terça-feira, 30 de abril de 2013

O DEPUTADO FONTELES E SEU EQUÍVOCO

O deputado Nazareno Fonteles (PT - não sei porque estou antipatizando DEMAIS com essa sigla), reclama alto e bom som do arquivamento, indicado, de uma de suas propostas.

A dita cuja propõe que algumas decisões do STF sejam passíveis de referendo no Legislativo. Os presidentes das duas casas do poder sinalizam o arquivamento da coisa.

Mas então, o sr. Fonteles, ao reclamar da rejeição de sua propositura, já vai rotulando o STF de "cortezinha", e ainda compara - "Uma corte dos Estados Unidos em 200 anos nunca ousou derrubar uma emenda constitucional do Congresso americano. Como é que essa cortezinha nossa daqui ousa isso?", afirmou.

O Sr. quer mesmo comparar, Sr. Fonteles? Apreciaria muito colocar lado a lado o relacionamento de Legislativo e Judiciário nos E.U.A. comparado com nossos padrões tupiniquins.

Primeiramente, a proposta de V. Excia. AINDA NÃO É emenda constitucional. E com toda a certeza o STF respeitaria a autoridade legislativa. Mas... as cortes americanas peitam SIM o Legislativo de lá, mas isso não é tudo.

No Legislativo de lá, se um senador ou um "congressman" (o equivalente ao nosso deputado)  tem um caso de infidelidade conjugal, ELE RENUNCIA, seja de moto próprio ou pela pressão do povo. Já aqui... os culpados se vangloriam de suas aventuras, e pronto, acabou... e o povo que se dane, que nós não merecemos respeito, não é mesmo?

No Legislativo de lá, se um senador ou um "congressman" é indiciado em improbidade fiscal, ou propina, ou algo que o valha, SERÁ IMEDIATAMENTE processado, julgado e, se condenado (o que quase sempre acontece, porque a investigação de lá é de respeito*), VAI PRA CADEIA. Já aqui... condenados são nomeados para comissões do Congresso. Que me digam o contrário os que viram os capítulos mais recentes da AP 470, que levou nada mais, nada menos do que SETE ANOS, para tramitar, desde a autuação do inquérito.

O Sr. quer mesmo comparar nossa situação com os EUA, Excelência?

Acontece que aqui o Legislativo sistematicamente desrespeita nossas leis. Solenemente se abrigam sob o mando da imunidade parlamentar, e traficam influências, negociam interesses, e desmandam, para se dizer das menores coisas que fazem... Lá nos EUA, Excelência, um homem, para chegar a senador ou deputado precisa ter uma FOLHA LIMPA. Aqui nossa Lei da Ficha Limpa é de fazer rir, perto dos padrões americanos!

Excelência, preste um favor aos eleitores de V. Excia. e recolha-se um pouco, para estudar mais sobre nossa democracia fajuta, onde o Legislativo foi montado para dominar, onde os feudos são leiloados, e cujos senhores feudais NUNCA APEIAM de seu poder!

*a investigação aqui no Brasil não é respeitada, especialmente se versa sobre políticos - por isso a referência).

segunda-feira, 29 de abril de 2013

LULA E O NEW YORK TIMES

Esse excelente veículo de notícias nos trouxe, semana passada, a informação de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou contrato com o jornal diário "the New York Times", para escrever uma coluna mensalmente.

Um dos maiores jornais do mundo, senão o maior. E recebe o seu novo escriba para versar sobre temas ligados à política e economia internacionais, e sobre questões relacionadas ao combate à fome, etc e tal...

A coisa totalmente prosaica é que o Sr. Lula, ainda segundo o noticieiro, exigiu que a edição brasileira não incluísse sua coluna! Vejam, uma chance (Ok... menos) de nos orgulhar por termos alguém escrevendo para o "NYT", e o homem nos proíbe o acesso! Porque?

Eu penso que ele não precisa se preocupar com eventuais críticos ao seu novo emprego. Afinal de contas, quem tem cultura para criticá-lo não pode mudar muita coisa - o Congresso está vigilante! - e a imensa massa tampouco se interessa pelos nossos jornais, quanto mais por um periódico de além-mar.

Estou torcendo desde já para que o "NYT" contrate escribas brasileiros para falar de segurança, educação, saúde... Será que um dia veremos isso acontecendo?

Em paralelo, espero que juntamente com suas pitadas de "sabedoria" sobre os temas a serem abordados, o Sr. Lula tenha a hombridade de dizer que em sua terra natal (Brasil) muitas das coisas que prega ainda não saíram do papel - educação básica de qualidade, aparato de segurança pública FUNCIONANDO, Saúde pública idem... espero que ele tenha a honestidade de dizer que o Executivo nacional, embora tenha até boas intenções (vejam o crédito que lhes estou dando!) esbarra num Legislativo corrupto, que cobra pedágios para tudo, não decide praticamente nada (vide reforma tributária, por exemplo), e ganha os mais altos salários do mundo, para nos representar.

E representam uma massa sofrida demais, onde pessoas são assassinadas todos os dias em nossas cidades, ou mortas por falta de atendimento em hospitais imundos ou mal-aparelhados, de maneira geral. Nossos jovens graduados em muitas situações estão sendo preteridos em favor de mão-de-obra qualificada que vem de fora, porque a educação fora incipiente.

Essa massa os elegera, fomos de maneira geral enganados, e a massa continua em movimento. Ano que vem teremos novas eleições... a infelicidade suprema é que não se pode renovar TODA a representação de uma vez (somente 1/3, conforme estatuído na C.F., ou vocês acham mesmo que os constituintes iriam deixar essa brechinha?).

Espero que o V.Sa., Sr. Lula, seja honesto o suficiente para dizer que o resgate que a esquerda fez em nossa terra não tem esquerda nenhuma - tem na verdade é um núcleo político que nos domina desde a transição do regime militar.

Não gostei da exigência de não publicação no Brasil. Me pareceu uma blindagem infame. Talvez entenda isso de outra maneira, algum dia.

MAS... torço SINCERAMENTE pelo sucesso de V.Sa., Sr. Lula! Espero que o discurso de redistribuição de renda, de combate à fome, de melhores condições humanas de sobrevivência que V.Sa. tantas vezes trovejou de tribunas do Oiapoque ao Chuí convença outras nações da importância dessas coisas (nosso Congresso não se convenceu, pelo que vemos), e mudanças aconteçam!

SUCESSO, Sr. Luiz Inácio!


sexta-feira, 26 de abril de 2013

ESTÃO ENVENENANDO NOSSOS FILHOS!!!!!

Hoje eu preciso tornar mais público ainda um alerta seríissimo, sobre algo que está literalmente envenenando nossas novas gerações.

Encontrei no excelente blog da Dra. Fernanda Granja, nutricionista funcional, o vídeo que estou incluindo aqui. A duração é de aproximadamente 1:30 h, mas pelamordedeus, amigos e amigas, ASSISTAM!

Vai fazer diferença para vocês, e nas vidas dos que vocês amam.

O mundo capitalista não quer saber de contabilizar as perdas, eles querem é ganhar dinheiro, só isso!

Só uma pitada, para atiçar a curiosidade de vocês - sabiam que na maioria das tabelas nutricionais nao se menciona açucar, mas ele É CARBOIDRATO?

Tem gente ficando diabética (eventualmente ficando cegos ou perdendo membros, por causa disso), ou obesa, mas pouco se diz sobre isso...

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=TsQDBSfgE6k


quinta-feira, 25 de abril de 2013

FALTA DE RESPEITO CRÔNICA

Estamos assistindo, ao longo dos últimos 60 dias, eu diria, um embate titânico entre os poderes Legislativo e Judiciário. O Executivo, timidamente, vai conferindo quem está na vantagem, quem apertou os "calos" do Planalto... não faz muito mais.

E nem pode fazer, sob risco de se expor à falta de respeito grassante entre nossas lideranças de Brasília.

E não há outra maneira de isso ser rotulado - falta de respeito. Vejamos.

Até então todos cultivavam "respeito" (tipo 'não me tocas, te respeito') em relação ao Judiciário. Mas bastou a AP 470 mexer no vespeiro parlamentar, e com isso acenar com novas investidas contra os nobres parlamentares, para a "quadrilha" (dança folclórica nacional, não tem nada a ver com o significado paralelo) se iniciar. Os "intocáveis" se agitaram, e começou a "vendeta".

E sob a música agitada que se seguiu, dois condenados na AP 470 foram alçados a posições na CCJ! Num outro acinte contra a justiça, um certo senador tem "esquecido" seu passado, e alçado a posição importante no Senado Federal. Mas isso ainda não era o bastante.

Empurra-se para cima do Judiciário reformas estruturais, com a criação de mais 4 TRFs. Não importa, nesse momento, se são necessários (dizem os práticos da matéria que SIM, e eu concordo parcialmente, pelo que conheço a respeito). O que cabe considerar é que isso É DECISÃO do Judiciário, não do Legislativo! E então, ninguém fala sobre as despesas emergentes, nem sobre estudo de viabilidades. O que se quer é MANDAR NO JUDICIÁRIO.

Nada obstante, a coisa foi obstada praticamente no nascedouro. Virá à baila com certeza adiante, mas dessa vez suportada por quem deve fazê-lo - o poder instituído para tal.

