domingo, 30 de junho de 2013

FRASES INFELIZES

Para o final desse domingão, trinta de Junho, algumas frases pinçadas, e sua análise...

"Prezo muito a calma e a serenidade" (Pierre Ramon Alves de Oliveira) - hmmm... pensei que não prezasse MESMO;

"Eu chupo meu pau" (Rogério Skylab) - e o que mais, pra demonstrar a falta de cultura e o desrespeito pela sociedade?;

"Deu dois segundos ali e já abriram as portas para todo mundo sair" (segurança da boate Kiss) - jura?;

"feliz é o país que tem um povo com liberdade" (Lula) - liberdade de que? Morrer em tiroteio, viajar em busão lotado, ou depender do SUS para se curar?

"...uma insatisfação dos brasileiros que, acredito, não seja apenas com relação à presidente Dilma, mas com a classe política como um todo..."(senador Aécio Neves) - tá de brincadeira!;

"Avaliamos que isso é reflexo da conjuntura" (Sra. Gleisi Hoffman) - que surpresa!

Vejamos...

Como imaginar que alguém preze "calma e serenidade", à luz das imagens que flagraram o jovem mancebo? Ou ele é bipolar, ou está mentindo, agora, não é mesmo? Com a palavra os psicanalistas...

Como respeitar um artista que insere em suas composições algo tão ofensivo? Não importa se seu conteúdo é contestador, ou se ele quer inovar, ou seja lá que diabo for sua defesa - a sociedade como um todo precisa ser respeitada. Se ele quer se destacar quebrando regras, que não seja ofendendo pessoas - surpreenda-as, somente, meu jovem!

Quem acha mesmo que as portas da boate Kiss foram abertas dois segundos após o acidente? Você é ingênuo ou é sócio da boate? Sem dúvida alguma a primeira reação dos seguranças com o 'estouro' da clientela foi a de conter o pessoal, até saber o que se passava!!!! Ah, me poupem!

Um povo será na verdade feliz, Sr. da Silva, quando entender que está sendo respeitado em suas aspirações, que é mesmo tão importante quanto sua Pátria o é. A liberdade é um instrumento, mais do que um fim em si... de nada servira a liberdade de protestar, se NADA for feito por essa gente sofrida, doente, indefesa... entenda isso, Sr.

Temos um político que descobriu "o ovo de Colombo". Na verdade, Sr. Neves, nossa gente está revoltada com a maldade e desfaçatez de nossos homens públicos, que gestionam em benefício próprio, de modo quase geral, não respeitam seus eleitores, e não têm coerência com o que propõem a cada campanha eleitoral - só isso...

Sra. Hoffman, não é somente "reflexo da conjuntura". É a superação total da paciência bovina de nossa gente, que tem sido massacrada sistematicamente, ao longo de décadas, por pessoas em quem confiamos. Não é algo recente, nem novo - é algo acumulado, fermentado, perigosamente ignorado por nossa classe política.

sábado, 29 de junho de 2013

O GERENTE DA EMPRESA NA MIRA

Tomei conhecimento hoje, através de uma rede social (onde mais? Ou vocês acham que a mídia vai informar isso?) de um resumo no qual se pinta o Sr. Luiz Inácio Lula da Silva como o operador principal do "sistema" que ficou conhecido como Mensalão, objeto da AP 470.

http://www.youtube.com/watch?v=uFOAYIYg8TE

A serem verdadeiros os pontos destacados no vídeo acima, ao Ministério Público não restará mesmo alternativa a não ser encaminhar acusação contra o Sr. da Silva, até porque não há explicação para o que foi alí postado.

Não, não sou opositor ao Sr. da Silva. Ele que viva e sofra (ou celebre) seus sonhos de grandeza. Todo ser humano tem direito a isso.

Me oponho tão somente à ousadia de utilizar o aparelho estatal para subjugar uma nação inteira, drenar condições básicas de existência, trafegar na contramão da democracia para instalar em nossa terra um governo de exceção "às avessas".

Me oponho à manipulação descarada dos meios de comunicação, conduzindo até alguns segmentos da chamada "classe média" a rumos sem chegada.

Me oponho ao uso da máquina governamental para enriquecimento de alguns, ao custo imenso de vidas brasileiras sendo ceifadas todos os dias nos hospitais sem aparelhamento pelo Brasil afora.

Me oponho a um simulacro de Segurança Pública, que antes favorece o proliferar da criminalidade, ao invés de fazer os cidadãos de nossa terra se sentirem seguros.

Me oponho à inaudita ignorância em tornar milhões de brasileiros apedeutas, com um sistema de Educação lacunoso e em degeneração acelerada, seja pela ausência de infra-estrutura para os níveis essenciais, seja pelo sistemático sacrifício profissional de nossos professores.

Me oponho ao ver que nossa carga tributária, uma das mais altas dos mundo - e emanando de uma nação riquíssima, é distribuída a esmo entre os "amigos do rei", e vai compondo fortunas de colarinho branco, ou então patrocinando viagens e enriquecimento de vassalos mais bem aquinhoados.

Não consigo absolutamente entender a atitude leniente que nossos "preceptores" de 64 estão adotando agora!!!! Não notam que há um dragão sendo alimentado bem no seu quintal?

O Ministério Público, ou o STF, como último bastião da justiça nacional, com a palavra. Estamos cansados de ver peixes miúdos enrascados nesses redes judiciais. Principalmente quando se sabe que um grupo foi apanhado, E O CHEFE DELES NÃO SE IDENTIFICA(?). Estamos também cansados de tantas condenações que não resultam em nada mais sério do que uma entrevista de "desabafo".De condenados "empossados"... isso desacredita TUDO, entendem?

Brasil... te amo, Pátria amada... não entendo teus homens públicos - ou melhor, os entendo e fico aterrorizado!

MATANDO A "GALINHA DOS OVOS DE OURO"

Notícia de hoje, do excelente portal de notícias UOL, nos informa que o desmatamento na Amazônia continua...

Mas a coisa mais interessante é que estão acontecendo incrementos nessa atividade destruidora justamente em áreas "PROTEGIDAS" perto do PAC (Programa de Aceleração de Crescimento) em realização na região Norte.

Agora vejam... se a coisa acontece mesmo nas "barbas" do governo, e quase que a estímulo oficial, COMO SE PARAR UMA COISA DESSAS?

O argumento é que os projetos governamentais atraem migrantes, que então precisam de espaço para se instalar, e também que, ao abrir áreas para os reservatórios de projetos de hidrelétricas (tantas alternativas, e a turma continua destruindo a floresta!!!) eles meio que sinalizam para os "interesseiros" (leia-se posseiros, grileiros, etc e tal.) pressionarem e destruírem o que eles - por seu turno - queriam fazer já a algum tempo.

Observem, nosso governo é um exemplo cristalino de como uma administração pode ser desastrada. Me acompanhem:

- Tentam resolver a demanda de energia detonando um pedaço imenso da floresta tropical;

- Em paralelo, instalações para captação de energia eólica (força dos ventos) estão enferrujando, por falta de interface de recebimento/armazenamento da energia;

- Liberam recursos para rodovias, mas... (confiram o estado de algumas rodovias do interior da região CentroOeste e Norte, mesmo);

- NINGUEM nos traz informações conclusivas a respeito da vantagem econômica que o país aufere com a exportação de Nióbio (símbolo químico Nb). Vale ressaltar todavia que, a crer nos últimos dados colhidos aqui e acolá, nós vendemos o quilograma do minério a R$ 16,00 (dezesseis REAIS), e esse mesmo quilograma é negociado na bolsa de valores de Londres (que me parece é a única no mundo onde isso é negociado - me corrijam), por valor perto de US$ 1.200 (Mil e duzentos DÓLARES). Ou seja, um sobrepreço ao redor de 7.400%. É mole? Cabe lembrar que a extração do minério tem subprodutos altamente tóxicos para a população ao redor das áreas mineradoras, mas quem se importa com isso, no Brasil? Aliás, quem se importa com isso NO GOVERNO?;


- São aprovadas emendas a rodo (claro, as tetas são tão abundantes que acomodam todos os "mamões"), e o dinheiro some quase magicamente, entre liberação e aplicação - vale ressaltar, SALVO pouquíssimas e honrosas exceções.

