mensalão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESCOLAS DE DELINQUENTES

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...