Surgem em cena PECs estranhas, como a 33/11 e a 37/11(alvo diferente, finalidades semelhantes - amordaçar), não por acaso, claro... mas há mais farpas...

Aproveitam-se do temperamento algo forte do presidente do STF para colocar em xeque (podem conferir na mídia escrita, à qual a mídia televisiva alegremente se aliou) a seriedade daqueles senhores togados, que lograram chegar até onde estão por indicações sim, mas também por méritos próprios, e merecem um mínimo de respeito. Muito poucos parlamentares sequer chegam à soleira do preparo daqueles juízes, vamos com calma, pessoal!

Falta respeito mútuo entre as pessoas que integram o poder. Diria mesmo que quanto à maioria falta é VERGONHA NA CARA, para fazerem papelões dessa ordem, diante de todos os brasileiros, e principalmente diante de todo o mundo livre. Porque o que está acontecendo em Brasília atualmente É UMA VERGONHA (parodiando jornalista de sucesso).

Ora pois, pois... isso é nada mais, nada menos do que o amadurecimento daquela sementeira horrorosa que fora realizada durante os últimos anos do regime de exceção, e que a esquerda adubara de forma tão eficiente, que temos agora a própria no poder!

"Brasileiros e brasileiras!!!!" (como diria o Sr. Sarney)... "Minha gente" (como diria o Sr. Collor), precisamos assumir nosso papel enquanto nação, e promover ajustes importantes em nossa liderança (vale dizer, nos poderes constituídos), sob risco de nunca passarmos do patamar em que o Sr. charles DeGaulle nos situou - "o Brasil não é um país sério". Ainda não é, infelizmente. Mas ainda não é pelo alvitre de nossos homens públicos, nossa gente quer ser respeitada, mas está muito difícil isso acontecer.

Pátria amada, tem gente que não te ama... você não consegue distinguí-los?


MORDAÇA NO JUDICIÁRIO!!!! BRINCADEIRA?

O Sr. presidente da Câmara dos Deputados, num gesto de sanidade política, suspendeu hoje o trâmite da PEC 33/11, que subordinaria decisões do STF ao Legislativo!!!

Quem aprovou a admissibilidade da matéria? A CCJ, onde tomam assento pessoas que foram alcançadas pelo cajado punitivo da Justiça. Não por acaso, já se vê.

Estou certo de que TODAS AS CATEGORIAS de todas as tendências nesse país se levantariam contra tal Projeto de Emenda, pelo absurdo que representa, pela falta de caráter de quem o instalou, pelo oportunismo político que se divisa, sem sombra alguma de dúvida.

Ora, imaginem se essa coisa monstruosa estivesse vigendo no início de 2012? NINGUÉM da AP 470 seria condenado, ou caso fossem, seriam absolvidos por essa instância "extraordinária", em que se tornaria o Legislativo.

Vale dizer, teríamos uma democracia com dois poderes somente - Executivo e Legislativo, já que o Judiciário estaria de joelhos diante do segundo. Ou melhor, SÓ UM - o Legislativo, porque o Executivo já é de há muito refém do Congresso, embora isso ninguém comente...

Senhoras e senhores, o que está acontecendo? No que está se transformando nossa Pátria, senão num monstro disforme e oligárquico, onde siglas só valem a tinta com que escritas, nada mais, onde Segurança é um gorila na porta da boate, Saúde é um bairro em alguma cidade por aí, Educação passa a ser um vocábulo sem significado nos dicionários... e um modelo de governo tem SOMENTE NOME semelhante a outras repúblicas no mundo, mas não é mais isso... O que está havendo?

Tenho minhas reservas com o deputado Sr. Henrique Eduardo Alves (quando assumiu, falava em austeridade, mas pouco depois andou fazendo algumas traquinagens, que esse escriba reprova...), mas dessa vez ele agiu com a presteza e firmeza necessárias... Isso é ridículo, para se dizer o mínimo, dessa iniciativa de PEC.

Agora pensem, senhores... O STF decide algo sobre uma questão de hegemonia, por exemplo. Mas como vai ao sufrágio do Congresso, SE ALGUMA BANCADA  for contra, um abraço. Passa-se ao largo da Justiça, da vontade soberana de um povo, e da autoridade do Executivo... simples assim...

Vamos além. Caso a coisa prosperasse, o Legislativo não revogaria por exemplo uma súmula vinculante, mas precisariam de 3/5 do colegiado para fazê-la viger. Ora, ora, ora! Será que já não temos atrasos suficientes em outras matérias? Outra coisa... contem quantas sessões do Congresso contaram com 3/5 das Casas!

Será que estariam querendo modernizar a Constituição de 37, dessa vez para privilegiar o Legislativo (naquela época foi o Executivo o verdugo instituído)?

Alguém vai tentar me atalhar, ponderando que o Projeto tem essas ou aquelas salvaguardas... Sei... O Congresso sabe muito bem amarrar as coisas...

Querem ver um exemplo? A Lei de Responsabilidade Fiscal (101/2000) determina que NENHUMA DESPESA será instituída sem limites orçamentários. MAS... lá vem o jeitinho congressista, e despesas médicas dos congressistas terão indenização sem limites... notaram o abuso?

Brasil... "...dentre outras mil é tu Brasil, ó Pátria amada!..." - mas continuam te desrespeitando. E não há nenhuma ORDEM, e muito pouco PROGRESSO. Mas eu te amo, terra adorada.

P.S. - Não por acaso o deputado José Genoíno se manifestou favorável à dita cuja PEC (isso não se encaixa no perfil de V. Excia., Sr. Genoíno!). Não... isso deve ser brincadeira do Sr. deputado Fonteles. Certeza.

terça-feira, 23 de abril de 2013

IGREJAS GAY E OUTRAS BOBAGENS

Conforme noticiado, abre-se oficialmente dia 27 próximo a primeira igreja gay oficial (digamos assim) brasileira, sob nome de "Igreja Cristã Contemporânea".

Naturalmente, a massa energúmena encontra no episódio mais combustível para afrontar o deputado Marco Feliciano, etc e tal... (tão monótonos, tão pequenos horizontes...).

Bobagens.

Primeiro de tudo, a instalação de um clube, igreja, sindicato ou repartição gay nada tem a ver com a vida ou atividade do deputado. TODOS NÓS temos direito à nossa própria opinião, e se o homem tem a sua, nós nada mais estaremos fazendo do que lhe conceder direito assegurado na democracia, se a tolerarmos, claro, com direito às ressalvas pessoais de cada cabeça.

Então, para "começos", excluamos o digno deputado da equação nova. Misturar essas coisas é baixo, pequeno, indicativo mesmo de incapacidade de debater.


Em segundo lugar, é preciso que se esclareça a motivação, o que leva alguém ou um grupo, a criar uma nova denominação/religião/ramo religioso.

Há zilhões de pessoas homossexuais, ou com tendências tais, no seio das igrejas chamadas cristãs, ou de quaisquer outras religiões. Isso é sabido. O que rola então?

Historicamente se observa que as dissidências em movimentos religiosos sempre aconteceram para acomodar motivações ou vontades específicas. No antigo Egito, a nova religião proclamada pelo faraó Akhenaton combateriam o poder dos sacerdotes (pessoalmente eu acho que Akhenaton estava certo em suas definições e decretos)... Aqui alguém era excomungado pelo Papa, acolá um grupo descontente com lideranças se juntava, e por aí vai.

Ora, o que se vê em nossa sociedade pós-moderna é, com pequeníssimas correções de raciocínio, a mesmíssima coisa. Ora são grupos que, motivados por experiências transcedentais buscam outra abordagem do ritual religioso, ora lideranças descontentes com a partilha do butim (coisa vergonhosa), ou então... o apóstolo Paulo dissera, do alto de seu saber, que  "virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências;..." (II carta a Timóteo, 4:3).

Agora vejam... não é necessário muito esforço de interpretação para se descobrir que o homossexualismo masculino* é condenado na Bíblia que temos até hoje. Então, aqui e acolá temos "fiéis" que não se sentem contemplados com a benção de Deus. E qual é a solução? UMA IGREJA NOVA, ué!

Penso que o grande desafio agora será desconstruir a doutrina - vale dizer, mudar a Bíblia, será?

A sinuca de bico que sobra é que - mudem o que quiserem - estarão criando uma heresia, e o beneplácito do "Deus" original não os alcançará. Nasce uma igreja "maldita", infelizmente. Resta saber se vão postular com alguma PEC (rsrsrs) a mudança de julgamento de Deus.

Não pretendo aqui dar a receita para acomodar as coisas, no contexto até aqui existente, mas há um caminho.

Em tempo... SOU CRISTÃO. Tenho minhas convicções. Não peço a ninguém para pensar como eu. Mas tenho elementos para defender meu ponto de vista.

*Porque nada se diz sobre homossexualismo feminino? Eu tenho minhas conclusões, mas as guardo para mim.

NOVIDADE DA JUSTIÇA - CRIMINOSOS LIBERADOS POR FALTA DE TEMPO!!!!

Nessa segunda, 22.04.2013, o Sr. Guimarães, conhecido como o "Maníaco do Anchieta", reconhecido por violência sexual contra dezesseis mulheres e meninas, foi posto em liberdade.

Está liberado, para flertar com as jovens da mineira cidade de Belo Horizonte. Não pode se ausentar da cidade sem autorização judicial (e quem quer viajar? Ah, me poupem...)