Desastrado ou oportunista? Nada obstante a obsessão nacional em não lembrar do regime de exceção, se faz imperioso lembrar que todos os governantes que tivemos naqueles tempos de desafio tiveram vidas regradas, e sua história pós-poder nos mostra homens de vida simples, com pouquíssimas propriedades pessoais, ou que até dilapidaram seus bens em benefício do Brasil.

Em contrapartida, desde o final da assim chamada "ditadura", a imensa maioria de nossos políticos/governantes denota notável capacidade de amealhar riquezas. A coisa prosaica é que serviços essenciais ao povo, como Saúde e Educação vão, num mesmo compasso, sendo dilapidados, espremidos por uma corrupção crônica, de um lado, e pelo descuido notório das autoridades em ver melhorias na coisa toda. E, claro, há todo esse dispêndio faraônico com o bem-estar de nossa classe política, que se cobre de indenizações e imunidades, e lá no exterior se hospeda no que há de mais caro (não precisa ser o melhor, deve ser o mais caro), enquanto nossa gente tem segmentos dormindo ao relento, e comendo restos...

Agora nos vem a notícia, sem dúvida importante, de que o crime de corrupção passa a ser hediondo, por deliberação no Senado. E muita gente saúda tal novidade. Mas calma lá, pessoas! O projeto (que ainda é PROJETO) vai enfrentar a Assembléia Legislativa onde, suspeito, terá razoável resistência para sua aprovação - afinal, isso vai representar, no médio prazo, o estancamento de muitas tetas importantes. E, para além disso, haverá a chancela presidencial (aí eu não tenho dúvidas que passa, meu temor é o estágio anterior).

Nosso povo, inculto, ignorante mesmo em termos políticos, insiste em fazer correrias pelas cidades brasileiras, e isso não é ruim. A problemática está instalada mais adiante, no que vão desembocar essas manifestações, já que alguns sinalizam um "fascismo" crescente (indesejado), de um lado, e pelo outro, a tentativa de algumas oligarquias partidárias de tirar proveito da confusão geral, e assumirem a brasileira República com mão de ferro e apetite voraz pelos "ovos" da galinha...

Espero que nossa turba se reoriente. Porque sinto uma ligeira exaustão no processo todo, mais pela ausências de demandas definidas, e menos pelo insatisfação que prejuízos e depredações possam causar.

Quem viver verá.

sexta-feira, 28 de junho de 2013

A QUESTÃO GAY = UM PACOTE DE BOBAGENS

Já tinha resolvido deixar de lado o debate a respeito do ativismo de uma parcela da comunidade "gay" do Brasil, mas me vi na obrigação de cobrir algumas lacunas que, a meu ver, têm sido ignoradas, no tratamento da questão e dos debates.

Antes de ir adiante, preciso pontuar que eu não tenho NADA CONTRA alguém ser homossexual, ou gay, ou que rótulo quiser adotar. Estarei ponderando sobre as barbaridades, suas motivações, e os sujeitos envolvidos nas últimas polêmicas sobre o assunto.

Não me cansarei de ponderar que a violência contra o público gay é matéria para o Código Penal. Nada mais, nada menos. Não temos necessidade de medidas assecuratórias a respeito disso. E me baseio em números.

Uma página "gay" no Facebook vociferava que nos tres primeiros meses de 2013 já tinha sido ultrapassado o número de cem (100), homossexuais ou simpatizantes mortos pelo Brasil, e terminava a postagem assim - "Até quando isso vai acontecer?" (ou algo parecido).

Objetei que, segundo estatísticas oficiais, no primeiro quadrimestre de 2013 o número de assassinatos pelo Brasil afora - sejam gays ou não - tinha superado quinze mil (15.000)! Num cálculo rápido, podemos considerar que, em proporção, o número de assassinatos proporcional ao primeiro trimestre fora de aproximadamente onze mil, duzentos e cinquenta (11.250) mortes. Ora, ponderado o número de gays apontado (em torno de 100), temos um percentual em torno de 0,88% do total de mortes no período!

Quem precisa de proteção extra mesmo? Ah, me poupem...

Uma outra coisa... tenho meu pensar em alguns pontos divergentes do presidente da Comissão de Direitos Humanos, mas atá-lo ao PDC 234/11, que a mídia parcial e venal, impiedosa e insistentemente tem rotulado de "cura gay" é simplesmente IMORAL. Ora, o deputado Feliciano NÃO FOI AUTOR do projeto, ele mesmo não necessitou votar, e ele não considera o que alí está como uma cura, até porque NÃO ROTULA a questão gay de doença. Ora, se o homem não tem nada a ver, diretamente com a coisa, o que se depreende da análise? Porque tantos protestos contra UM HOMEM SÓ?

Vemos um movimento orquestrado em andamento. MAS... PRA QUE? Defenestrar o deputado? Abandonar o PDC 234/11? Servir de catarse para a "raivinha" de alguns ativistas gays?

Talvez queiram excluir o homem da CDH porque ele pode representar um problema, na hora de atribuir RECURSOS PÚBLICOS para passeatas e protestos da minoria revoltada (como os R$ 11.000.000,00 que receberam para um de seus eventos - http://www.youtube.com/watch?v=GQs6JUbDahw - confiram antes de me criticar).

Mas tem mais... senhores... o que acontece é uma cortina de fumaça, para evitar protestos contra os Srs. José Genoíno e João Paulo Cunha, que foram empossados na Comissão de Constituição e Justiça, MUITAS VEZES mais importante do que a CDH, porque trata das questões na raiz legal, e não nos seus consectários.

Entretanto, o pacote de bobagens não se encerra com a "titulação" do projeto polêmico.

Porque o discutido PDC 234/11 foi elaborado para corrigir uma distorção absurda.  Imaginem, o Conselho Federal de Psicologia literalmente amordaça os profissionais da área, ao lhes proibir abordagens terapeuticas de homossexuais que eventualmente os procurem, para considerar suas escolhas! Não estou certo da constitucionalidade do PCD 234/11, mas a vedação de psicólogos atuarem nas questões me soa extremamente tolhedora, verdadeira censura, não só ao potencial do profissional psicólogo, como também há de censurar a vontade eventual de alguém que, buscando talvez se conhecer melhor, vá atrás de um psicólogo.

Ainda mais ridícula soa a a orientação do CFP, quando sabemos que a atividade do psicólogo é conduzir o paciente em busca de respostas, sem que o psicólogo mesmo as ofereça.

Se isso se consolida e ganha força, teremos então psicólogos sendo impedidos de agir em outras áreas de conflito humanas... até onde a vontade humana se confunde com o conhecimento, as tradições, a moral, a fé... pensem nisso, meus amigos! Isso é ridículo. Se Freud, Jung ou Skinner encontrassem esse tipo de entrave, certamente não teríamos a excelência no estudo da Psicanálise que temos hoje. Me poupem...










quinta-feira, 27 de junho de 2013

PROTESTOS - PRATO FEITO PARA BESTAS HUMANAS

Ao longo dos últimos dias a nação brasileira tem protestado. E com razão.

Décadas de "opressão democrática" (se isso for possível), pelas quais nosso povo foi conduzido por um punhado de pessoas sem respeito com a nação e sem honra sequer (sempre hei de frisar que no meio daquela massa há algumas pessoas sérias!) pisotearam a Constituiçào, zombaram de nossas classes menos favorecidas, e se fortaleceram, ao custo de nossa gente ser desassistida, sob todos os aspectos.

É. Nosso povo tem razão.

MAS... o clamor legítimo de nossos  cidadãos não oculta a maldade de algumas BESTAS HUMANAS que, na esteira das manifestações legítimas de nossa população, se aproveitam do momento para buscarem vantagens pessoais, e a depredação e roubos têm acontecido à luz do dia...

A dissimulação fica por conta de instalações públicas sendo destruídas, ônibus incendiados, lixeiras quebradas, gradis da polícia dispertos...

Mas os espertinhos estão é querendo se aproveitar da balbúrdia reinante no ambiente que eles mesmos atiçam, para sem rebuços se apoderarem de bens e valores que muitas vezes custaram uma vida para serem constituídos.

Meus irmãos manifestantes, ESSA GENTE PRECISA SER DENUNCIADA. Não há no Brasil que queremos para todos, espaço para tal comportamento. Anonimamente ou no 'dedo-duro" mesmo, indiquem essas escórias humanas para as autoridades cumprirem seu papel.

