quarta-feira, 24 de julho de 2013

MINISTÉRIOS PARA TODOS OS GOSTOS = FALTA DE ORGANIZAÇÃO

Muito se tem falado e escrito a respeito da abundância de ministérios componentes do governo brasileiro. Na marca extraordinária de trinta e nove (39) pastas, entre rótulos de ministério e secretarias, vale a pena alguma reflexão a respeito.

Algumas comparações se fazem imperiosas. Na Alemanha, temos quatorze (14) ministérios. Na nação pretensamente mais poderosa da terra, Estados Unidos, o número chega a quinze (15). E mesmo comparando com países da América Latina, nós alcançamos número recorde.

A questão que salta aos olhos é - como os países mais desenvolvidos têm tão poucos ministérios, em comparação com o Brasil?

Os lorpas e pascácios hão de ponderar que um país emergente, com a pujança do Brasil, necessita de setorizações no aparelho estatal, para promover de forma mais coerente o desabrochar nacional.

Enganam-se. Assim como vai laborar em erro quem atribuir à escalada desenvolvimentista o número generoso de ministérios.

O que temos na verdade, é o retalhamento do aparelho de governo, para facilitar a acomodação da classe política. Dessa maneira, no afã de apaziguar a sanha de poder dos "senhores da terra " brasileira, essa abundância insana foi acontecendo,  segmentando as alçadas decisórias, criando novos feudos, e consequentemente incrementando as despesas do Estado brasileiro.

Imaginem, senhoras e senhores, a evolução dos quadros de servidores, a demanda por novas instalações físicas, despesas de mobiliário...

Considerem, igualmente, o contraponto, isto é, se isso fosse revertido. Ponderem se há finalidade em existir uma "Casa Civil da Presidência da República" e em paralelo uma "Secretaria Geral da Presidência da República".

Outro exemplo? Que tal se os ministérios "Das Cidades" e do "Desenvolvimento Social e Combate à Fome" fossem reunidos num só organismo?

Dois resultados aconteceriam, de imediato - nosso ministério deixaria de ser motivo de piada mundo afora, e processos de desenvolvimento de condições sociais seriam agilizados, sob uma mesma batuta.

Um punhado de outras fusões certamente será possível. É só matéria de raciocínio lógico.

Torço ardentemente para que o quadragésimo ministério não emerja. Teríamos uma comparação irresistível e desconfortável com um outro grupo de quarenta.

Brasil... onde os homens que deveriam ser sérios são só  gananciosos, e ávidos de poder... como você consegue sobreviver, Pátria amada? Mas eu te amo mesmo assim...




Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUANDO A INTELIGÊNCIA ENCONTRA A ALIENAÇÃO

Com muito prazer republico um texto profundíssimo, que pode divertir, e vai trazer muita luz, sobre o momento político que vivemos. É ...