A benesse, alcançada através de habeas corpus, contempla a possibilidade quase certa de que o afoito cidadão permaneça impune. Isso porque como os ilícitos de que fora acusado são de muitos anos atrás, já estão prescritos feitos relacionados a 10 dos pretensos crimes.

Ademais, um laudo de sanidade mental que fora encomendado ao IML de Minas Gerais EM ABRIL de 2012 não ficou pronto, e produzira dois adiamentos de audiência (o que vai ainda mais distanciando o processo de seu "fato gerador". Não é uma gracinha?

Notem bem, senhoras e senhores, o rapaz (nem tão rapaz assim) estará liberado NÃO POR SER INOCENTE, mas porque seus crimes não serão mais imputáveis!

Algumas perguntas cabem, nesse momento:

- será que da década de 90 para cá ninguém mais foi estuprado pelo homem?

- o IML está com problemas de pessoal?

- a Justiça, ao atuar dessa maneira, presta serviço à população?
Naturalmente, para celebrar a liberdade, o Sr. Guimarães deverá sair para jantar, talvez em boa companhia, que aprecie suas práticas afetivas... vai saber... vai que rola  um clima, depois, e mais um estupro seja cometido... mas dessa vez, talvez seja até seguido de morte, nunca se sabe...

Tornar imprescritível crimes de pedofilia e violência sexual (leia-se estupro). Minha próxima bandeira.

Brasil... até parece que teus advogados e juízes não têm filhas ou esposas para proteger! Só aqui - nessa terra tupiniquim - que uma coisa dessas aconteceria!
Mas não desisto de ti, Pátria amada!

domingo, 21 de abril de 2013

FERROVIAS - NADA DE NOVO NO FRONT

Noticiário de hoje (21.04), dá nota de que o Ministério dos Transportes identificou irregularidades na construção da ferrovia Norte-Sul.

Alguma novidade?

NENHUMA OBRA pública nesse país é regular, e faz muito tempo isso (se alguma houver, me informem, que faço a competente ressalva a esta crônica).

Agora a responsabilidade recai sobre a empresa gestora da obra, a estatal VALEC - Engenharia, Construções e Ferrovias S.A.

Surge a possibilidade de terem recebido trilhos de qualidade inferior, que estão simplesmente se desfazendo, sob o peso reduzido de cargas de teste. O TCU assinalou que não foram realizadas inspeções em alguns lotes do material entregue, e assim pelo menos 855 Km (dos 2.255 Km planejados) estariam comprometidos.

Cabe lembrar que levantamentos anteriores indicaram defeitos na construção

Não entendo sinceramente o que acontece. Afinal é sabido que - salvo raríssimas exceções, da quais não tenho registro - nas empresas estatais a inspeção de bens adquiridos é "avis rara". Então, não há novidade aqui.

Em paralelo, o TCU SABE DISSO (que as inspeções são falhas, ou não acontecem). Então, porque levanta a lebre AGORA?

Espero que me entendam. Nossos entes fiscalizadores estão SEMPRE correndo atrás do prejuízo, não há algo preventivo. Imaginem se ao desembarcar da dita cuja mercadoria estivesse lá um representante do TCU (e, claro, não fosse "amiguinho" dos recebedores)... a mercadoria bichada não seria recebida. Assim, reclamar de algo já passado é chorar sobre leite derramado.

Nossa terra brasileira sofre horrores com falta de rotas de escoamento de produção, temos agiotagens acontecendo para o transporte de alimentos/mercadorias, e pouca coisa se faz.

O impulso oficial me parece que só acelera o tráfego de propinas, e o resto que se dane - só assim para explicar condomínios para gente pobre rachando (ainda no período de obras), hospitais com equipamentos parados ou enferrujando, por falta de adequações...

Nossa terra brasileira precisa ser passada a limpo,

quinta-feira, 18 de abril de 2013

CHINAGLIA, MENTOR, VACAREZZA... O QUE ELES TEM EM COMUM?

Nossa Polícia Federal lavra mais um tento - como diziam os antigos - e traz a público novas traquinagens de inquilinos do Planalto Central.

Mas vamos à questão-título: o que aqueles senhores tem em comum? Arlindo Chinaglia, José Mentor, Cândido Vacarezza. O que tem em comum?

São todos deputados.

São igualmente todos pertencentes ao PT (preciso frisar mais uma vez que não sou petista E também não pertenço a qualquer outra corrente/legenda partidária. Preciso confessar que há muitos anos atrás fui simpatizante do PT. E só).

São senhores respeitáveis que solicitavam, como seus demais pares, emendas que carreassem recursos para o território de suas bases... Até aí nada demais...

MAS... são "clientes" de um tal Sr. Gilberto Silva, que agora, acossado por nossa PF, resolve cantar as "melodias" que conhece, e nas quais rimam os nomes dos ilustres parlamentares, supra citados.

Mais um trabalho com toda a certeza coerente do MPF, MPE e da PF. E agora a bola será passada ao Procurador Geral da República, Dr. Gurgel, para o encaminhamento que se lhe afigurar melhor.

Naturalmente, os tres deputados mencionados declaram aos quatro ventos que não tem nada com isso.

Mas sabem, senhores? Isso está ficando monótono (como diria um antigo comediante portugues). Parlamentares são apanhados, no mais das vezes são culpados mesmo, mas é aquela cantilena do "não sei de nada", ¨não tenho nada com isso", "é difamação"... Estou suspeitando que tomaram aulas com uma outra personalidade do Planalto, famosa por desconhecer de coisas sob seu nariz.

Me permitam, prezados, lhes ponderar que "malandro demais vira bobo", como dizia meu colega de trabalho Joel.

Tenho certeza de que ao menos 50% das revelações do Sr. Gilberto Silva são verdade. Então, como vamos resolver isso? Vamos ficar continuamente alimentando esse manancial de pequenas (às vezes grandes) ilegalidades, a que finalidade?

Pelo bem do respeito que a idade dos senhores merece, acho que deveriam dizer a verdade, assumir SIM conversas e reuniões, e postular pelo perdão público. Nossa gente é tão ingênua que vai aceitar pedidos de perdão.

E, em paralelo, seus descendentes não precisarão se envergonhar das biografias de seus respectivos patriarcas. "Ao menos ele foi honesto, foi homem, assumiu suas responsabilidades."

E nossa gente vai ter outra ilusão de que o Brasil está mudando. Pensem, senhores deputados, e não nos enrolem por anos e anos em mais uma mutreta, se isso é o caso em tela.

Brasil, porque teus homens públicos não aprendem? São cabeças-duras mesmo, ou o fazem de forma premeditada, ao faltar ao decoro e à moral pública? Mas eu te amo mesmo assim, terra adorada!

P.S. - é para que coisas como essa não aconteçam mais que a turma do Planalto Central está doida para aprovar a PEC 37!!!!!

quarta-feira, 17 de abril de 2013

JOGOS DO PODER, DEMOCRACIA TUPINIQUIM

Hoje a Camara dos Deputados esteve deliberando numa acirrada sessão - fechar a porta para os partidos nanicos, e coibir a migração de políticos descontentes com suas legendas.

PENSAM QUE ELES ESTÃO PENSANDO EM NÓS, BRASILEIROS?

Nem por um momento. O que rolou naquela casa de impuros (pensei em palavras bem mais fortes) foi puro fisiologismo. Nada mais. nada menos.

Acontece que a senadora Marina da Silva recentemente proclamou uma nova sigla, que caiu no agrado de alguns lorpas e pascácios (emprestei os cognomes de Stanislaw Ponte Preta, de saudosa memória) - para ela migrariam.

No mesmo diapasão PPS e PMN planejam se fundir, sob égide atualizada. E igualmente iriam cooptar adeptos nas entranhas dos grandes, corrompidos, sujos, desacreditados, partidos da situação.

Duas reflexões há a serem consideradas:

- o que o pluripartidarismo nos tem dado de vantagem? e

- porque políticos de carreira debandariam de seus respectivos partidos?

Senhoras e senhores, explicações horrorosas vos esperam, se arguirem tais temáticas.

Primeiro de tudo, o pluripartidarismo não nos deu NADA, até hoje. Tão somente boa vida e multiplicação de cadeiras, nas casas legislativas, nada mais. Cabe lembrar que nos Estados Unidos, por exemplo, há somente DOIS partidos - os republicanos e os democratas. E já que nós adoramos copiar o que nossos irmãos do hemisfério norte fazem, poderia ser bom exemplo.

Mas não para nos E.U.A. essa preferência pela simplificação. Na Inglaterra temos apenas tres (Conservador, Liberal e Trabalhista) e parece que tudo anda bem na "Commonwealth". Na França há uma ligeira derrapada latina, e temos 14 partidos em atividade.

No Brasil a coisa é cruel. Até à propalada fusão do PPS e PMN, tínhamos nada mais nada menos do que TRINTA partidos ativos. Trinta agremiações que não fazem nada, proporcionalmente, pelo povo brasileiro. O que fazem bem é amealharem ganhos e vantagens, ancorados firmemente na teta do Erário.

Segundo, os políticos debandam porque estão descontentes, ou porque enxergam vantagens na troca. Mas vejam, ninguém consulta eleitores, nem estão preocupados exatamente com os projetos de cada legenda. Estão preocupados é com suas contas bancárias (alguns as têm no exterior, como por exemplo o deputado Paulo Maluf - que o diga a ilha de Jersey).