Queremos mudanças na administraçào de nosso país, mas PRECISAMOS eliminar de nosso meio quem não tem compromisso com a honestidade, com civilidade, com a paz que tanto se busca.

Brasil... alguns de teus filhos não podem ser chamados assim!

quarta-feira, 26 de junho de 2013

PARA QUE SERVEM OS IMPOSTOS?

A chefe do Executivo nacional, Sra. Dilma Rousseff, esteve reunida com dirigentes sindicais hoje, 26 de Junho, e dentre outras análises, declarou que a tarifa zero no transporte público é inviável - "não existe tarifa zero,ou se paga passagem, ou se paga imposto."

Descobrimos assim, num momento de rara felicidade de raciocínio, a finalidade dos impostos - atender à população!

Está correta, Sra. Dilma. E vou além, observemos abaixo:

- ou se paga passagem, ou se paga imposto;

- ou se paga pedágio, ou se paga imposto;

- ou se paga saúde pública, ou pagamos aos planos de saúde;

Verdade, Exma. Sra. Presidente. Ou uma coisa, ou outra. Mas, num segundo exame das interações, temos que nós brasileiros pagamos passagem E pagamos impostos (diversos); pagamos pedágio E pagamos imposto (IPVA); temos retenção em folha de pagamento de contribuição ao INSS, mas muitas vezes precisamos pagar por um atendimento mais cuidadoso...

A Sra. está certíssima, Excelência. Agora, vejamos... o que tem sido feito com os impostos que se praticam no Brasil, sem dúvida uma das mais altas cargas tributárias do mundo?

Excelência, um cuidado se faz necessário. Em momentos de agitação, confronto, precisamos cuidar do que falamos, sob pena de nossas palavras serem usadas contra nós.

O Brasil, proletário ou não, produz riquezas ao longo de cinco (5) meses, para produzir recursos correspondentes à nossa carga tributária. Note bem, é mais de um terço da renda de nosso povo!

Os movimentos que tanto têm desassossegado nossos parlamentares não são por picuinhas. São aspirações legítimas e asseguradas em lei, e nossa gente TEM SIM direito de reclamar. Afinal, nossos representantes (vale dizer, empregados para nos servirem, no Congresso) não resolvem as coisas realmente sérias desse país!

Brasil... de pessoas públicas que usam verborragia no enfrentamento de coisas sérias e urgentes...





O TSUNAMI ENCARA AS ONDAS...

Então, tivemos aquela idéia infeliz, apelidada de PEC 37/2011, sepultada (claro, há que se policiar a cabeça de onde aquela monstruosidade saiu...).

Votaram também pelo direcionamento de vantagens da exploração do petróleo para a Educação, em 75%. Menos mau.

Há muita coisa pela frente a se rever, antes que o povo brasileiro se considere minimamente satisfeito, todavia.

O direcionamento de recursos para a Educação não saneia o processo da corrupção instalada alí, de longa data. Nem transforma as prestadores de serviços à Educação (fornecimento de bens, por exemplo) em primor de qualidade e eficiência.

O abandono da PEC 37 por si só não coroa o trabalho insano que nossos representantes do MP têm desempenhado ao longo dos anos, com entraves seguidos, provocados seja por parlamentares, seja por magistrados descompromissados (ou vocês acham mesmo que é coincidência os processos contra gente importante do colarinho branco praticamente sempre passarem anos para serem terminados?).

Os avanços que experimentamos nos últimos dias nada mais são do que pagamento "atraso" da prestação do Estado aos seus cidadãos. E ainda não fecha a conta.

A Saúde está na UTI, a Segurança Pública de modo quase geral ou está de licença, ou está trabalhando para "o outro lado" (os corruptos) ou é incapaz de conter a criminalidade, seja pela ineficiência do contingente, seja pela obsolescência dos meios, de maneira quase geral.

O transporte público é uma lástima, eu diria em 95% do universo sob análise. Nossas estradas de modo quase geral são um arraso, parecem que estiveram sob ataque de guerra - haja buracos, trechos sem manutenção, curvas sem geometria, pontes improvisadas...

Isso, naturalmente, sem contar as "moscas" que precisamos afastar da "sopa", lá no Planalto...

É... prevejo um longo período de manifestações... espero que o governo saiba MESMO o que estão fazendo... O mundo está esperando...

Brasil, achei demais essa cara com que você acordou!!!! Parece mesmo "brabo"!!! Te amo, Pátria amada!


segunda-feira, 24 de junho de 2013

NO OLHO DO FURACÃO

Amanhece mais uma semana, vinte e quatro de Junho, algumas manifestações aqui e acolá, e providências relacionais do Executivo nacional são comentadas.

Nossa presidente, Sra. Dilma Vana Rousseff, se reunira com representantes do movimento Passe Livre (MPL), na sequência reuniu administradores dos vinte e sete estados, mais prefeitos de algumas cidades brasileiras.

Referiu a digna mandatária que convocará um plebiscito com foco na reforma política no país. Claro, todos sabem o que precisa ser feito. O complicado vai ser a turma política (leia-se... os representantes no Congresso e seus representados - QUE NÃO SÃO o povo brasileiro, diga-se de passagem... no máximo representam "alguns" brasileiros) deixar passar alguma coisa que lhes diminua a voracidade pelo poder, a ganância pelo dinheiro público, a redução de postos... enfim...

Juntamente com o dito cujo "plebiscito", a Sra. Rousseff anunciou um pacto com cinco ítens principais:

1 - pacto por responsabilidade fiscal nos governos federal, estaduais e municipais;

2 - pacto por reforma política, incluindo um plebiscito popular sobre o assunto e a inclusão da corrupção como crime hediondo;

3 - pacto pela saúde: "importação" de médicos estrangeiros para trabalhar nas zonas interioranas do país. A presidente anunciou ainda novas vagas de graduação em cursos de medicina e novas vagas de residência médica;

4 - pacto no transporte público: a presidente afirmou que o país precisa dar um "salto de qualidade no transporte públicos nas grandes cidades", com mais metrôs, VLTs e corredores de ônibus;

5 - pacto na educação pública: pediu mais recursos para a educação. A presidente voltou a falar que é necessário que o Congresso aprove a destinação de 100% dos "royalties" do petróleo para a educação.

Antevejo dificuldades na consecução dos objetivos acima "colimados". Nada obstante minha distância dos centros do poder, precisamos ponderar o seguinte:

1 - Num clima em que o Congresso está literalmente "babando" para fazer passar a PEC 37, como se fiscalizaria a responsabilidade fiscal de qualquer nível de governo? Isso vai ser combinado com os TCs e assembléias legislativas de cada governo compromissado?

2 - O que se supõe saia de um plebiscito por reforma política? MORALIDADE? HONESTIDADE COM A COISA PÚBLICA? Decência? Respeito ao cidadão?

Ou estaremos falando de enxugamento do pluripartidarismo, para representações menos "pro forma" e mais produtivas, politicamente? Será que vamos acabar com imoralidades como "indenizações sem limites" para parlamentares, fixação de jornadas de trabalho para os ilustres representantes, participação OBRIGATÓRIA nos programas de saúde, educação e segurança que aprovam para o povo? Afinal, eles precisam provar as "bençãos" do SUS!

3 - Médicos estrangeiros? Como assim? Nossas faculdades derramam todos os anos profissionais ávidos por exercer seus misteres - o detalhe é que eles precisam ser bem pagos, e municiados de recursos materiais e técnicos para atenderem nossa gente. Trazer gente de fora, além de nos custar dinheiro (confiram como seria essa "importação"!), não nos assegura qualidade, e desrespeita nossos profissionais. Além do mais... será que os "importados" vão querer trabalhar em condições às vezes sub-humanas, pela paga pífia que lhes chegará, após os desvios de praxe dos recursos da Saúde?

4 - O transporte público... a maioria das soluções que temos atualmente está em mãos da iniciativa privada, que já se acostumou com as "tetas" públicas, a ponto de empresas da cidade de São Paulo que não têm sequer UM BUSÃO (lí isso no sábado) receberem repasses milionários do município... Como é que vai ser?
E os trens? Muitos trechos sucateados (vide o interior do estado de São Paulo - dá pena as linhas, estações e veículos sucateados!). E as hidrovias, que foram objeto de atenção ano passado, e até agora... o que temos mesmo? Eu encontrei só UM ítem do projeto todo, sendo iniciado...

