REVENDO O PROBLEMA DOS MÉDICOS

Ok, então o governo federal está se esforçando para resolver o problema do atendimento médico às populações desassistidas do Brasil.

O argumento de que não temos médicos suficientes para nossa população é em grande parte falacioso. Nada obstante a oferta de cursos de Medicina ser realmente pequena, no Brasil, há que se ponderar outras facetas...

Há a influência dos holofotes, em nosso século. Assim, aquelas histórias maravilhosas, de médicos que vão para o interior, e fazem carreiras míticas, é algo distante de nossa realidade, salvo algumas exceções, porque o que se busca é a fama a qualquer preço, nem que seja preciso uma "guerra de foice" entre profissionais, num mesmo território. E assim temos metrópoles onde superabundam profissionais da área.

Um dia desses passei por uma cidade que deve ser a Meca da ortopedia. Tinha clínicas ortopédicas em cada esquina do centro da cidade, quase, grandes e pequenas... enquanto em algumas localidades do interior as pessoas dependem de transporte para grande centro, para aparafusar um osso!

Atrelado ao mesmo carro está a necessidade desesperada de se ficar rico (vamos parar de hipocrisia, é isso MESMO). Então o recém-formado vai preferir ficar próximo a um grande centro, e se instalar num convênio ou algo assim, para auferir lucro "depositável em banco", ao invés de aventurar morar no interior, ser muito mais útil à sociedade, e correr o risco de receber o pagamento em forma de um frango, por exemplo.

Naturalmente, isso sem contar as centenas de médicos que deixam de clinicar para cuidar de outros negócios... vocação? Ah, isso é coisa do passado, segundo a cartilha pós-moderna!

O juramento de Hipócrates é algo ultrapassado, carente de conexão com a sociedade moderna, alguém dirá. Inclusive não é mais formalizado na sua íntegra, já a algum tempo.

Não sou exatamente um sonhador, nesse caso. A sociedade caminha para seu destino por suas próprias escolhas (ou de seus líderes, o que acaba dando no mesmo). Mas o componente "humanidade" de há muito foi riscado de alguns códigos pessoais, e em particular de muitos médicos, me perdoem os sérios e dedicados.

Então, vem o governo federal e, numa sanha para conseguir votos (porque não começaram com isso ano passado?) quer trazer profissionais clínicos.

Poucas pessoas comentam sobre as condições em que esses profissionais vão exercer seu mister, o que se reclama é da concorrência (nem entendo isso, os figurões da medicina não vão atender pacientes nos rincões!), e da pressão política.

Se há algo a ser modificado é a estrutura de atendimento (aliás, em praticamente todos os campos - saúde, educação, segurança, transporte...). As estruturas sendo satisfatórias, minimamente, vão ensejar o aparecimento de pessoal para trabalhar nelas. NATURALMENTE. Podem escrever. 



Os mandatários de nossa terra deveriam ser mais atentos a nossa gente, e menos a seus "feudos". Isso faria muita diferença.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

ESCOLAS DE DELINQUENTES

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...