Mas isso passa ao largo da compreensão de nossa gente, ignorante, tais como bovinos rebanhos, tangidos pelos "vaqueiros", seguindo a própria multidão. Como tem sido há alguns séculos.

O que me aborrece é que nossa gente aparentemente gosta de ser "bovina". Que coisa!

O resultado? Somos objeto de escárnio no resto do mundo, mas no Planalto Central, quem se importa com isso, conquanto as torneiras da Petrobrás e outras fontes menos mencionadas continuem jorrando...

Cultura, educação, seriedade com a coisa pública... é só isso que peço para teu povo, Pátria amada, Brasil!






terça-feira, 16 de abril de 2013

A PEC 37 E OS "ÓRFÃOS DA JUSTIÇA"

Muito alarde tem se levantado a respeito dos poderes investigativos do Ministério Público no Brasil, e até mesmo o deputado Sr. Lourival Mendes trouxe a lume a tal PEC 37/2011, propondo limitação nos poderes do MP, enquanto investigador (vale também dar uma olhada em outra bobagem - a PEC 001/2013).

Antes de mais nada, cabe pontuar que com tal pensamento e proposituras estamos andando na contramão da civilização.

A maioria dos países com estrutura judicial semelhante à nossa tem estabelecido esse poder de investigação, que não "transforma" o MP em polícia paralela, mas o constitui num instrumento que, na condição de "fiscal da lei", se posiciona num patamar menos sujeito a influências de interessados, e assessora as polícias e o aparelho penal do Estado.

Estamos já totalmente acostumados aos seriados americanos onde o MP desempenha exatamente esse papel, e isso nos agrada, de modo geral, posso asseverar. E porque isso acontece? Porque o povo vê a utilidade do órgão judicial, e sabe que - malgrado as incertezas de nosso sistema judicial - ALGUÉM está zelando pelo cumprimento da lei.

Em paralelo, a quem aproveitaria "cassar" do MP o poder de investigação? Observem que a tal PEC 37 vem na esteira de grandes missões desempenhadas pelo MP, em conjunto com as polícias civil e federal. Não por acaso, crimes de peculato, evasão de divisas, corrupção, jogatina e outros tipos têm vindo a lume ao longo da última década. E o grande incômodo é que membros do Congresso em geral estão envolvidos!!! Se o MP não tivesse atuado, NADA disso viria à tona - não exatamente por corrupção, mas por deliberados "atrasos" de trâmite, um favorzinho aqui, outro acolá, e documentos iriam sendo discretamente arquivados.

Senhoras e senhores, a PEC 37 é antes de tudo uma manifestação de terror. Terror contra um aparato que, por pequeno que é (o MP) não é suscetível de corrupção fracionada (tentem lembrar quantos integrantes do MP foram defenestrados por corrupção), como o é a polícia.

VALE LEMBRAR que a polícia (civil, militar, federal) é de maneira geral digna. Acontece que por seus contingentes maiores, pessoas ou grupos isolados podem ser mais facilmente cooptados para favorecer algo. Ao contrário, é muito mais complicado se fazer a mesma coisa com os integrantes do MP!

Uma INDECÊNCIA interessante é que algumas categorias organizadas estão aparentemente apoiando a PEC 37, como por exemplo  OAB-SP!!!! Quem diria, hein, senhores causídicos!!!!!!!!! Isso é que é defender a clientela!

Em sentido contrário, associações de classe do MP, e incontáveis outras, da sociedade organizada (vale dizer - o povo), têm se manifestado CONTRA a PEC 37.

Não tenham dúvida, a PEC 37 tem andado pelo impulso dos CULPADOS. Pelo impulso de quem tem culpa no cartório, e sabe que mais dia, menos dia, chegará a sua vez, se o MP continuar investigando.

Ainda sobre o que temos hoje em dia - temos um grupo de integrantes do MP idealista, jovem, que conhece bem a lei e prima por tentar fazê-la cumprir. Até algum tempo atrás só existiam senhores vetustos, já com seu valor deslustrado, sem muito ímpeto para discutirem aquilo que lhes é mister - o papel de "fiscal da lei". Eles não são a Polícia, claro que não. Mas precisam continuar livres para desempenhar esse papel, tão importante nos países livres.

Sem o poder de investigação do MP o povo brasileiro, numa análise "macro", estará "órfão" de justiça séria. Simples assim.

Vedar tais prerrogativas de trabalho ao MP é contra a democracia. É contra a vontade do povo, que os vê como heróis (e são!) que mostram a cara, ao acusar A ou B, e provam por C + D o que declaram!

Também será contra o bom Direito. A aprovação da PEC 37 é risco do "fumus boni iuris", como adoram repetir os jovens causídicos.

Brasil... onde teus políticos começam a ter medo da Lei... você está despertando, Pátria Amada?




segunda-feira, 15 de abril de 2013

ESSAS ONGS INÚTEIS E SEUS APANIGUADOS

Tem acontecido manifestações das etnias indígenas, por todo o país, desde o início do ano.

Uma das mais recentes dá notícia de que alguns índios da etnia tupinambá teriam invadido um hotel de luxo, no litoral baiano.

Invadir não contempla a gravidade do ato. Ao que consta, bens de lojas nas dependências do hotel foram subtraídos, televisores aparentemente desapareceram de alguns quartos, e estruturas do hotel foram danificadas, aparentemente.

Mas a coisa mais prosaica é a declaração do líder da invasão, ex-candidato a vereador - de que a invasão acontecera somente "pra dar IBOPE".

OK, o processo para demarcação de terras indígenas na região já se arrasta por mais de 13 anos. Ok também em considerar que a área nem é assim tão grande - nada obstante existirem quase 20 etnias indígenas espalhadas no território da Bahia.

O que me aborrece sobremaneira é essas pessoas se voltarem contra quem está tentando fazer empreendimentos darem lucro!

Cacique Valdenilson Oliveira dos Santos, o Sr. invadiu a casa errada! Quem decide isso aí em última instância está a "léguas" de distância, na longínqua Capital Federal. Porque o Sr. e seus liderados não tentam invadir o Congresso?

Ademais... o Sr. tem um projeto de colonização da terra? Tendo em vista a ascendência nômade do povo em tela, se imagina que pode ser desafiador que permaneçam fixados, mas enfim...

"DAR IBOPE". Ora, cacique Valdenilson, se candidate ao BBB (que eu odeio, diga-se de passagem)! Mas perturbar a paz dos outros para expor o próprio ponto, é típico de organizações anárquicas.

Busque uma ONG séria que os represente, se já não tem. E se tem, reveja com o pessoal as formas mais efetivas de alcançar os objetivos do grupo representado, EXCETO estragar o trabalho dos outros!

"Dar IBOPE..." Alguém deve estar de brincadeira...

Brasil... até teus moradores originais estão aderindo à baderna! Mas eu te amo, mesmo assim...

domingo, 14 de abril de 2013

OS GRILHÕES DA PERFÍDIA

Domingão... momentos de relax... 

Estive refletindo uns momentos para a letra vibrante, algo empolada, do nosso Hino da Independência.

Letra inspirada nos ideais de Evaristo da Veiga, melodia tocante do nosso imperador, D. Pedro I, tem na composição os versos "Os grilhões que nos forjava da perfídia astuto ardil..."

Sentenças que me fizeram pensar. Nos estertores do regime militar que nos governou a partir de 1964, a perfídia assumiu o controle das coisas. Foi o que concluí.

Senão, como justificar o status de "categoria superior" que ostentam nossos políticos, mormente os do Legislativo?

Como justificar, diante de uma população carente, ignorante, com desafios na Saúde, Segurança, Educação, as mordomias que ostentam nossos deputados e senadores? Por exemplo, como dizer aos moradores da periferia de nossas cidades que eles vão ter de recorrer ao SUS, para suas necessidades de saúde, ENQUANTO os senhores parlamentares têm despesas médicas - cometidas onde quiserem - indenizadas com recursos públicos?

Como explicar, à comunidade mundial, que nossos homens públicos vivem cercados de benesses que fariam corar de vergonha quaisquer políticos europeus? Como explicar que nossos vereadores têm função semelhante à dos seus congêneres alemães, EXCETO pelo detalhe de que enquanto aqui o cargo é remunerado por pouco trabalho, lá o cargo é encarado como uma missão graciosa em benefício da comunidade, e entregue a pessoas que continuam com seus misteres, MAS não recebem salário de vereador?

Como entender que a maioria imensa daqueles homens (e mulheres, é bom que se diga) "enternados" e de modos algo afetados, se mete costumeiramente em negócios escusos, dilapidando o Erário, negociando interesses pessoais, intermediando favores, superando de longe quaisquer paralelos? Como explicar um "Mensalão"? Ou os "anões do orçamento"? Como???

Adiantaria dizer que muitas comunidades pelo Brasil (por exemplo, alguns bolsões de condição extrema, no Nordeste) estão sem condição de sobrevivência por falta de interesse político? Quem nos daria crédito?

Fomos traídos, miseravelmente, na transição do regime de exceção para a democracia livre. Não temos democracia, e nem somos livres.

De uma coisa estou certo. Os militares que participaram do golpe de Estado 1964 (esse seria o rótulo correto) NUNCA imaginaram que estavam alimentando serpentes peçonhentas, ao encaminharem o processo de abertura. Eles também foram traídos.

