segunda-feira, 26 de agosto de 2013

NO QUE DÁ A FALTA DE SEGURANÇA E DE BOM SENSO

A censura tem se intensificado a cada dia, na mídia. Vamos ver como isso aqui vai ser tratado...
Jornais e sites de nossa terra estão com peneiras ainda mais finas, para filtrar comentários de leitores. Dizem estar seguindo exemplo semelhante de outros jornais pelo mundo.
Interessante... exatamente quando nossa gente resolve se pronunciar a respeito das coisas... as mordaças são retiradas da prateleira... Esse é o tal de mundo "pós-moderno" (queria encontrar quem cunhou essa denominação, para lhe dar uma reprimenta - estamos na verdade retrocedendo socialmente, em nome de "pos-modernismo!).
Como não pude comentar "in site", preciso dizer que a negativa da Qatar Airways em permtir que uma estudante universitária brasileira - Thais Buratto da Silva, viajasse ontem, 25.08, sob a alegação de que comentário sobre terrorismo fora pronunciado (pelo pai da moça) é algo simplesmente ABOMINÁVEL, próprio talvez dos tempos do macartismo americano, A moça NÃO TEM antecedentes de reacionária, se dispõs a viajar SEM BAGAGEM, e ainda assim foi impedida!
Ah, não tentem me dizer que alguém ficou com medo de uma universitária! Não tentem me dizer que a USP pagou passagens (R$ 6.030,00) para uma terrorista ir assombrar Bali. ISSO NÃO DESCE.
Mas uma constatação subjacente acontece aqui. Notem, pela notícia, dada pelo jornal "Folha de São Paulo", que quem a impediu de viajar foi a companhia, não propriamente o aparato de segurança, que com certeza deve existir, no dito cujo aeroporto da Cumbica.
Isso não é coisa para uma empresa privada. Teria necessariamente o conhecimento do aparato de segurança do lugar. Ora, e se é uma questão de segurança, é caso das autoridades, não de executivos ou outros borra-botas se meterem a agentes de segurança.  Um outro sinal "amarelo" no painel geral, de que TEREMOS problemas acontecendo e se multiplicando na área, brevemente, especialmente nas demandas da mal-comentada Copa do Mundo no Brasil, e para os jogos olímpicos, a acontecer daqui a tres anos, em solo brasileiro. Espero que isso sirva de alerta para as autoridades, para aparelharem melhor nossos aeroportos, e lá colocarem pessoas INTELIGENTES e TREINADAS para lidar com essas nuances humanas...
De qualquer modo, os funcionários da empresa aérea foram de uma falta de senso extraordinária. Ou treinamento. O episódio será comparável àquela coisa ridícula de alguns anos atrás, quando dois atletas brasileiros foram barrados ao chegar em um lugar do mundo, e presos, porque um deles, sem conhecer o ingles, mencionou a palavra "bomb", ao invés de "pump"(eles levavam uma bomba para INFLAR seus equipamentos de prática). 
Pessoas, isso é de uma pobreza de raciocínio absoluta. Estamos ficando neuróticos, e não me admiraria se um dia, alguém pedindo uma "bomba" numa padaria fosse detido, para "averiguações"!!!!!
Srs. administradores da QATAR, tenham bom senso (coisa faltante em cabeças vazias, claro...). Isso que fizeram é um desserviço a vocês próprios. Imaginem - as pessoas não podem mais dizer piadas, ou algum comentário que mencione termos "proibidos"! Para que servem esses "scanners" potentes que vocês têm? Para que servem sistemas de informação que podem dizer de nossas vidas pregressas com tanta agilidade? Ah, me poupem desse vexame!
DUVIDO que algum passageiro tenha feito denúncia e/ou a sustentado! Foi pura falta de bom senso, de respeito com a passageira. Não tentem explicar, vai ficar pior.

Brasil... um lugar onde velhos corruptos colocam crianças (idade cultural) para gerir negócios... Te amo mesmo assim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUANDO A INTELIGÊNCIA ENCONTRA A ALIENAÇÃO

Com muito prazer republico um texto profundíssimo, que pode divertir, e vai trazer muita luz, sobre o momento político que vivemos. É ...