ANDREW JENNINGS x JUSTIÇA TUPINIQUIM

Minhas leitoras e leitores, segundona de ressaca (menos eu, claro!), de arrependimentos pelos excessos (idem)...

Tomo conhecimento de que o jornalista inglês Andrew Jennings, autor do livro "Jogo Sujo - O Mundo Secreto da FIFA", foi condenado por um juiz brasileiro (para ser mais exato, o magistrado em exercício na 3a. Vara Cível do Forum da Barra da Tijuca, no MEU Rio de Janeiro), a pagar indenização de R$ 10.000,00, a um ilustre brasileiro, Sr. Ricardo "mercador" Teixeira.

Essa importância não será nada para alguém que ganha em Libras, e inclusive em direitos autorais. Claro.

O que nos salta aos olhos é que o homem foi condenado porque ousara denunciar falcatruas do ilustre brasileiro, quando no comando da CBF e em suas inserções na FIFA.

Pessoas, primeiro de tudo que o homem não foi intimado. Há testemunhas inclusive de que teriam visto a oficial de justiça na tentativa de seu mister, mas não lograra realizá-lo.

Depois, o libelo contra o jornalista britânico foi por "danos morais".

Ah, façam-me um favor!!!!! O que menos poderia afetar o Sr. Ricardo Teixeira seriam acusações de desonestidade nas suas tratativas de dirigente esportivo!!!

Salvo melhor juízo - vale dizer - a não ser que algo secretíssimo tenha sido revelado ao Dr. Augusto Alves Moreira Júnior, a abundância de acusações contra o Sr. Ricardo Teixeira, surgidas ao longo dos dois últimos anos (praticamente o mesmo período de trâmite da ação), recomendariam pelo menos o "indubio pro reo", já que não tinham assinatura do acusado na contra-fé.

Excelência, o Dr. agiu de acordo com a lei, não há o que se dizer, já que havia "revelia" (totalmente discutível). Mas com toda a certeza V. Excia. assumiu uma celebridade ruim mesmo. Penso sinceramente que o mais adequado seria não aceitar a denúncia, até porque a dimensão do "dano moral" arguido não ficou plenamente comprovada. 

Saneado o processo, com revisão da malfadada intimação, que aparece nos autos como realizada, mas o acusado nega ter recebido - ATÉ PORQUE LHE SERIA MUITO FÁCIL SE DEFENDER - aí sim, talvez se pudesse considerar o direito do Sr. Teixeira.

Naturalmente, o Dr. José Mauro Couto de Assis Filho ganhou notoriedade.

Sabem, pessoas? Não sei o quanto valem os reclamados "danos morais" do Sr. Teixeira... MAS QUANTO SERÁ QUE VALEM OS DANOS MORAIS que são impingidos diuturnamente ao povo brasileiro?

Quantos achaques à honra nacional são perpetrados por gente importante como o vencedor dessa ação, ou políticos de alto calão, ou empresários descuidados da própria honra?

Sabem... o Brasil não é conhecido lá fora por ser a pátria do Pelé, nem pelo nosso café. NÃO MAIS. Somos conhecidos pelas bundas de nossas mulheres, a impunidade de nossos homens públicos, a desonestidade/corrupção de homens públicos e do setor privado, e também conhecidos por sermos assim essa "manada de alienados", que aceita tudo.

Quantos achaques mais poderemos suportar?

Talvez, Dr. Assis Filho, V. Sa. pudesse ser patrono de uma ação de reparação de danos morais, em que figurassem como autores algumas centenas de milhões de brasileiros. EU ASSINARIA a procuração. E V. Sa. ficaria rico, perturbadoramente rico... que tal?

Brasil, meu Brasil... eu te amo, mas como tua Justiça é CEGA!!!!!!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

ESCOLAS DE DELINQUENTES

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...