REVOLUÇÃO? QUE REVOLUÇÃO?

Vem aí produção cinematográfica sobre o golpe de Estado de 1964, que alguns papalvos acham por bem denominar "Revolução Militar".

Não miro demérito algum dos dignos integrantes de nossas forças armadas, com a abertura algo ácida da crônica. Ao contrário.

Mas vamos aguardar dito cujo filme, produzido pelo Sr. Camilo Tavares, e - uma vez que eu estava lá, literalmente, vamos ver o quanto há de verdade no resgate daqueles anos de desafio.

FOI ALÍ, como em nenhum outro lugar, que nosso Brasil foi colocado de joelhos, como permanece até hoje.

Querem ver uma ligeira amostra?

Vocês podem me chamar impertinente, mas a reforma do ensino que foi perpetrada pouco depois foi um sequestro cultural inaudito, que tornou nossos professores de uma hora para outra fora de contexto (notem agora a agonia de nosso sistema educacional!), e produziu uma plêiade de livros inúteis, que por sua vez ensejaram gerações meio aculturadas, somente.

Sabem... é mais fácil dominar os incultos, especialmente se o poder de polícia está na mão de quem domina.

Por isso tivemos o surgir dessa coisa ridícula chamada de "Matemática Moderna" - podem procurar no resto do mundo, e não encontrarão essa salada de números, que pelos parâmetros pré-revolução eram bem mais palatáveis.

Aparatos de previdência social foram modificados, o assistencialismo governamental foi se ampliando, e hoje temos uma sociedade dependente - eu diria viciada em - do beneplácito oficial, antes que em sua própria capacidade produtiva. Ah, claro, há aqui e acolá algumas iniciativas, que demonstram como nosso povo é bravo, mas a coisa para por aí, sujeita à autorização das oligarquias dominantes.

Só comentei a Educação. Bem... Vamos esperar pelo tal filme. Depois eu lhes conto o resto.

Brasil, como querem o teu mal, desde a descoberta!!!! Pátria amada, levanta-te!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESCOLAS DE DELINQUENTES

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...