5 - Royalties do petróleo para a educação - como isso vai se operacionalizar, se a PETROBRÁS está fazendo péssimos negócios (aquela usina lá de Pasadena, é um prejuízo absoluto - inclusive porque é uma unidade de refino com histórico de problemas operacionais recentes, e suspeito tenha um passivo razoável de indenizações trabalhistas... não sei não...). Ora, como uma empresa que está tendo prejuízos poderá distribuir royalties? Ademais, acho que contam com royalties da exploração do petróleo do "pré-sal". Isso ainda não existe! E nossa Educação está na UTI - é só dar uma visitada em meia dúzia de escolas secundárias, para ver a que me refiro.

Desejo sucesso à Sra. Rousseff.... ela vai precisar de muita torcida a favor...

P.S. - vale a pena conferir as ponderações fundamentadas de nosso leitor e também blogueiro (confiram o blog Eleições FC) Vítor S. L. Oliveira). Ele clarifica alguns detalhes sobre o Pacto por Responsabilidade Fiscal, e também o assunto "royalties").

quarta-feira, 19 de junho de 2013

O BRASIL VENCEU... MAS CONTINUA JOGANDO!

Nosso selecionado conseguiu o feito de enfrentar um de nossos azarões, o México, e embora jogasse sem muito brilho, teve o brilho de Neymar, mais uma vez... O guri estava impossível!!!!

Justiça seja feita, dentre outros, Daniel Alves e Davi Luiz também marcaram a página, com excelentes atuações...

Mas isso não foi nada... o "time" nacional continua jogando, levantando questões importantes para nossa gente, diante do mundo. Não por acaso a agência de notícias CNN (www.cnn.com) veio conferir, colheu informações, viram e fotografaram coisas, e concluíram que existem MESMO outros motivos por trás da insatisfação de nossa gente com o "status quo".

Um aborrecimento meu, em paralelo, é que algumas pessoas de respeito estão sofrendo - vez que fazem parte do 'todo' político. Eu sei que para uns poucos que estão lá, no meio da fogueira, o que temos hoje NÃO É O BRASIL que queriam que fosse... enfim...

É como diz o brocardo antigo - "Diz-me com quem andas e te direi quem és." Ou, talvez mais apropriado - "Quem anda com porcos, farelos come."

Eu gostaria mesmo que pelo menos alguns de nossos políticos lessem o que vou escrever agora...

Sabem, Excelências? Essa gente inculta, ignorante, empobrecida (ou nem tanto), que lota as ruas confiou em vocês. E na estupidez da acomodação, têm confiado há mais de vinte (20) anos, desde que o poder foi passado, pelos militares, aos civis.

A cada quatro anos vocês comparecem diante de nós, ocupam espaço nobre que poderia ser preenchido com coisas melhores (aliás as TVs abertas não ajudam em nada - a maior parte do que elas apresentam não tem utilidade alguma, a não ser nos horrorizar, emburrecer e ensinar maus hábitos aos jovens). Vocês prometem segurança, condições de educação, melhoria da saúde... na esteira há promessas de melhores estradas, mais emprego, melhor e mais eficiente transporte, carga tributária menor, mais desenvolvimento...NOTARAM QUANTA COISA, EXCELÊNCIAS?

Nada acontece... O que vemos é o incremento da corrupção, enriquecimento ilícito de parlamentares e apaniguados, o desrespeito à Constituição de forma deslavada, o demérito da Justiça (inclusive esse poder tem sido sobrecarregado exatamente pela inoperância dos senhores, Excelências).

Passam-se os quatro anos, lá vêm vocês novamente. renovam as promessas... e tudo passa... e nossa gente, tal qual um rebanho, bovinamente sacudia a cabeça e lhes concedia novo crédito de confiança... como nossos moradores mais antigos, os índios, nossa gente ignorante (culturamente) vende seu voto por "miçangas" - de planos de auxílio que os deixavam sempre à margem, de mentiras bem contadas, estratagemas contábeis que os endividam, etc. - salvo exceções individuais, que com denôdo e contra todas as expectativas, conseguem atingir seus objetivos.

A Saúde, por exemplo... os Srs., Excelências - que se tratam nos melhores hospitais do Brasil e eventualmente do mundo pagos com os impostos que nossa gente paga... sabem que há pessoas que trabalham, mesmo doentes, porque para marcar uma consulta no SUS (invenção genial do poder dominante!) precisam faltar ao trabalho (perdem ganhos), e terão que esperar até CINCO meses para atendimento? E sabiam também que os médicos que os atendem, por outro lado, recebem valores insignificantes para trabalhar? Os srs. sabiam disso?

SACUDIA. VENDIA. Nossa gente descobriu que vem sendo lesada da maneira mais solerte possível - por quem os afaga, quem os chama da "queridos". Por pessoas sem nenhum respeito pelos eleitores, aliás, pela pessoa humana, que no artigo quinto de nossa Constituição Federal - que vocês juraram fazer cumprir - têm o direito de proteção!!! (eu sei que há exceções honrosas entre os parlamentares/governantes, pelo que já faço esse registro).

É triste que nossa gente tenha precisado chegar às "vias de fato". Me dói saber que gente séria está sendo ferida. Me dói saber que a polícia está enfrentando quem OS QUER VIVENDO MELHOR.

Outra vez um ditado - "quem pariu Mateus que o embale."

Vocês fizeram isso. Criaram um monstro tentacular no Estado, que extrai a força produtiva de nosso povo, e os recursos de nossa Pátria, em benefício de uma oligarquia.

Essa criação acabou por moldar um perigoso adversário - gente que, inculta, quer se defender, mudar, mas nem isso sabem fazer direito, até pela falta de cultura que foram forçados a ter...

RESOLVAM ISSO. O mundo está esperando... Enquanto isso, índices despencam por toda parte...

terça-feira, 18 de junho de 2013

POBREZA DE UM POVO - DESNUDA, EXPOSTA

Vi há alguns minutos duas pessoas junto à Assembléia Legislativa de São Paulo, tentando queimar o lábaro municipal...

Pessoas... quanta ESTUPIDEZ!!! E ao que parece são pessoas jovens, assim como quero crer são os que os incitaram àquele ato de estupidez ímpar.

Estupidez porque isso é violência contra o patrimônio público (que se pretende preservar para o bem da nação). Estupidez porque dá mau exemplo para mentes estreitas. Estupidez porque mostra que não estamos muito distantes de comunidades menos favorecidas, cujo único instrumento de pressão é a depredação.

Estúpido porque presta um desfavor ao movimento reivindicatório...Imaginem o impacto que as imagens ao vivo estão causando, lá fora...

Podem tentar se defender. Não serão acatadas suas ponderações, estou certo, em nenhum foro.

Sabem... isso demonstra mais uma vez o quão incipiente é a educação nesse país. O protesto segue pacífico, mas então surgem esses alienados, cuja vontade maior é aparecerem seus quinze minutinhos de fama... Não temos maturidade, normalmente, nos nossos jovens universitários. O que temos são mentes vazias ou cheias de lixo inútil. E quando exigidas, essas mentes demonstram o quão rasas são.

Torço desesperadamente para que minha gente brasileira amadureça atitudes, e honre uma nação que é maior do que nós, do que nossas picuinhas e idiossincrasias.

Brasil... até que enfim acordou, Pátria amada! Mas tem muito cidadão que não te honra!!!!

MANTENDO O FOCO - QUEM ESTÁ SUFOCANDO O BRASIL

Os brasileiros me têm feito orgulhoso. Após décadas de sofrimento, de contínuo demérito de nossa gente, estamos resgatando os sacrifícios acontecidos durante a ditadura. Explico.

Essa referênciaa 64 não é por causa dos militares, que foram na verdade instrumentos e não exatamente os responsáveis pelo golpe.

Nossa gente está se insurgindo exatamente em favor do que os sacrificados e perseguidos combatiam durante aqueles anos - liberdade de expressão, melhores condições para nossa gente, vida melhor para todos.

Sim, estou orgulhoso dessa turma corajosa que tem se manifestado.

