sábado, 1 de dezembro de 2012

JD... E SUAS ESPERNEADAS...

Pessoas, eu me sinto muito desconfortável com esse negócio de proximidade do poder e suas derivações.

Claro, é chover no molhado, mas as relações no âmbito do poder político, na sociedade ocidental, especialmente no contexto de uma democracia, deveriam ter decência mínima, ciosos os operadores de dito poder de que foram eleitos para tal e, em sendo eleitos se tornam vidraça. Ademais, assiste aos eleitores o retorno de respeito pela confiança depositada.

Mas então, temos coisas horrorosas acontecendo na política brasileira, desvios de conduta e recursos, carreiras sendo construídas em cima de outras, sendo esmagadas... e de permeio um desrespeito absoluto a todos os níveis da sociedade organizada, para espanto e escárnio da comunidade internacional.

Não somos o pais do futuro. Somos mais um país da propina, de mulheres de amplos traseiros, de políticos abrindo contas em paraísos fiscais, de iniciativas artísticas discutíveis (OK, "Tropa de Elite" e "Meu nome é..." são exceções honrosas, dentre pouquissimas outras)...

Então, temos uma mulher de segundo escalão do poder, literalmente mandando na "casa de noca", chamando as pessoas pelos primeiros nomes, e dispondo do poder alheio como se fossem ferramentes usuais.

E aí me vem um tal de JD e reclama que estão falando demais, etc e tal... Sr. José Dirceu, talvez o projeto de V.Sa. até tenha sido grandioso, mas foi urdido de maneira imoral, e começaram a erigí-lo à custa da respeitabilidade vendida de alguns...

Não me venha falar em "corda" em " casa de enforcado". O Sr. não está exatamente fora da casa... acho que muitas carreiras políticas foram enforcadas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUANDO A INTELIGÊNCIA ENCONTRA A ALIENAÇÃO

Com muito prazer republico um texto profundíssimo, que pode divertir, e vai trazer muita luz, sobre o momento político que vivemos. É ...