PORQUE "FABULOSO"?



De vez em quando eu escrevo alguma coisa sobre jogador de futebol.

Não, eles não são pilantras (ao contrário dos integrantes de uma certa agremiação lá do Planalto Central). Mas comento seus momentos, e sua inserção no contexto público.

Por esses dias o jovem Luís Fabiano, atacante do São Paulo, tem vivido um pequeno inferno particular.

Foi alvo de uma condenação a quatro jogos "no gancho", por ter se dirigido de forma beligerante, acintosa, agressiva mesmo, ao árbitro de uma das partidas da Taça Libertadores, ora em curso.

Aqui e acolá, se insinua que ele está sendo "marcado" pelos juízes, etc e tal... mas é claro que está!

Um atleta internacional (quer-se dizer que ele já jogou no exterior, nada mais), o moço tem um histórico já alentado de atitudes irritadas, e outras tantas mandadas "para o chuveiro" antes da hora. Assim, não se trata de marinheiro de primeira viagem, um coitadinho qualquer.

Pela sua projeção naturalmente ele ganha ascendência sobre seus companheiros de clube, e influencia igualmente outras cabecinhas de "fósforo", de outras agremiações.

É por isso que ele está sendo "marcado" pelos árbitros. Afinal, ele representa uma semente daninha que, se não for contida, vai conduzir fatalmente jogadores a peitarem os "referees" por uma faltazinha de nada, uma advertência verbal, um cartão amarelo...

A problemática é espelho da sociedade, microcosmo do que acontece fora dos campos de futebol, na vida cotidiana.

Os brasileiros de forma geral são encantados pela tentação de "peitar" a lei, desrespeitar a autoridade. Os jornais de todos os dias estão repletos de exemplos das mais diversas esferas, mostrando essa "preferência nacional" por desrespeitar as autoridades constituídas (engraçado que até o Congresso Nacional faz isso - porque dariam assento a condenados do Mensalão? Não é uma forma de peitar o STF?).

Para mim, o jovem LF não tem nada de fabuloso. Alguns minguados golzinhos de agora não mostram o brilho de outrora. E em seu quase ocaso, essa estrela dos gramados vai buscando outros fôlegos para se manter em evidência - me parece que violências verbais contra juízes não foi boa idéia.

Parabéns aos árbitros, que o estão conduzindo na "rédea curta". Se não o fizerem, serão atropelados, é mera questão de tempo.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESCOLAS DE DELINQUENTES

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...