MAS... o foco precisa existir e ser mantido. Nossa indignação é por causa de:

- não termos estrutura de Saúde que atenda nossa gente;

- nossa Educação estar um lixo, em praticamente todos os aspectos;

- a Segurança Pública - salvo raríssimas exceções - ser uma outra carência, aqui e acolá mancomunados com criminosos e grupos de interesse;

- falta de transparência dos órgãos públicos, na hora de gastar os recursos que lhes repassamos, exorbitantes para os bolsos tupiniquins, de modo quase geral;

- barretadas "com nosso chapéu", ao ajudar governos de outras nações, enquanto nossa gente padece;

- desmandos, nepotismos de toda sorte, apaniguados (ao invés de pessoal preparado) em cargos-chave... a lista é grande.

IGUALMENTE, precisamos entender QUEM é responsável pelo "status quo", a saber, quem verdadeiramente está nos sufocando, sacrificando nossa gente, vendendo nossas riquezas, envergonhando o país, são os membros do Legislativo, de modo quase geral. Salvo raríssimas exceções (onde alinho nomes como os de Cristóvam Buarque, Reguffe, Rossoni, e outros poucos) a turma do Congresso tem seguidamente MATADO nossa gente - seja na real acepção da palavra, como aquele senhor da motossera, lá do Norte, seja pouco a pouco, em hospitais estourados e sem condições, vista grossa à criminalidade, descuido com a pessoa humana em todos os aspectos.

São eles que distribuem fartamente os recursos existentes - que deriam assistir nosso povo - por propriedades faraônicas, contas no exterior (vide o Sr. Maluf, e outros), ou ao "molhar" a mão de empreiteiros, prestadores de serviços e quejandos.

D. Dilma Roussef, conquanto represente o Governo, não passa de títere (ela fica de pés e mãos atados por aqueles senhores mestres em conchavos), que o Legislativo PERMITIU que assumisse o poder (quando eles não querem, não deixam - vide o Sr. Collor e sua história, embora eu tenha críticas ao que ele pretendia...).

Não, senhores. Nosso adversário principal NÃO É O EXECUTIVO - embora ele tenha suas diatribes, como por exemplo esse número insano de Ministérios que pouco podem fazer (dependem do Legislativo, em última análise, notam?).

REFORMA DO CONGRESSO JÁ! E estancamento da sangria das "veias" nacionais.

Brasil, Pátria amada... você estava dormindo um sono pesado, hein? Ainda bem que acordou!



segunda-feira, 17 de junho de 2013

MEMORIAL DOS COMEÇOS E SALDOS PARCIAIS DE UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA

Hoje eu estou escrevendo com o coração nas mãos.

Acabei de assistir a um vídeo em que irmãos meus são brutalmente agredidos pelas autoridades de segurança pública, na maior cidade da América do Sul - São Paulo. Claro, sem contar outros centros, menos focados...

Preciso registrar (ainda que triste com isso) que policiais atiraram em pessoas desarmadas, e EM FUGA. Tiros foram disparados inclusive contra pessoas em andares superiores de prédios, QUE NÃO ESTAVAM NA RUA!!!

Espero que isso um dia seja lido no exterior, e também no futuro.

Nosso povo, historicamente, tem sido vítima de opressão. Mesmo nossos "forefathers" portugueses, logo após o "descobrimento" de nossa terra, começaram a explorá-la, escravizar nossos nativos... Ok, era a política de então...

Os séculos foram passando, e logo após a Segunda Guerra mundial nossa nação passou a ter de forma ostensiva a "orientação" de políticos estrangeiros, o que culminou no golpe de 64. Pairava sobre o mundo o fantasma do comunismo contaminante de nações jovens - que não se concretizaria, afinal o capitalismo é muito mais poderoso. Por causa dele (comunismo) fomos "orientados"...

A ditadura então instalada se propunha a (re)colocar a nação nos trilhos e combater tendências totalitárias, etc e tal... A coisa interessante é que não precisavamos de "reorientação", mas enfim... De passagem, cabe lembrar que o Marechal Castelo Branco pretendia devolver o poder aos civis, mas...

Na década de 80 os militares (que por sinal, fizeram um bom trabalho estrutural - se bem que básico, apesar das violências dos bastidores, nem vou comentar isso) repassaram o poder aos civis... Mas o repasse foi discretamente montado por ARENA e MDB (quem não conhece as siglas dá uma pesquisada). E o poder ficou em mãos de uma minoria imoral, corrupta, amigos de privilégios... nossa gente foi sendo pouco a pouco "emburrecida", por um novo padrão educacional ilógico e complicado de se conectar. Assim, coisas que aprendíamos no "ginásio", agora estão ao nosso alcance, a muito esforço, em alguma faculdade... Pra se ter uma idéia, quantos dos egressos do nível médio tiveram noções sólidas de trigonometria? EU TIVE.

"Pari passu" com a degeneração da cultura, nossa gente viu desfilarem sem parar siglas de empresas públicas/autarquias, que foram sendo criadas, outros tantos cabides de apaniguados...

Mais recentemente, vimos uma explosão (literalmente) das instituições, a ponto de a partir de algo em torno de treze (13) ministérios, lá pelos idos de 1960, desembocarmos em 2013 com trinta e nove (39) ministérios ou autarquias com esse status. O Brasil foi começando a marchar cada vez mais pesado, sob o peso de uma Administração Pública inchando cada vez mais... Acontece que para acomodar os apaniguados dos partidos políticos era necessário se criarem mais espaços de poder... Assim, o MEC tradicionalíssimo, se subdividiu em Ministério da Cultura e Ministério da Educação, por exemplo... É só conferir o que aconteceu.

(fiquei até contente quando o Ministério da Defesa aglutinou os ministérios das forças armadas e o da guerra, mas... a animação durou pouco... arranjaram outros ministérios!!!)

Em lugar de um Estado minimalista, que fizesse a estrutura funcionar, passamos a conviver com um paquiderme pesadíssimo e inoperante em muitas áreas... vide a segurança pública, que foi degenerando... a educação, que hoje é um simulacro, ao menos nos níveis mais elementares...

Em paralelo, transbordaram as empresas oportunistas, prontas a assistir o Estado na "reconstrução" do Brasil, como por exemplo as construtoras (ou vocês acham que eles surgiram para fazer ação social?). Prestadores de serviços de toda sorte...

Para nossas estradas? Ah, tinhamos o Ministério dos Transportes, mas... começaram a se instalar as concesssionárias de tráfego, e o resultado é que temos uma malha sofrível (aqui e acolá é ótima, mas não em toda parte!), e pedágios caríssimos, que servem pouco para manutenção das estradas (para que serve o I.P.V.A.?) e mais para enriquecer a poucos...

Nossa gente passou a sofrer MESMO. O Ministério da Saúde está doente, nossos hospitais sucateados, de modo quase geral (até em Brasília, quintal do governo federal!), os transportes estupidamente não dispõem de ferrovias eficientes, de hidrovias estabelecidas (estou com medo de vir por aí o 40o. Ministério!)...

Agora, semana passada, o povo na cidade de São Paulo protestou. Na superfície, um aumentod e R$ 0,20, que no final das contas nem pesará nos bolsos da população em geral (já que vales-transportes são bancados pelas empresas, parcialmente pagos por incentivos sociais).

NA SUPERFÍCIE.

Sob o manto da insatisfação geral há a grita de gente sofrida, humilhada pelos nossos políticos (como condenados posam de gestores de nosso Legislativo?), entregue à própria sorte (vide o Nordeste - precisa de mais exemplos?), massacrados e escarnecidos pela opinião pública do resto do mundo, desmerecidos como pessoas civilizadas...

O QUE REALMENTE PEGA ESTÁ SOB A SUPERFÍCIE.

E essa revolta popular já era de se esperar - por isso o "tragédia anunciada", do título. Acontece que nossos políticos acreditavam em seu poder de emulação, e continuam acreditando (a julgar pelo discurso endossando repressão do Sr. governador de São Paulo).

Estamos numa encruzilhada. Se pararmos agora, NUNCA MAIS nos reerguemos.

Brasil, te amo demais, Pátria amada, e sofro por ti.

sábado, 15 de junho de 2013

POBRES CRIANÇAS!

Pode parece um discurso meio vazio, hoje em dia, no tempo da internet, do Facebook e outras benesses (?) sociais.