Um ardil astuto. Planejado com calma, com tempo, com aconselhamento de peso... O resultado? Uma nação de joelhos, sem nacionalidade, sem amor próprio, sem respeito às instituições, sem norte algum.

Ainda falo a respeito, no futuro.

Brasil, Pátria Amada! Quando serás verdadeiramente livre de quem te explora tão cruelmente? Te amo, Brasil!

sábado, 13 de abril de 2013

O CARÁTER DE NOSSOS HOMENS PÚBLICOS

Declarações ao longo da semana que se finda, do Sr. José Dirceu, causaram profundo mal-estar, em esferas do Executivo e do Judiciário.

O ex-ministro-chefe da Casa Civil do governo Lula, traído pelos caminhos que percorreu, foi condenado, no bojo da AP 470, tramitada em nível da mais alta corte brasileira, o STF, ao final de 2012.

Agora, às portas das condenações atribuídas ao término daquela ação penal, o Sr. Dirceu resolve jogar "farinha no ventilador", reclamando que o Ministro Dr. Fux, do STF, teria prometido absolvê-lo no processo cujo trâmite se avizinhava, em troca da indicação para uma das cadeiras do Supremo.

O disse-me-disse reflete bem o estado das relações políticas no âmbito do Estado brasileiro. Tolerância, vistas grossas, desrespeito praticado de forma calculada (vide políticos ATUAIS que se encontram desencantados com o que encontraram em Brasília!).

Salvo engano, me parece que alguma frase infeliz do Sr. ministro foi mal interpretada. Primeiro de tudo, porque UM ministro somente não seria capaz de inocentar um acusado. Em segundo lugar, é só olhar para a carreira do Dr. Luiz Fux, a partir mesmo de suas raízes, para existir certeza de que o magistrado não se exporia dessa maneira. NO MÁXIMO, asseguraria profissionalismo e correção no mister de considerar acusação e defesa do acusado, quando dissera "eu mato no peito".

Não senhores, não creio nessa nódoa, na carreira do Dr. Fux.

Por outro lado, como interpretar a "revelação" do Sr. José Dirceu? Soa-me muito mais um movimento desesperado, para lançar dúvidas e lama sobre o colegiado do STF, do que propriamente algo verdadeiro. E, considerando-se sua carreira - não importa se o ideal socialista era mais alto do que seus atos - podemos muito bem concluir que trata-se mesmo de uma manobra diversionista de um profissional no uso desse artifício.

E, em paralelo, envolve em humilhação o governo federal, quando questiona os parâmetros para indicação dos ministros do STF. Infelizmente não sou exatamente um defensor de nosso poder Executivo, mas essa tacada do Sr. Dirceu foi de uma imoralidade absoluta, uma "cusparada no prato", de gente que tentou defendê-lo até onde foi possível, sem instabilidade política.

Não, o Sr. Dirceu NÃO MERECE crédito em suas declarações. Semeou, cultivou e regou uma sementeira da qual agora colhe frutos, meio amargos, eu diria.

Mas que não suje a carreira de ninguém mais. Se o socialismo fosse só isso (redes de intrigas), não valeria a pena MESMO.

Nossa política precisa mudar, nossos políticos precisam ser substituídos (com pouquíssimas exceções) por pessoas comprometidas com o futuro de nossa terra, nossa gente. 

Brasil... de colarinhos brancos que se toleram, mas não se respeitam... como o resto do mundo vai NOS respeitar? Mas eu te amo, Pátria amada...

TRIBUTO À POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL

Essa eu preciso compartilhar com vocês.

Estivemos há algum tempo ciceroneando uma prima, ao visitar Salto Del Guairá, no nosso país "hermano", o Paraguai.

Primeira visita da parenta, e é aquele deslumbramento, com novidades do primeiro mundo, coisinhas deliciosas, roupas e perfumes... sabem como é mulher (a maioria dos homens também não escapa desse encantamento).

Bem, o bagageiro retornara lotado, para simplificar as coisas.

Ao passar pelo posto de checagem da Polícia Rodoviária Federal, fomos parados pelo policial  federal C_____*. Com extraordinária cortesia, discreta firmeza, nos orientou a sairmos todos do veículo, enquanto ele procederia à conferência dos bens adquiridos.

Com muita oportunidade nos advertiu de uma lâmpada queimada. Ponderamos que ao chegar em casa, na noite anterior, notáramos o problema. E que mesmo com o mau funcionamento, tínhamos luz suficiente para trafegar à noite, ao que ele aquiesceu, mas recomendou de qualquer maneira o reparo. E que sem uma justificativa boa o veículo não deveria trafegar assim...

Conferiu nossa documentação, sempre informando regramentos de segurança e de legalidade, e demonstrando cortesia extraordinária. Me passou também que GOSTA do que faz.

Esse blog tem sido principalmente para comento do que de incorreto ou discutível acontece em nossa terra.

Mas de vez em quando eu preciso pontuar o que de bom há pelas terras tupiniquins. E a atuação do pessoal da fronteira, de nossa Polícia Rodoviária Federal, pela amostra que o policial ________ nos apresentou, é IMPECÁVEL.

São nossos guardiões, merecem respeito, consideração, e as melhores condições possíveis para continuar sendo a corporação de excelência que sao.

Parabéns pelo atendimento, policial _________! Parabéns, Polícia Rodoviária Federal!

Brasil... são coisas como essa que não deixam meu amor por ti morrer!!!

*omiti o nome do homem, porque ele já sabe de quem se trata. Enalteçamos a instituição, dessa vez.

terça-feira, 9 de abril de 2013

OS "TRFS" DO LEGISLATIVO E SEUS DIVIDENDOS

Ainda rendendo alguns bate-bocas, a arrepiada que o Exmo. Ministro do STF, Dr. Joaquim Barbosa, endereçou aos açodados que o mimosearam com a notícia de instalação (dada como certa) de mais quatro TRFs, que redistribuiriam a carga das cortes já existentes.

Da malfadada reunião tres associações de magistrados retiraram nota de desagravo, cobrindo o Ministro Barbosa de acusações, e reafirmando suas posturas "corretas", "educadas"... por aí vai.

Como já comentara no site Conselheiro Jurídico (www.conjur.com.br) penso que na verdade o nosso Presidente não tem mesmo o "jogo de cintura" tão bem jogado entre os integrantes do Legislativo. Pior para o ministro, que passa a ser olhado como "persona non grata".

Entretanto, lhes peço a condescendência de ponderar rapidamente algumas pérolas desse "imbróglio" todo.

Não consigo divisar, na linha pregressa do tempo, alguma decisão do Legislativo que viesse contemplar - de maneira cristalina e sem ilações indevidas nem comprometimentos políticos - a sociedade brasileira. Dizer que o Ministro mostrou-se contra a liberdade de decidir do Legislativo é brincadeira - eles decidem o que querem! E quando querem! 

Insinuar que ele fez teatro, de certa maneira, ao permitir que jornalistas observassem a reunião nada mais é do que demonstração de transparência, coisa tão carente em nossa Pátria. O homem não mandou recados, mas mostrou mágoa contra algo que foi literalmente urdido no Legislativo.

Todos aqueles senhores togados sabem da pressão extraordinária que as instâncias intermediárias estão experimentando (muito dessa pressão fruto mesmo das mandadas políticas do Legislativo). Não precisam do Legislativo para avisá-los. O presidente do STF inclusive demonstrara com números, vejam só, que os gargalos NÃO ESTAVAM nos TRFs, mas nas instâncias inferiores, conforme noticiou jornal de larga circulação.

Adicione-se que ninguém apareceu para fazer cálculos de onde se espremerá a despesa com os novos órgãos, exceto o ministro ora sob objurgatória que, com cautela, preveu uma despesa de oito bilhões anuais!!! Quem, afinal de contas, está se mostrando responsável diante do povo?

Senhores, ponderem... essa loucura toda é como se o vizinho de repente, ao longo de anos podando a hera do seu lado, resolvesse pular o muro, para mudar o meu gramado de lugar!

O Legislativo não foi representado, nada obstante os votos expressivos. O que tivemos foi uma horda de servos, apoiando uma minoria que vai sair beneficiada com a festança de instalar mais quatro cabides de emprego (sejam eles necessários ou não!). E observa-se mesmo - como a nota de desagravo das associações informe - nossos parlamentares SÃO INTELIGENTES, mesmo. Mas podem olhar outra vez, essa inteligência é canalizada pelo quanto podem e/ou vão auferir com a coisa toda.

E eu fico é surpreendido de a AMB e a AJUFE, principalmente, e também a ANAMATRA, se juntarem para endossar a movimentação dos rapazes empolgados do Congresso - que diabo de fisiologismo é esse (odeio fisiologismo) que fecha com o Legislativo, e deixa o Judiciário sem respaldo? Observe-se que os pedidos para que a PEC sob exame não fosse aprovada foram reiterados, e aparentemente ignorados nas duas casas legislativas.

E a turma ainda quer que o homem, que se sentiu lesado pela própria categoria, os atenda com brandura, com a finesse da côrte... Ah, façam-me um favor!

O que esperavam? Champagne, para celebrar o desrespeito com o mandatário máximo do Judiciário? Chocolatinhos, para relembrar de como o ignoraram, em seus instantes pedidos de reavaliação?

