POBRES CRIANÇAS!

Pode parece um discurso meio vazio, hoje em dia, no tempo da internet, do Facebook e outras benesses (?) sociais.

Mas insisto em comentar que precisamos investir nas crianças em todos os aspectos, desde a educação sócio/moral que deveria acontecer dentro do lar, como também no aprimoramento do pensamento.

Copiei essa imagem da uma rede social qualquer... para demonstrar um pouco mais enfaticamente ao que estamos fazendo com os pequeninos, de modo geral.

Pessoas, uma criança NÃO TEM que ficar no computador, NÃO PRECISA de um smartphone, não tem que ter agenda!!!!

Ao invés, uma criança TEM que estar sendo cuidada, PRECISA de orientação e balizamentos, tem que ter tempo e condições mínimas para brincar. Para ser criança.

Há algumas semanas soube de uma mãe aqui na cidade de Umuarama, que dera um "tablet" para sua filha de dois aninhos. Justificou-se de que a criança ficaria com "ciúme" da filha mais velha, de onze anos, ganhar um, então comprou um para cada.

Naturalmente o tablet da pequenina imediatamente se estragou. Ainda bem. Tomara que algum juízo ainda renasça na cabecinha limitada da mammy...

A alguns anos atrás, ao conhecer uma família norte-americana, conheci também seus filhos, dentre eles um casal (me refiro a UM DE CADA GÊNERO, com essa palavra) de gêmeos, com idade de 5 aninhos... Pois bem, eles não assistiam programação ao vivo na TV, nem acessavam computadores. Brincavam de gangorra, balanço, jogos lúdicos como quebra-cabeças, e assistiam desenhos que os pais recomendavam (DVDs adquiridos/locados), ou programas educativos, para o nível deles.

Eu sei que a batalha está praticamente perdida, mas nunca me calarei, pelo direito de as crianças SEREM CRIANÇAS, viverem suas infâncias.

Hoje em dia o que temos são pequeninos amontoados em creches, cuidados por pessoas que, por mais eficientes/preparadas/amorosas que sejam NÃO SUBSTITUEM PAI E MÃE... os guris não sabem o que é bola de gude, as meninas precariamente conhecem bonecas com aspecto comum - a Barbie NÃO TEM aspecto comum - parece uma modelo, prestes a entrar na passarela... Soltar pipa? Ah, mas o que é isso? Brincar de esconde-esconde? Como é que é?

Aliás, falando sobre a "Barbie"... meninos e meninas estão sendo literalmente empurrados para o mundo dos adultos - há moda adulta sendo adaptada para os pequeninos, e então vemos menininhas lindas vestindo roupas colantes, que mostram claramente seus corpinhso em formação, usando sapatos de salto alto(?), maquilagem... tendo "dia de salão" no aniversário... gurizinhos sendo apresentados ao mundo perverso dos homens adultos, onde curtir um pega é o máximo, onde ter uma arma é um sonho... e, claro, todos estão sujeitos ao conteúdo pervertido de nossas programações televisivas (notaram que as "programetes" - sempre aparecem com roupinhas mínimas, sensualíssimas? Isso sem contar com os conteúdos impróprios da Internet, que são praticamente impossíveis de se manter longe dos guris (não há mecanismos que evitem, vamos ser honestos!).

Há uns tres dias vi um programa em TV pretensamente educativa, em que um menino tinha suas unhas pintadas - observem, UM MENINO. Não tenho nada contra modismos, mas se isso não for um empurrão rumo à androginia, não sei mais o que possa ser...

O cruel é que esses meninos e meninas, uma vez adultos, não terão conteúdo moral ou social algum a transmitir a suas futuras gerações, ou os terão corrompidos ou distorcidos... e, no caminho, ainda há o risco desses "homenzinhos" e "mulherzinhas" em que se estão tornando as crianças, servirem de pasto para todo tipo de pervertido, de que nossa sociedade está cheia, infelizmente...

É... o sábado está meio tempestuoso, em minha mente...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESCOLAS DE DELINQUENTES

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...