Mas insisto em comentar que precisamos investir nas crianças em todos os aspectos, desde a educação sócio/moral que deveria acontecer dentro do lar, como também no aprimoramento do pensamento.

Copiei essa imagem da uma rede social qualquer... para demonstrar um pouco mais enfaticamente ao que estamos fazendo com os pequeninos, de modo geral.

Pessoas, uma criança NÃO TEM que ficar no computador, NÃO PRECISA de um smartphone, não tem que ter agenda!!!!

Ao invés, uma criança TEM que estar sendo cuidada, PRECISA de orientação e balizamentos, tem que ter tempo e condições mínimas para brincar. Para ser criança.

Há algumas semanas soube de uma mãe aqui na cidade de Umuarama, que dera um "tablet" para sua filha de dois aninhos. Justificou-se de que a criança ficaria com "ciúme" da filha mais velha, de onze anos, ganhar um, então comprou um para cada.

Naturalmente o tablet da pequenina imediatamente se estragou. Ainda bem. Tomara que algum juízo ainda renasça na cabecinha limitada da mammy...

A alguns anos atrás, ao conhecer uma família norte-americana, conheci também seus filhos, dentre eles um casal (me refiro a UM DE CADA GÊNERO, com essa palavra) de gêmeos, com idade de 5 aninhos... Pois bem, eles não assistiam programação ao vivo na TV, nem acessavam computadores. Brincavam de gangorra, balanço, jogos lúdicos como quebra-cabeças, e assistiam desenhos que os pais recomendavam (DVDs adquiridos/locados), ou programas educativos, para o nível deles.

Eu sei que a batalha está praticamente perdida, mas nunca me calarei, pelo direito de as crianças SEREM CRIANÇAS, viverem suas infâncias.

Hoje em dia o que temos são pequeninos amontoados em creches, cuidados por pessoas que, por mais eficientes/preparadas/amorosas que sejam NÃO SUBSTITUEM PAI E MÃE... os guris não sabem o que é bola de gude, as meninas precariamente conhecem bonecas com aspecto comum - a Barbie NÃO TEM aspecto comum - parece uma modelo, prestes a entrar na passarela... Soltar pipa? Ah, mas o que é isso? Brincar de esconde-esconde? Como é que é?

Aliás, falando sobre a "Barbie"... meninos e meninas estão sendo literalmente empurrados para o mundo dos adultos - há moda adulta sendo adaptada para os pequeninos, e então vemos menininhas lindas vestindo roupas colantes, que mostram claramente seus corpinhso em formação, usando sapatos de salto alto(?), maquilagem... tendo "dia de salão" no aniversário... gurizinhos sendo apresentados ao mundo perverso dos homens adultos, onde curtir um pega é o máximo, onde ter uma arma é um sonho... e, claro, todos estão sujeitos ao conteúdo pervertido de nossas programações televisivas (notaram que as "programetes" - sempre aparecem com roupinhas mínimas, sensualíssimas? Isso sem contar com os conteúdos impróprios da Internet, que são praticamente impossíveis de se manter longe dos guris (não há mecanismos que evitem, vamos ser honestos!).

Há uns tres dias vi um programa em TV pretensamente educativa, em que um menino tinha suas unhas pintadas - observem, UM MENINO. Não tenho nada contra modismos, mas se isso não for um empurrão rumo à androginia, não sei mais o que possa ser...

O cruel é que esses meninos e meninas, uma vez adultos, não terão conteúdo moral ou social algum a transmitir a suas futuras gerações, ou os terão corrompidos ou distorcidos... e, no caminho, ainda há o risco desses "homenzinhos" e "mulherzinhas" em que se estão tornando as crianças, servirem de pasto para todo tipo de pervertido, de que nossa sociedade está cheia, infelizmente...

É... o sábado está meio tempestuoso, em minha mente...

sexta-feira, 14 de junho de 2013

NADA DE NOVO NO FRONT...

E o julgamento (júri popular), do ex-deputado estadual Carli Filho foi adiado outra vez... alguém duvidava de que seria assim?

A PETROBRÁS está com uma dívida de mais de SETE bilhões de reais, com a receita federal... ISSO FOI SURPREENDENTE.

Mais ainda será quando o preço dos combustíveis subir, por falta de distribuição.

Mas... como explicar que uma estatal de sucesso fique devendo essa nota preta? Afinal de contas, a petrolífera nacional tem uma história de lucros abundantes, distribuições de bonuses, altos salários de seus administradores... O que aconteceu? Com a palavra os responsáveis pelo "pepino".

Sobre o regime semi-aberto de apenamento, que temos no Brasil, descobri duas coisas interessantíssimas - os apenados nessa condição se libera para sair para o TRABALHO, mas um contingente imenso NÃO TEM EMPREGO. E agora? Ninguém fiscaliza essa encrenca? Como a gente pode dizer que o Brasil é um país sério, e/ou que seus administradores o sejam?

A segunda coisa interessante é que o Brasil é o ÚNICO país a adotar essa gradação de pena - semi-aberto (eu diria semi-fechado, e não é a mesma coisa, do ponto de vista da voluntariedade do ato).

A Copa das Confederações começa amanhã.

Puxa, eu entendo e até apoio os protestos que pipocam por toda parte, mas porque ninguém protesta porque a turma gastou recursos da Saúde, Segurança, etc e tal? Ou então, porque ninguém protesta pela precariedade da própria Saúde, ou do aparato de Segurança que temos? Ou pela Educação?  Porque ninguém protesta pela redução de salário que os sofridos professores do Piauí tomaram pela goela abaixo? Sabem... começo a pensar que há mais baderneiros do que cabeças que reivindicam... Será?

Alguém notou que faltava um ator negro numa novela qualquer aí, e o autor inseriu um personagem de pele escura (por sinal uma atriz lindíssima). Gente, que hipocrisia. O preconceito racial não está na discriminação em si, mas nas atitudes da sociedade QUE DISCRIMINAM - aí sim...

O Maracanã não está totalmente pronto - claro! Ou alguém supunha que as empreiteiras fossem cumprir prazo? Não tenho registro de povo mais impontual que nós, brasileiros, de modo geral, especialmente se essa impontualidade se traduz em MAIS dinheiro.

Aquele deputado de idéias dignas da

quinta-feira, 13 de junho de 2013

O CINZA, ENTRE O PRETO E O BRANCO...

Quinta-feira ensolarada, de frio nem sinal (noroeste do Paraná)...

Me deparo com a novidade abaixo, da pena (excelente!) do Josias de Souza, no "UOL":

http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2013/06/13/presidente-da-camara-apoia-projeto-de-lei-que-flexibiliza-ficha-limpa-ja-para-eleicao-de-2014

A turma está preocupada com a possibilidade de a Lei ser aplicada em prejuízo de quem meramente (?) tenha contas rejeitadas  pelos tribunais de contas. Ora, ora, ora... gente que deveria se preocupar em fazer o trabalho "de casa", está se preocupando com as consequências de suas diatribes...

O presidente da Camara, deputado Henrique Alves, vem com o "nhem-nhem-nhem"de que os deputados querem também ser reeleitos, e precisam "atender demandas" (leia-se assistencialismo eleitoreiro, o que mais poderia ser?)

Notem a sutileza de elefante... "Nós queremos a reeleição da Dilma, mas todos nós queremos nos reeleger também”, resumiu Henrique. “Então, é hora de atender às demandas.”

A motivação da grita é meramente eleitoreira, NINGUÉM está nem aí com o eleitorado, porque só correm para fazer algo por ele, quando o fogo sobe por baixo da frigideira.

Pondera que entre o "branco" e o "preto", da forma objetiva de decidir da Presidente Dilma, está faltando o "cinza".

Pois então, Sr. deputado, vamos aqui "destrinchar o pato".

A Lei da Ficha Limpa (L.C. 135/2010) pode até ter contornos exagerados, mas isso aconteceu (observem, senhoras e senhores, ela foi aprovada por UNANIMIDADE, em maio de 2010) devido exatamente aos absurdos que eram (e ainda são...) cometidos pelo Executivo brasileiros, em seus diversos escalões. Se é draconiana, o é por unanimidade daquele Congresso de 2010. A absorção de modificações lenientes nada mais será do que retrocesso, no processo de transparência e seriedade com a coisa pública que se pretendeu incrementar, a partir dali.