O Exmo. Sr. Ministro tinha TODAS as razões para estar aborrecido. Foi literalmente "sacaneado" pelos seus colegas de classe. E não confundam seu modo enfático, sem rodeios, de abordar temas espinhosos - dessa vez ele estava mesmo fulo, e com razão, pelo aqui expendido.

Me perdoem, cabeças coroadas do Judiciário. Vocês foram enganados pelos rapazes do Legislativo, e o chefe de vocês está pagando o pato (e justamente porque não quer que nós, os demais brasileiros, paguemos por ele).

Brasil, meu Brasil... como nossos homens públicos podem ser tão indecentes?

CARANDIRÚ, VINTE ANOS DEPOIS

Deveria se iniciar ontem, dia oito de abril, o julgamento de vinte e seis indiciados na ação policial que rotularam de "Massacre do Carandirú". Devia, porque uma jurada se sentiu mal, no início dos trabalhos, e o presidente do júri adiou o evento para a próxima semana - medida prevista em lei (o júri não pode funcionar com menos de sete jurados).

Mais de vinte anos após, as mortes reportada dos 115 detentos vai se diluindo na memória nacional.

Além do fato de o comandante da operação, coronel Ubiratan Guimarães ser falecido (fora assassinado em 2006, pouco depois de obter absolvição de 623 anos de pena). Mais cinco participantes da ação repressiva faleceram, reduzindo ligeiramente o contingente a ser processado.

A coisa será meramente retórica, não tenham dúvidas. Como, de forma muito inteligente, o Dr. Drauzio Varela vaticina, em seu livro "Carcereiros" (Ed. Companhia das Letras, 2012), provavelmente não haverá condenados.

Os mandantes NUNCA vão dar "a cara pra bater". Ou vocês imaginam mesmo que o Cel. Guimarães agiu sozinho? Acima dele havia o secretário de Segurança, e o Sr. governador.

E há algo cruel, mas que precisa ser dito. Com o que se lidava?

Estavam enfrentando criminosos, não exatamente ladrões de galinha, mas pessoas com histórico de ilícitos penais graves, em sua maioria. Infelizmente alguns de menor projeção no mundo do crime foram colhidos, mas como dizem os americanos foram "casualties of war" (baixas da guerra). Não era jardim de infância, se me entendem.

O pessoal dos Direitos Humanos vai querer me fustigar por dizer isso, mas o que eles queriam exatamente? Enfrentaram de peito estufado A MORTE. Precisamos parar de nos iludir com panos quentes sobre pessoas que zombam e desprezam a sociedade, e literalmente instalam um novo "modo de vida".

Eu não condenaria aqueles soldados que - COMANDADOS, por alguém que recebera autorização, pretenderam proteger a sociedade.

O pessoal dos Direitos Humanos poderia, por exemplo, advogar a causa de cada um dos presidiários que temos no Brasil, mas se levantam normalmente, nesses casos, contra quem recebe um soldo ridiculamente pequeno, para defender nossa paz...

Precisamos rever nossos conceitos, numa sociedade que tem mudado muito mais depressa do que as "pessoas de bom coração" dos Direitos Humanos percebem. E eu incluo nessa leitura o Pacto de San Jose da Costa Rica.

Brasil... de criminosos que mandam onde querem... te amo, Pátria!

domingo, 7 de abril de 2013

O INSUPORTÁVEL PESO DO SER

O escritor tcheco Milan Kundera foi autor de uma verdadeira obra de arte, o romance "A Insustentável Leveza do Ser". Digna de ser lida, a obra do homem.

Em nossos dias vemos algo que não é romance, mas é antípoda do título citado.

Me refiro ao peso extraordinário que o "Leviatã" (na linguagem metafórica de Hobbes) brasileiro carrega em si, e nos esforços colossais para se manter em movimento.

Nesse final de semana temos a notícia de que D. Dilma Roussef estará liberando mais 3 BILHÕES de reais para o governo do estado do Rio de Janeiro. A expectativa é de que essa injeção de recursos, a serem dispensados em obras do estado e também do governo federal, suporte o apoio à Presidente, para as eleições que hão de acontecer em 2014.

Observem, meus irmãos e irmãs. O foco não está na sociedade, no Brasil propriamente dito. O que se foca é PODER. Danem-se os nordestinos, os dependentes da saúde pública, os sistemas de execução penal falhos, capengas. Não, isso não tem importância, para os executivos do Planalto. O que lhes concerne está vinculado a essa palavrinha singela - PODER.

Então temos que o Estado brasileiro não se sustenta pelas suas forças, propriamente - vale dizer, pela sua capacidade de promover o bem social. Sem agilidade alguma, algemado ao peso de seu próprio tamanho, refém de sua incapacidade, não resta ao poder estatal alternativa senão comprar apoios, o que faz costumeiramente, desde praticamente sua ressurreição, com a retirada dos militares do poder, na década de 80.

A coisa prosaica é que esse monstro esclerosado em que se tornou o Estado brasileiro paga suas benesses literalmente usando o que não lhe pertence - quer dizer, essa benção para o Rio de Janeiro, por exemplo, virá de rendas que poderiam muito bem fazer novidade no sistema de Saúde, ou na segurança pública... sei lá... tantas possibilidades!

Claro, os integrantes do Estado brasileiro (óbvio, me refiro aos escalões que pretensamente dirigem o Brasil) não têm a menor intenção de tornar ágil o aparato Executivo - afinal isso lhes dá boa vida.

O que sem dúvida não enxergam é que estão literalmente "dando um tiro no pé", pelo seguinte:
- a criminalidade crescente mais dia, menos dia, lhes baterá à porta (eles se acham a salvo disso - ledo engano);
- o problema da falta de segurança os fará reféns de criminosos - imaginem um sindicato dos seguranças de políticos!;
- a deficiência na saúde pode não alcançá-los agora. Mas vai buscar seu tributo entre seus descendentes, não se enganem!;
- a epidemia de corrupção, coisa antiga na República brasileira, é verdadeira sanguessuga que não se farta, e vocês, políticos brasileiros, que a usam para se locupletar, vão sofrer os efeitos crueis da "sugada" dessa sanguessuga, esperem!

Sabem? Me parece um acesso de loucura coletivo e continuado, no Planalto. Ou de burrice mesmo... sei lá...

Brasil, de homens tão poderosos quanto sem visão de futuro! Eu te amo, Pátria amada! 

sexta-feira, 5 de abril de 2013

O QUE É MODA, O QUE NÃO É

Lendo uma matéria extremamente tendenciosa - não importa o tema, não pretendo levantar polêmica sobre o assunto - de uns correspondentes de Brasília, D.F., fui levado a comentar algo a respeito.

Me deparei com uma nova política de recebimento de comentários, de um conhecido jornal. Agora, somente algumas matérias serão objeto de comentário, e os comentários estarão sujeitos à crítica da editoria do órgão da imprensa.

Ponderavam, na comunicação das novas políticas, que o MP estava reclamando, etc e tal...

Não posso acreditar que o MP esteja se preocupando com picuinhas que leitores publicam. Há algo mais subjacente.

Em compensação, não vejo ninguém coibir baixarias emanadas de políticos, ou de alguma minoria alienada e fascista. E há mesmo, pasmem!!!, seções em determinados sites exclusivas para maiores de idade (vale dizer, pornográficas), cujo acesso se dá tão somente se a pessoa diz que é maior de idade ou não, clicando num botão!

Ora, ora, ora, senhores da mídia!!!!! É brincadeira ou não?

As redes sociais incansavelmente reclamam dos assentos concedidos, na CCJ, aos Srs. José Genoíno e João Paulo Cunha, MAS DISSO A MÍDIA NÃO DIZ NADA, NÃO É MESMO?

Destacam a revolta dos GLBT contra o presidente da CDH, cujo pecado maior é publicar seus pontos de vista (já viram ele subverter o direito humano de alguém?). MAS AINDA NÃO VI ALGUÉM DIZER QUE ELES ESTÃO PREOCUPADÍSSIMOS, porque futuras "Paradas Gay" podem não ter subsídio oficial - uma coisa absolutamente absurda, se dispender recursos oficiais para enaltecer essa ou aquela minoria.

O que é moda? SER GAY. PARTICIPAR DO BBB. Fotografar fundos de calcinha. Destacar brutamontes com a cara esfacelada (MMA).  Planejar o próximo carnaval. Dar beijo homossexual (quem não quer 5 minutinhos de fama?). Postar truculências em redes sociais.

O que não é moda? Decidir os rumos da nação. Gerir a Justiça com honestidade. Censurar o que precisa ser censurado. Mostrar (e a mídia DEVERIA FAZER ISSO) os podres de nossa classe política, motivo principal de nossa Pátria estar patinando ainda, na entrada do portal do "Primeiro Mundo".

Amigos leitores, não se enganem. Estamos entrando num estágio social em que a mídia nos vai sacanear cada dia mais, um pouco de cada vez.

O jornalismo nacional, de modo geral, NÃO É CONFIÁVEL, NÃO É ISENTO, NÃO É MORAL. É VENAL, PARCIAL, IMORAL (ou amoral, no máximo).

Escapam un poucos abnegados que têm coragem de dizer "na lata" o que pensam - Boris Casoy é um desses, por exemplo (rendo minhas homenagens a um homem que já foi duramente criticado, e apesar disso não mudou).

