O ANO DE 2013 QUE PRECISAMOS TER...

Final de ano, reflexões mil acontecem, nas cabeças pensantes.

Muitas cabeças jovens/juvenis estão na verdade pensando na próxima balada, nos próximos porres, nas próximas carreirinhas de pó (duvidam? Perguntem aos seus conhecidos...). Alguns, para "salvar a Pátria", pensam em iniciar uma carreira, ser melhores filhos... minoria, podem acreditar...

Muitas cabeças políticas estão dando "tratos à bola", para saber como extrair mais vantagens pessoais da "viúva" (o Brasil), claro. Afinal, essa espécie horrenda, criada nos porões da ditadura, chamada classe política nacional, não pensa em outra coisa (salvo raríssimas exceções) exceto em fisiologismo e seguem o ditado "farinha pouca, meu pirão primeiro." (e olha que eles têm consumido muita "farinha").

Nossos professores (mormente os da rede pública) seguem na discreta, sofrida esperança de que algo mude na realidade de vida deles, porque são OS ÚNICOS que podem mudar o Brasil - nem os políticos podem, a essa altura do campeonato.

Nossas classes A e B seguem esbanjando o que (já) não têm, para mostrar aos outros o que não são. Todos devidamente dominados pela mídia impressa e televisiva, especialmente (já há um pouco de dominação da internet, não se enganem...). E escapam da (o)pressão social circunjacente viajando para paraísos exóticos ( Bali) ou comerciais, como Miami - meros exemplos.

Nossa classe C segue ordeiramente - com uma submissão de acéfalos, verdadeiros zumbis - sustentando toda a estrutura (ou vocês acham mesmo que as classes A e B são fiéis nos seus impostos, taxas e outras obrigações? Quem paga tudo direitinho é quem não tem dinheiro para comprar a liberdade, a paz, a segurança!).

As classes seguintes continuam dependendo totalmente do Estado paternalista em que o Brasil se tornou, sem futuro, sem expectativas de melhora, copiando em seu dia-a-dia modelos estrangeiros - músicas de letras estúpidas, roupas baratas que foram feitas EXATAMENTE pra eles, embora desenhadas por figurinistas de outros contextos sociais, novidades dietéticas saídas não se sabe de onde (dizem que o Brasil tem 49% da população vítima de obesidade - devem ter esquecido de considerar alguns rincões do Nordeste), programas de TV  de estupidez absoluta (como BBB, Fazenda, programas de humor baratos e chulos) - e vão se estupidificando numa espiral decrescente. Não por acaso temos tanta violência contra homossexuais, mulheres, tanta violência gratuita no trânsito...

Notam os sinais da "evolução" social no Brasil?

Sra. Presidente Dilma Rousseff o Brasil que precisamos ter deve ser assim:

- SEM políticos corruptos - se eles forem desmascarados, PRECISAM ser defenestrados;
- COM política de Saúde realmente SÉRIA, que atenda nossa gente, não importa sejam ricos ou pobres (não funciona assim no Canadá? Porque não funcionaria aqui?);
- COM escolas decentes e professores de dignidade restaurada, pois EDUCAÇÃO (fundamental, acadêmica) é o único meio capaz de mudar o pensamento de nossa gente - nada mais o fará;
- COM segurança confiável, banidas PERMANENTEMENTE as autoridades corruptas - sejam policiais, juízes, desembargadores, ou quem estiver manchado pela sujeira da corrupção;
- COM banimento das organizações criminosas, sua desestruturação, e trabalhos forçados para quem tenha penas de mais de 5 anos - atualmente nosso sistema penitenciário nada mais é do que hotéis (péssimos) públicos! Onde já se viu isso?;
- COM vigilância REAL sobre nossas riquezas naturais (matas, fontes de água, minas de Nióbio, por exemplo) e ordenamento da exploração de ditas riquezas - SEM PESSOAL para isso? Coloquem o Exército, que sempre acode, quando precisa. Aliás, a caserna precisa ser melhor tratada, Excelência! Não se trata nossos "cães de guarda" (fiéis e ordeiros) a tapa.
- COM MENOS RAPAPÉS para as nações interesseiras que nos olham com avidez de aves de rapina, sejam socialistas ou capitalistas. Quem quer ver nossos ossos não quer o nosso bem;
- COM MENOS PATERNALISMO - como dissera o poeta popular "uma esmola, a um homem que é são, ou lhe mata de vergonha ou vicia o cidadão."

Então, Sra. presidente, vamos fazer uma forcinha? O povo que elegeu V. Excia. está sofrendo, Sra. Rousseff. Não foram os políticos, nem os ricaços - foram as classes C, D e E que elegeram V. Excia. Porque ignorar esses milhões?

Brasil... te amo... e quero ver você melhor no ano de 2013...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

CURA GAY E OUTRAS IMBECILIDADES EMPURRADAS PELA MÍDIA