Os Srs. deputados (e senadores também) deviam se incomodar com suas emendas, etc e tal, DURANTE o mandato, e não somente no ano que antecede as eleições. A bem da equidade, preciso pontuar que ALGUNS agem assim, mas são minoria. Garantia de reeleição, Sr. deputado, é um trabalho bem feito, não emendas derramando açodadas verbas no último ano de mandato - o que ensejará muito oportunismo e desvios de recursos, podem ter certeza!

O "cinza", Excelência, que o Sr. referiu ser necessário, na verdade é o limbo entre o certo e o errado, o justo e o injusto, o decente e o indecente. O QUE MESMO O SR. QUER que exista?

Essa coisa nojenta, que negocia com a desonestidade de nossos políticos e seus amigos empresários... essa imoralidade que atribui cargos públicos a apaniguados sem preparo, só para manter representação partidária, esse retalhar de poder, em nome de equilíbrio de forças/tendências - ISTO É O CINZA.

Mas nossa gente está acordando, ainda que de modo meio atabalhoado. E quando acordarem, SENHORES, vocês não vão dormir sossegados mais, nunca mais.

Brasil, Pátria amada, como teus homens públicos podem ser assim tão descuidados, a ponto de demonstrar suas reais intenções, em meio a um discurso em favor de "compreensão"? Te amo, Brasil, mas não compactuo com isso!




terça-feira, 11 de junho de 2013

OPERADORAS DE CELULAR - UM ROUBO CONSENTIDO

Bom dia, irmãos e irmãs...

Algum de vocês já teve a surpresa de, ao utilizar o celular, descobrir que os créditos até então disponíveis "expiraram"?

Observem, nós pagamos por eles. SÃO NOSSA PROPRIEDADE, a partir da tradição, como diz o Código Civil.

Nada obstante, ao final de algum prazo, nos é sequestrado o bem adquirido (no caso, os créditos).

Imaginem se as gigantes de eletroeletronicos aderissem à moda... você compra um TV último tipo, para assistir à Copa das Confederações (agh, estamos sendo roubados aí também), e quando a Copa termina, aparece na tela da "tevezona" - "O prazo de utilização desse aparelho expirou. Por favor adquira mais prazo, na loja mais perto de você, para continuar usando nossa tecnologia de ponta."

Tentaram construir o quadro? NÃO LHES PARECE RIDÍCULO?

Mas é exatamente isso que acontece, TODOS OS DIAS, pelo Brasil afora... e nós ainda somos gratos a eles por nos "cederem" seus créditos!!!!!!

Um exemplo absurdo... minha sogra quase não utiliza seu celular, somente para chamadas importantes. Ora, ela está com 75 anos. Não há muitos temas palpitantes para usar créditos, quando mais bônuses!!!!

Bem, a coisa engraçada é que ela já entregou seu sofrido dinheirinho (aposentadoria, já se vê), o crédito dela está em RS 39,51, e ela deve perder o direito de utilizá-los dentro de uns 10 dias!!!!!

Ela praticamente só faz chamadas para a mesma operadora (a família assim o fez, exatamente para conter gastos), e cada ligação lhe custa R$ 0,25, sem limite de tempo (como se isso fosse a maior das benesses do mundo!). E torpedos (que ela não sabe utilizar, diga-se de passagem, putz, afinal ela já passou do ponto de ficar trocando mensagenzinhas inúteis, concordam?) cada um a R$ 0,50 (para seus contatos).

Para consumir os créditos em vigor, ela precisaria realizar nada mais, nada menos do que 158 (CENTO E CINQUENTA E OITO) chamadas, para seus familiares, dentro de DEZ DIAS! Algo assim como dezesseis chamadas por dia! PODE UMA COISA DESSAS? Ou enviar 79 (SETENTA E NOVE) torpedos para seus contatos, ao longo do período (10 dias, mais ou menos), variando destinatário.

Putz, ela adquiriu os créditos. Isso é apropriação indébita, do que porventura não for utilizado.

Já estive conversando com o MP a respeito. Aparentemente o prazo para expiração é de 90 (noventa dias), e estavam pretendendo elastecer para 180, segundo informes que colhi no site da ANATEL. De passagem, é um aranhol terrível o dito cujo site - tem informação demais (acredito que muitas desimportantes), e a gente se perde, ao procurar algo específico.

E, embora não entenda como um bem adquirido possa  ficar indisponível, por mera vontade do vendedor, acho que cento e oitenta dias é um prazo razoável... Vamos ver...

Brasil... tua gente não se preocupa se estar sendo furtada, desde que exista Carnaval, futebol e BBB... estranho povo!!!! Mas eu te amo, Pátria amada!

domingo, 9 de junho de 2013

TIPINHOS DE NOSSOS CURSOS SUPERIORES

Domingão, temperatura muito amena, um sol maravilhoso no zênite... Passeando pelo site da MSN, me deparo com essa graça de notícia...

http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/alunos-pulam-grade-fazem-pancad%C3%A3o-dentro-da-puc-e-tiram-sono-de-perdizes

Algumas pessoas insistem em crer que há uma conspiração global, no sentido de se esvaziarem as instituições (processo BEM AVANÇADO no Brasil), de se deteriorar a moral social (idem), para que, na voragem do processo surja uma "nova ordem", com atributos que o escritor H. G. Wells brilhantemente vaticinara, com sua obra imortal "1984". Ele só achou que a coisa era para logo... errou por quase tres décadas, a contar pelo desenrolar das coisas, na atualidade.

Conspiração ou não, como vamos explicar que acadêmicos de afamada universidade, como é a PUC-SP, supostamente a "nata da nata", de alguma maneira, ignorem de forma tão escandalosa preceitos essenciais de vida em sociedade? Como não rotular de delinquentes pessoas que literalmente invadem um espaço cerrado, para dar vazão à adrenalina?

O aparato de segurança, escasso (o que se proteger numa universidade?), mantido prudentemente longe dos "festeiros", em nome do politicamente correto, ainda são escarnecidos pelos frequentadores... respeito que é bom ninguém tem, já se vê.

E como se não bastasse a mera balbúrdia, o registro é de que rolam bebidas alcoólicas e drogas ilícitas (já nem falamos mais de cigarro - afinal, fuma quem é ignorante de pai e mãe, já que está se condenando à morte e tentando levar consigo seus círculos de relacionamento...). Então, além de termos a perturbação da ordem pública - algo que com toda a certeza esses meliantes vão querer exigir em seu proveito, mais dia, menos dia, temos também crime de tráfico, já que não se supõe que na PUC se cultivem maconha nem coca.

Claro, sem contar que, embora dito que ao final da baderna os festeiros vão de carona pra casa, com toda a certeza alguns ébrios sairão do local pilotando suas "armas" (leia-se 'carro na mão de bebados'). Outro ilícito penalizável.

Não estou incitando a nada, vejam bem. Mas dada a relativa facilidade com que armas circulam em nossa sociedade, é uma questão de tempo para que "pipocos" aconteçam naqueles eventos, e vidas jovens sejam enviadas para o além, ou tenham suas vidas comprometidas. É ISSO MESMO QUE QUEREMOS PARA NOSSAS GERAÇÕES?

Isso naturalmente sem se falar de meninas estupradas, da propagação de DST... acham que eu estou exagerando?

Voltemos à conspiração. SE a coisa existe, não faz sentido isso? Sim, porque esses jovens de vidas vazias e sem sentido - se tivessem algum, estariam buscando aperfeiçoamento, ao invés de subversão da ordem, ou ao menos lazer que não perturbasse os outros - uma vez formados, darão por sua vez suas experiências a futuras gerações, e num "spinning" doido, a coisa irá se agravando...

Acadêmicos? Universitários? Agh... o que eu vejo, em sua imensa maioria são pessoas com vidas desgovernadas, apaniguados por pais descompromissados e/ou impotentes, o lastro da inversão social que nos levará direto ao ambiente de "Mad Max" (Mel Gibson, soberbo...).E ainda tem gente que acha isso normal!!!!

Algum idiota há de ponderar que, nos tempos de minha juventude isso também acontecia. Pois bem, me apontem UM SÓ caso semelhante, ocorrido há duas décadas, e eu me penitencio. Não, nossa juventude, conquanto portadora de índices de adrenalina semelhantes, SABIA SE COMPORTAR. Éramos civilizados.