Brasil... tinha esperança melhores pra ti, Pátria amada!

quinta-feira, 4 de abril de 2013

SOLUÇÕES PARA O BRASIL - FERROVIAS E HIDROVIAS!!!

O governo federal planeja criar estatal que planeje, instale e administre de forma "oficial", digamos assim, o tráfego de hidrovias no território nacional.

Nada mau.

Levando-se em conta o atraso de alguma coisa em torno de 150 anos, até que estamos indo bem. Afinal, de rios navegáveis e alternativas de portos fluviais estamos cheios. E, em paralelo, temos "zilhões" de toneladas de produtos agrícolas, matérias primas e produtos acabados para escoar, do interior dessa nossa terra pujante.

Estive visitando a página de Hidrovias, do PAC 2, publicada pelo governo federal. Encontrei, do meu Paraná querido, somente UMA PROVIDÊNCIA EM PREPARO. E olha que o estado é repleto de rios, navegáveis muitos deles (Paraná, Paranapanema, Ivaí, Piquirí, Tibají, Iguaçu, Chopim...).

Algo que me deixa meio desconfortável é imaginar que isso deve ser gerido por uma estatal. Porque?

Porque não, ao invés de se criar uma estatal - com todo o seu enxoval natural de bens imóveis, móveis e utensílios, e um séquito novo de "barnabés", e correspondentes mandantes, porque não se instituir incentivos, e deixar a iniciativa privada resolver as coisas?

Claro, com fiscalização, para que monopólios como o da INFRAERO não se repitam (tem gente que vai querer me apedrejar por essa).

Porque, dessa maneira, o governo poderia agir somente como agente fiscalizador, regulando no "macro" as relações empresariais e normatizando o setor.

Porque, não se enganem. Uma estatal criada, e alguns daqueles perversos (pervertidos?) do Planalto vão querer cargos paritários com suas legendas políticas, apaniguados serão indicados para postos-chave, e teremos repetida uma novela que com toda a certeza os brasileiros estão cheios de ver reprisar.

E... outra idéia! Porque não ressuscitamos nossa malha ferroviária? Porque mesmo precisamos deixar apodrecendo em pátios imensos, de tremenda utilidade, se bem geridos, vagões de carga e de passageiros, e locomotivas com muita vida pela frente ainda?

No Paraná então, me parece que isso é tabú se discutir. No interior de São Paulo, temos gares imensas, em processo de deterioração... bens que cobram cada dia uma despesa ao Erário, mas parece que ninguém lá em cima estudou Ciências Contábeis, para saber de depreciação!

Pregunta cretina... esse abandono seria só para rebater o valor das coisas, para grupos estrangeiros virem e arrematarem? SERIA?

O governo federal me parece que anda numa crise de inspiração ímpar. Mexem aqui, mexem acolá, mas a máquina administrativa já demonstra seus contornos de "elefante branco". Ainda bem para eles que eles têm o controle da Petrobrás (a grande galinha dos ovos de ouro), e da exploração do nióbio (a lâmpada desses "aladins" modernos).

Brasil... torço por ti, brigo por ti. Te amo, Pátria amada!

quarta-feira, 3 de abril de 2013

UM NOVO HITLER?

O mundo está meio cismado, em meio a arrufos agitados do líder da Coréia do Norte, Kim-Jong-Un, pretendendo peitar o mundo livre.

Alguma preocupação sem dúvida o moço está despertando, mas me escapa entender o que ele pensa.

Afinal de contas, NINGUÉM MAIS quer essa guerra. Vidas preciosas já foram ceifadas por todo lado, no apogeu daquela guerra horrorosa, que separou um país em dois.

Em paralelo, a Coréia do Norte vive momentos de "administrar a crise", com dificuldades no atendimento às necessidades socio-economicas de sua população. Uma das cinco últimas repúblicas comunistas no mundo, o país tem experimentado, ao longo dos últimos anos, um razoável crescimento econômico, puxado principalmente pela indústria. O que incomoda o resto do mundo é o permanente estado de beligerância de seu líde, o jovem Kim-Jong-Un, em relação a praticamente todos os outros países.

E pude notar algo sinistro, quase um mau agouro - parece que suas tropas e muitos de seu povo acreditam MESMO que a Coréia do Norte poderia peitar o resto do mundo!

Notei no rosto de alguns dos militares que o acompanhavam em tomadas fotográficas que um brilho, uma empolgação, que beira o estranho mesmo.

Assisti, há alguns dias atrás, ao filme "Der Untergang" (A Queda), onde uma produção alemã (passível de ser fidedigna) apresenta os últimos dias do Terceiro Reich, sob o domínio de Hitler.

O que me deixa abalado com o que temos agora é que o mesmo brilho estranho nos olhos e nos semblantes dos bravos soldados norte-coreanos É O MESMO que aquela produção mostrava, em alguns oficiais do alto escalão, algo próximo à alienação fervorosa do Sr. Goebbels, ministro da propaganda de Hitler.

Não, o que eu vejo na coisa toda não é coragem. É qualquer coisa menos isso. A última coisa que precisamos agora, no mundo, é um enfrentamento a mais, especialmente se isso vier acompanhado de ameaça nuclear.

Que os conselheiros daquele líder jovem e poderoso possam lhe dizer do melhor caminho, para o bem daquela nação sofrida que governa. Não precisamos de outra hecatombe.

RETALIAÇÃO, TORTURA... DESNECESSÁRIO JÁ

Há algum tempo o Corinthians viajara à Bolívia para um confronto válido pela "Libertadores". Lá alguém sem noção, no meio da torcida brasileira, teria disparado um "rojão" que feriu mortalmente um jovem boliviano.

Alguns torcedores foram detidos, e por lá permanecem. Pouco tempo depois um dos que retornaram ao Brasil se identificou como o autor do disparo mortal.

Isso todos nós sabemos.

Sabe-se que esse negócio de torcida organizada só tem frutificado nas páginas de ocorrências policiais, seja de que time forem. Nunca apoiei, nunca apoiarei essas organizações, até porque normalmente já objetivos menos louváveis por trás da estrutura, e uma massa de manobra está sendo utilizada para outras finalidades, podem acreditar.

O jovem Kevin Espada não retornará à vida. Uma tristeza mesmo. Por coisas como essa é que sou favorável à repressão absoluta, à entrada dos estádios. E assino embaixo daqueles que condenam igualmente o consumo de bebidas alcoólicas dentro dos estádios. Acontece que há pessoas que não têm limites, e justamente por causa de quem não tem limite é que a Lei existe. Se todos fossem comportadinhos, qual a finalidade da Lei?

Dessa maneira, a maioria paga um preço - para ter minimamente assegurada a sua paz, a sociedade precisa se privar de alguma coisa.

Mas o ponto nessa crônica não é isso. Acontece que um punhado de torcedores PERMANECE em território boliviano, e salvo engano, o que está havendo é uma "vingancinha", uma retaliação ao direito de ir e vir que lhes é natural.

Se as autoridades bolivianas foram brandas demais, e permitiram o ingresso de pessoas portando os tais 'rojões', é uma infelicidade cruel, mas eles precisam admitir sua parcela de culpa. Por outro lado, se não se sabe quem disparou, ou se é mesmo o adolescente que o confessara, no Brasil, NÃO HÁ FINALIDADE EM SE MANTER AQUELAS PESSOAS DETIDAS.

Com a palavra nosso chanceler de relações exteriores. Pelo amor de Deus, Itamaraty, FAÇA ALGUMA COISA!!!! São brasileiros detidos, e sem sombra de dúvida, ilegalmente!

Brasil... qual a finalidade de tuas autoridades? trabalhar pelo país, ou instalar uma nova casta social?


terça-feira, 2 de abril de 2013

LUGARES ABANDONADOS PELO PLANALTO CENTRAL

 Hoje estive comentando sobre indignidade absurda que nosso governo comete, em relação ao Nordeste brasileiro.

Mas meu amigo Camargo, de Londrina, me trouxe mais uma "pérola", e decidi iniciar uma série, não contínua, mas que vai se publicar a intervalos, de lugares que nosso governo - onde incluo o Executivo e o Legislativo, principalmente - têm sistematicamente esquecido.

Começamos a série com esse primor, entra as cidades de Juína e Colniza - MT. Em meados do ano é poeira pra ninguém por defeito, na estação das chuvas... olhem aí...

Claro, naturalmente alguém vai aparecer e dizer que o projeto para pavimentação da via já está em fase "final". O blog da Sandra Carvalho já indicava (em 2009) que prometeram 10 milhões, etc e tal, pontes e outros troços... mas os atoleiros, como podem perceber, persistem (a foto acima é do início de 2013).

Ok, vão dizer que a região depende da demarcação de terras indígenas, etc e tal. Mas então, VAMOS RESOLVER OU NÃO? Um amigo meu, Dr. Navaqui, dissera que a questão indígena ao que tudo indica tem "excesso de execução", como se diz em Direito... enfim...

Enquanto as coisas não clareiam, bravos índios vão sendo esbulhados do que lhes poderia pertencer, os chamados "civilizados" fazem ou sofrem barbaridades, e nesse 'imbróglio", ficamos com uma estrada nessas condições. Observem a fila de caminhões (NADA ME TIRA DA CABEÇA que uma estrada de ferro faria melhor e mais eficiente trabalho, mas há incapazes para todo tipo de ministério, e não me admiraria se quem planeja o crescimento do Brasil tenha limitações de raciocínio).

