O QUE É MODA, O QUE NÃO É

Lendo uma matéria extremamente tendenciosa - não importa o tema, não pretendo levantar polêmica sobre o assunto - de uns correspondentes de Brasília, D.F., fui levado a comentar algo a respeito.

Me deparei com uma nova política de recebimento de comentários, de um conhecido jornal. Agora, somente algumas matérias serão objeto de comentário, e os comentários estarão sujeitos à crítica da editoria do órgão da imprensa.

Ponderavam, na comunicação das novas políticas, que o MP estava reclamando, etc e tal...

Não posso acreditar que o MP esteja se preocupando com picuinhas que leitores publicam. Há algo mais subjacente.

Em compensação, não vejo ninguém coibir baixarias emanadas de políticos, ou de alguma minoria alienada e fascista. E há mesmo, pasmem!!!, seções em determinados sites exclusivas para maiores de idade (vale dizer, pornográficas), cujo acesso se dá tão somente se a pessoa diz que é maior de idade ou não, clicando num botão!

Ora, ora, ora, senhores da mídia!!!!! É brincadeira ou não?

As redes sociais incansavelmente reclamam dos assentos concedidos, na CCJ, aos Srs. José Genoíno e João Paulo Cunha, MAS DISSO A MÍDIA NÃO DIZ NADA, NÃO É MESMO?

Destacam a revolta dos GLBT contra o presidente da CDH, cujo pecado maior é publicar seus pontos de vista (já viram ele subverter o direito humano de alguém?). MAS AINDA NÃO VI ALGUÉM DIZER QUE ELES ESTÃO PREOCUPADÍSSIMOS, porque futuras "Paradas Gay" podem não ter subsídio oficial - uma coisa absolutamente absurda, se dispender recursos oficiais para enaltecer essa ou aquela minoria.

O que é moda? SER GAY. PARTICIPAR DO BBB. Fotografar fundos de calcinha. Destacar brutamontes com a cara esfacelada (MMA).  Planejar o próximo carnaval. Dar beijo homossexual (quem não quer 5 minutinhos de fama?). Postar truculências em redes sociais.

O que não é moda? Decidir os rumos da nação. Gerir a Justiça com honestidade. Censurar o que precisa ser censurado. Mostrar (e a mídia DEVERIA FAZER ISSO) os podres de nossa classe política, motivo principal de nossa Pátria estar patinando ainda, na entrada do portal do "Primeiro Mundo".

Amigos leitores, não se enganem. Estamos entrando num estágio social em que a mídia nos vai sacanear cada dia mais, um pouco de cada vez.

O jornalismo nacional, de modo geral, NÃO É CONFIÁVEL, NÃO É ISENTO, NÃO É MORAL. É VENAL, PARCIAL, IMORAL (ou amoral, no máximo).

Escapam un poucos abnegados que têm coragem de dizer "na lata" o que pensam - Boris Casoy é um desses, por exemplo (rendo minhas homenagens a um homem que já foi duramente criticado, e apesar disso não mudou).

Brasil... tinha esperança melhores pra ti, Pátria amada!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESCOLAS DE DELINQUENTES

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...