Hoje em dia, em que pais não educam seus filhos, psicólogos pregam o "liberou geral", a polícia ou não tem poder de coerção ou é corrupta, instituições sérias como a Igreja (e suas ramificações) estão sendo enxovalhadas ou por seus líderes ou por apóstolos do desastre... em que se discute hábitos sexuais de crianças de 2 a 6 anos (!!!!!), a juventude está à deriva. Perdidos totalmente, morrem em seus excessos, matam por um par de tênis ou por uma olhada infeliz de um rival amoroso... e ainda se acham dignos de compreensão! Preciso lembrar que para infratores há a LEI? Ops... esqueci que nem os legisladores obedecem à Lei* ... estamos fritos mesmo...

Pessoas, relembro aqui - se não puderem ou não souberem educar filhos, para que sejam pessoas, no futuro, NÃO TENHAM FILHOS. Façam ao menos esse favor à sociedade. Talvez ela resista mais um século...

Brasil... onde não há podridão em ti, Pátria amada?

*acreditam que há priscas eras, li de um político que "as lei são como as mulheres - precisam ser violadas para frutificarem." Com um pensamento desses, não admira a "zona" nacional.

sábado, 8 de junho de 2013

GASTOS TORNADOS SIGILOSOS, E OUTRAS BOBAGENS DILAPIDANTES

Estive durante muito tempo pensando sobre mais essa "pérola" política - a saber, os gastos do Executivo com viagens passam a ser sigilosos, podendo ser tornados públicos ao final do mandato do titular. Já não é coisa recente, mas estive pensando muito mesmo a respeito, por isso o relativo atraso em comentar.

 http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2013/06/1291998-dados-sobre-viagens-de-dilma-serao-tratados-como-sigilosos.shtml

Ponderei bastante, porque imaginei que houvesse alguma intenção séria mesmo, por trás da medida, e quis entender o caso. Me pareceu muito pequeno, rasteiro mesmo, que os tais gastos fossem ocultos por ordem superior.

Descobri que HOUVE MESMO, uma intenção séria. Intenção de conceder a todos os brasileiros - curtidores de bundas carnavalescas, beijaços de paradas gay, partidinhas de futebol - mais um certificado de tolos - isto é, que não somos digno de saber minimamente como o governo usa os recursos que tem disponíveis.

Assim, onde a Sra. presidente e sua corte forem, hospedem-se onde for, comam o que escolherem, nós, os ignorantes, estúpidos, papalvos em sua maioria, que é quem paga a conta, estaremos proibidos de conhecer o tamanho da conta, E SE TAL CONTA EXISTIU.

Não é de se admirar isso acontecendo numa nação que está cada vez mais acentuadamente virando à esquerda, rumo a um totalitarismo moderníssimo, tocado a corrupção e manipulação de massa.

O que me causa mesmo muita surpresa é observar que os arquitetos dessas medidas achem que a coisa vai funcionar!!!!!

Vejam, meus amigos... Se há justificativa, não há porque ocultar. Os propalados R$ 324.000,00 aproximadamente, gastos na viagem da presidente e seu séquito na viagem a Roma, para a entronização do Sumo Pontífice, são uma "merreca" comparados aos gastos - por exemplo - com uma viagem qualquer, ao exterior, do presidente Barack Obama, tenho certeza. Não creio que menos de um milhão de dólares seja expendido a cada compromisso no exterior, daquele governante. Acontece que há aparato de segurança, adequação de ambientes, etc e tal... Enfim, HÁ JUSTIFICATIVA, entendem? Não é um americano qualquer, é o presidente da República mais poderosa do mundo, ora. E o homem, normalmente, se hospeda em propriedades americanas (pelo que me lembre), quando possível... quanta diferença...

Ora, se D. Dilma, ao viajar ao exterior, justifica seus gastos, ainda que de forma corriqueira, PROBLEMA RESOLVIDO. Como mandatária do Brasil, uma das mais importantes nações da terra, igualmente, ELA PODE. Só não pode fazer duzentos milhões de pessoas de otários.

Porque, vejam... onde ela for, num hotel, num restaurante, carros que ela locar, etc e tal... acham mesmo que não saberemos? Pessoas, graças à globalização total que se avizinha, tudo é mensurável, senhores planejadores do Planalto.

Com a medida, que dizem é calcada em lei (QUAL?) o Planalto tão somente atiçou nossas suspeitas de malversação do dinheiro público, SIMPLES ASSIM.

E, francamente, Sra. Presidente... trocar o Pallazzo Pamphilj (a custo de manutenção) por um hotel (a custo de lucratividade de alguém), por melhor que seja, é um disparate sem tamanho. Pelas barbas do profeta!!!!!

De lembrar que até quem não merece MESMO, ficou hospedada lá!!!! Mas isso... procurem saber quem ficou no "quarto vermelho" da embaixada brasileira, não faz muito tempo!!!!!

Brasil... meu consolo é que os planejadores de tua desgraça TAMBÉM NÃO FREQUENTARAM BOAS ESCOLAS...


quinta-feira, 6 de junho de 2013

EDUCAÇÃO NO BRASIL - UM CASO PERDIDO PARA ESSA DÉCADA?

Leio, surpreendido, na manhã dessa quinta, seis de junho, que o Brasil vai estar financiando melhoria do ensino superior na África!

http://www1.folha.uol.com.br/educacao/2013/06/1290566-brasil-financiara-melhoria-de-ensino-superior-na-africa.shtml

Meus caros leitores, não me aborrece absolutamente estender a benesse do aperfeiçoamento a irmãos do continente africano, sejam quais forem os países. Sei que ao longo de séculos aquelas populações só foram exploradas à exaustão, seja de recursos materiais, seja da própria vida, vendidos muitos povos que foram para a escravidão, primeiro sob égide européia, seja em rápida sequência pelos colonizadores do assim chamado "novo mundo".

Não. Não me oponho à medida.

O que me causa espécie é que nós NEM TEMOS tanto desenvolvimento assim em nossa terra, em termos educacionais, para exportar recursos e recipientes de cultura!!!!!

Continua em alta a reclamatória de que muitos postos de trabalho/pesquisa no Brasil são preenchidos, aqui e alí, por eruditos de outros países, notadamente EUA e Europa Ocidental. Nossas universidades públicas - salvo exceções notáveis - continuam depauperadas em seus recursos de pesquisa, instalações e lentes para orientação dos formandos, que continuam em sua maioria saindo às hordas dos cursos superiores, sem nenhum ânimo em prosseguirem em suas carreiras, por falta de estímulo salarial ou por estreitamento do quadro de vagas disponíveis, pela referenciada "importação" de cérebros. Claro, há também a opressora carga tributária sobre as empresas, o que em muito as inibe quanto a abrirem novas frentes profissionais.

Quanto ao nosso sistema de ensino médio, é um arremedo em todos os horizontes (mesmo algumas instituições privadas) em que uns fingem que ensinam, outros fingem que aprendem, para depois se esfalfarem em "cursinhos", e tentarem aprovação mínima, para trabalhos de nível técnico ou de execução.

O que se dizer do ensino fundamental? Professores acuados por alunos cada dia mais selvagens (isso mesmo, selvagens, porque não são domesticados em casa, uma rotulação tão triste quanto verdadeira), estruturas físicas em processo de ruína por todo o território nacional (de modo quase geral)...

A coisa prosaica é que os recursos têm sido destinados! Nem tão atual assim, mas informe fidedigno nos informa isso:

 http://redeglobo.globo.com/globoeducacao/noticia/2012/08/orcamento-para-educacao-cresceu-mas-precisa-de-gerenciamento-eficaz.html

Mas então... o que está sem remédio... vamos deixar pra lá, pra ajudar nossos irmãos africanos?

Me parece uma alienação trágica... Estamos tentando vestir um despido há séculos, mas não costuramos a roupagem de um roto de menos de CEM ANOS!

Brasil... quando teremos mesmo administradores comprometidos contigo, Pátria amada?

QUANDO A INTELIGÊNCIA ENCONTRA A ALIENAÇÃO

Com muito prazer republico um texto profundíssimo, que pode divertir, e vai trazer muita luz, sobre o momento político que vivemos. É ...