Aguardo manifestações dos nobres moradores do MT. Não posso ser totalmente conclusivo sem o respaldo de vocês, embora imagens falem mais que mil palavras, já dizia algum obscuro filósofo.

Brasil... grande demais até para os olhos megalômanos dos que te exploram...

O NORDESTE ESTÁ MORRENDO, D. DILMA!!!!

Hoje acontece encontro de abertura do Conselho Deliberativo da SUDENE, com a presença de nossa presidente da República, Sra. Dilma Roussef.

A mandatária afirmou que uma de suas prioridades é melhorar a oferta de água para as populações sofridas da região Nordeste. Mencionava caminhões-pipa, cisternas e outros troços...

ONDE ficam, Excelência, os poços artesianos já projetados "long ago"?

Onde ficam as iniciativas SÉRIAS? Porque cisternas e caminhões-pipa dependem de fontes de água.

Estive conversando um dia desses com um israelense sobre como eles fizeram a mágica de transformar, em pouco mais de 50 anos, uma terra árida, desértica, hostil mesmo, num oásis.

Youdah, com o entusiasmo que lhe é peculiar, retrucou: "é uma questão de vontade, e uma necessidade de sobrevivência."

Fiquei pensando... o território a que ele se refere tem 20.700 Km2. Só possui dois rios, Jordão e Hasbani (há outros menos cotados, bem pequeninos). Durante alguma coisa em torno de 900 anos permaneceu sem habitantes estáveis - a maioria das populações por alí era nômade, até o estabelecimento do moderno Estado de Israel.

Nossa região Nordeste tem ao todo 1.561.788 Km2. A bacia hidrográfica desse território tem o Rio São Francisco como espinha dorsal, mas há alguns rios mais de importância, como o rio Parnaíba, na divisa entre Piauí e Maranhão, o rio Jaguaribe no Ceará, o rio Piranhas-Assu no Rio Grande do Norte, o Rio Pindaré/ Mearim no Maranhão, e mais uma chusma de caudais de água menores, mas que trazem grandes apelos locais, embora sendo de pequeno curso, só tendo importância setorial - exemplos deles são os rios Rio Potengi (Rio Grande do Norte),  Rio Paraíba (Paraíba), Rio Capibaribe (Pernambuco), Rio de Contas (Bahia)... há outros rios sem dúvida (eu morei no Nordeste, sei do que falo)! sem contas aqueles não perenes...

A terra na região Nordeste é fertilíssima. Só quem já andou pelos sertões, após uma chuvarada, para se maravilhar com o brotar da vida verde por toda a parte.

Então, o que falta?

Traçando um paralelismo com os israelenses, sabemos que foram implementados projetos brilhantes - ao custo de "zilhões" de dólares - de irrigação/condução da água, e hoje temos a notícia de que TUDO VAI BEM, nos kibuztim de Israel.

E o Nordeste como fica? Com seus agricultores desnutridos e sem esperança, rebanhos esquálidos ou morrendo em toda a parte, crianças que nunca viram as loucuras do Sul maravilha... Como fica essa região? VAI SER MESMO ESQUECIDA PELOS BRASILEIROS?

Sim, porque recursos não faltam. SÓ SÃO DESVIADOS. Querem um exemplo? Há uma estrada que chega em Paulo Afonso, no Norte da Bahia, que constou num mapa, há mais de 15 anos atrás, como asfaltada (se não me falha a memória ligava Jeremoabo a Paulo Afonso). EU PASSEI POR ELA, alí pelo início dos anos 90 - NEM UM PALMO ASFALTADO. Para onde foi o dinheiro de uma estrada?

Outro exemplo? o DNOCS há algum tempo desenvolvia um projeto para instalação de poços artesianos. e o então deputado Inocêncio de Oliveira exercera seu "direito" de perfurar "seus" poços artesianos, a custo subsidiado, no que foi condenado pelo hoje em desgraça José Genoíno. Ele reclamara que tinha direito porque era para todos... mas quantos poços mais foram perfurados, Excelência, ao redor da propriedade de V.Excia.?

Observem que HÁ MAIS EXEMPLOS...

Recursos há de sobra. Há recursos para reinventar estádios para a Copa, para projetos faraônicos para a Olímpiada 2016, para indenizar despesas médicas dos deputados... COMO NÃO HÁ VERBAS PARA SOCORRER nossos irmãos nordestinos? ME EXPLIQUEM!

D. Dilma, Srs. governadores reunidos, sob a égide da SUDENE - V. Excias. precisam abandonar o discurso demagógico e da reunião mesmo SAÍREM ORDENS IMEDIATAS. Nossos nordestinos não podem esperar. Aquilo lá vai virar um deserto, ao dispor de alguma oligarquia que queira fazer do Nordeste o oásis que o Brasil merece ter...

Brasil, de pessoas que falam muito, prometem mais ainda, mas....


LABORATÓRIOS FARMACEUTICOS = MERCADORES DA MORTE

Leio hoje que a NOVARTIS AG, teve rejeitado uma apelação para proteger uma de suas patentes, junto à Suprema Corte Indiana.

Discreto comentário coloca em dúvida o respeito à proteção ao direito intelectual, naquele país. Naturalmente, esperneia quem tomou a pancada...

Prezados, pensem nisso - a Índia é um dos países mais populosos do mundo, algo em torno de um bilhão e trezentos milhões de habitantes. Essa massa imensa é em sua maioria extremamente pobre, não se enganem (o capitalismo lá é tão ou mais perverso que aqui!!!).

A NOVARTIS pondera que o medicamento "sub judice" - Glivec, combate alguns tipos de cancer - é oferecido gratuitamente a mais de 16 mil pessoas, por lá. Grande coisa. Isso dá menos de 0,2% da população indiana!!!! Do que eles estão se vangloriando?

Duas empresas indianas  já produzem o fármaco, e o comercializam a preço em torno de um décimo do Glivec.

Uma coisa surpreendente é que o capitalismo tem mostrado uma voracidade absurda, onde muitas vezes tangencia o ideal de "matar a galinha dos ovos de ouro".

Ponderemos... se, ao invés de se digladiarem em batalhas judiciais, os executivos do laboratório supra-citado fizessem um acordo de cooperação, E, em paralelo, oferecessem seu produto a - digamos - dois décimos do preço atualmente praticado, com toda a certeza teriam a seus pés mercado de algumas centenas de milhões de pessoas, SOMENTE naquele país.

Mas não... a idéia é sufocar a concorrência, para que o reinado seja ditatorial. Então, eu aplaudo a decisão da Suprema Corte indiana, que decide em benefício da população (a imensa maioria sofrida demais) daquele país!

De passagem... o dito cujo fármaco é teratogênico (produz abortos e/ou malformações). ONDE SERÁ que esse produto foi testado?

A propósito disso, quem quiser se ilustrar mais a respeito deve ler o excelente livro da jornalista americana Sonia Shah, "The Body Hunters". Preferem um filme? Assistam a "O Jardineiro Fiel" (The Constant Gardener). VOCÊS AINDA NÃO VIRAM NADA SOBRE GENOCÍDIO, minha gente.

Pessoas... como está difícil confiar na humanidade!!!!!!!




segunda-feira, 1 de abril de 2013

A AGRENCO, A PF E BUROCRACIAS DA JUSTIÇA

A Agrenco BV, holandesa, sócia controladora de empresa de nome similar, no Brasil, postula indenização pelos danos econômicos causados à controlada, por ocasião de investigação da PF, buscando identificar crimes de lavagem de dinheiro, etc e tal.

Atribuem seus prejuízos, resultantes da suspensão de seus negócios na BOVESPA, aos procedimentos, e orçam seu prejuízo em R$ 734 milhoes.

Assim postulam... o STF se divide ao endereçar considerações a respeito...

Mas... a pergunta que não quer calar é a seguinte: OS CRIMES foram comprovados ou não? Eles foram absolvidos ou o processo prossegue?

Estamos nos aproximando, no âmbito da sociedade, daquelas loucuras que só acontecem em tribunais americanos (nada obstante muitos furos acima de nós, em termos de efetividade, já se vê). Por tudo se postula em juízo, e todo mundo se acha no direito de reclamar.

Claro, estamos numa democracia. Mas e a investigação, o que aconteceu?

Vejamos... se não houvesse indício, ou algo assim, de que havia ilícito acontecendo, a PF não mostraria a cara. Eles não são trouxas de entrarem em furadas. Então, na melhor das hipóteses, a responsabilidade pelo início das coisas foi a condição irregular que suscitou a investigação...

Ora, se a ação judicial correspondente ainda está em curso, a coisa é simples - que seja sobrestada a apreciação desse pedido de indenização, até que se apurem as culpas. Então... faça-se um encontro de contas, já que é assim fundamental restaurar a empresa.

O Erário não pode ser bagunçado assim. A Justiça não pode servir a interesses escusos. Se a indenização sai antes da investigação e o respectivo processo estiveram terminados, corre-se o risco de que se indenize O CRIMINOSO, imaginem!!!!

Brasil... cuidado!!!! Há espertos aqui dentro, espertos lá fora... todos querem passar a mão em ti, Pátria Amada!

QUANDO A INTELIGÊNCIA ENCONTRA A ALIENAÇÃO

Com muito prazer republico um texto profundíssimo, que pode divertir, e vai trazer muita luz, sobre o momento político que vivemos. É ...