quinta-feira, 12 de setembro de 2013

O PETISMO EVISCERADO

Aquela lenda da história americana, o presidente Abraham Lincoln, dentre outras pérolas, declarara" Você pode enganar algumas pessoas o tempo todo, e todas as pessoas por algum tempo, MAS não poderá enganar a todos o tempo todo." (You can fool some of the people all of the time, and all of the people some of the time, but you can not fool all of the people all of the time).

Nossa Pátria amada, "Salve, Salve!" tem sido sistematicamente sacrificada pela leviandade de seus homens públicos.Excetuando raras exceções, nossa história tem intrigas demais "na corte", tem maracutaias demais por lá, tem feudos políticos...

Não vamos comentar os tempos pré-república. Está muito longe de nós... vamos ao século XX.

Então, o governo democrático que se instalara na década de 40, de extrema fragilidade de sustentação, seria povoado de maus políticos. Junto a essas pessoas sem brios  nem vergonha, se iriam associar novos burgueses, a quem interessava expansão acelerada de mercados, ainda que a custo cruel.

Nada obstante, o ufanismo estava instalado nos arredores de nossa gente.

Instalou-se uma das primeiras fábricas de automóveis no Brasil, a VEMAG.

Mandamos nossos rapazes para a Itália, para verterem sangue e suor em benefício de um ideal de liberdade...

Tivemos outros respingos de glória, com aquele sonho megalômano do Sr. JK, materializado em nossa capital federal (claro, também atendendo apelos discretos da burguesia pós-guerra).

Nos aproximávamos de momentos tormentosos de nossa história, e já na década de 60, o governo populista de João Goulart sinalizava uma democracia que, nada obstante o que se tinha, estava fazendo água. Além disso, influências do exterior já se faziam sentir, seja em mãos "amigas" estendidas, seja, na contramão, num policiamento anti-socialista só justificável se fosse oriundo dos tempos do macartismo (e era).

(Vale lembrar que, naqueles anos turbulentos, nossa gente brasileira experimentou um gostinho de "liberdade" em todos os sentidos, e prova disso foram manifestações artísticas e sociais que marcaram época. Pouco antes, em 53, a PETROBRÁS, nossa maior empresa nacional (e atual "multi-teta" pública) fora fundada, pelo caudilho gaúcho Getúlio Vargas, fomentando uma série de expansões industriais em cadeia...)

Não vou me deter nos "flashbacks".

O mundo segue em frente, e antes de chegar ao meio daquele decênio tivemos o amaríssimo sabor do golpe de 1964, erroneamente rotulado de "Revolução".

Pessoalmente, quero crer que nossas Forças Armadas, de presença marcante na vida nacional, até recentemente (hoje se encontram acuados, pelo que vejo - me corrijam) foram USADOS para atender a misteres mais complexos e policitamente entrelaçados com interesses de minorias poderosas... Enfim...

Nada obstante os chamados "anos de chumbo", o Brasil se firmaria alí e conquistaria algum respeito diante da comunidade mundial. , e importantes conquistas aconteceriam, sob égide militar. Nossa gente foi tomando consciência de si, como povo (ainda não concluíram essa etapa), os militares notaram que estavam no lugar errado, e o governo foi delegado a civis.

Por incrível que pareça, acendeu-se um estopim. Acontece que ao longo dos anos da chamada "ditadura", duas agremiações políticas passaram a existir, a ARENA e o MDB. A primeira o foi como sustentáculo do regime, instalada pelo A.. Nr. 2. O segundo erigiu-se sob a premissa de que as questões sócio-políticas deviam ter debate. Seriam rotulados respectivamente de "situação e "oposição".

No ventre bem defendido daqueles partidos começava a surgir a contaminação que assola nossa classe política. Foi ali que se gestou o perfil de nossos políticos atuais, e onde se criaram as primeiras estruturas protecionistas dos congressistas.

Na relativa "balbúrdia" política que se seguiu, uma outra serpente se fortalecia.

Um socialismo amigo de corrupção, completamente indiferente ao povo que dizia defender, foi tomando corpo, visando um alvo maior, mais "nacional"...

Temos hoje em dia o PT. Nunca tivemos em nossa terra brasileira um punhado de políticos e/ou líderes governistas mais corruptos. Jamais, em tempo algum, as tretas políticas enriqueceram tão depressa a turma do Congresso. A título de parametro, comparem os líderes governamentais de agora com os do período da chamada ditadura, e o que uns e outros amealharam. Vão se surpreender em como eram espartanos nossos militares!!!!!!

Como o advento da AP 470, já não resta mais nada a demonstrar sobre o caráter leviano, desleal, criminoso mesmo do partido da "estrela". Preciso confessar que, há uns 15 anos atrás eu era simpatizante deles. Uma vergonha, eu sei, mas hoje vejo claramente em que "más companhias" andava. Ainda bem que não perdi a vergonha na cara.

O que o povo brasileiro quer mais para se convencer de que quem lhes "dá o peixe" na verdade os quer escravos? Hmmmm... talvez saber tudo o que há na "caixa preta" chamada PETROBRAS... Talvez reste saber disso...

MUDA, BRASIL!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUANDO A INTELIGÊNCIA ENCONTRA A ALIENAÇÃO

Com muito prazer republico um texto profundíssimo, que pode divertir, e vai trazer muita luz, sobre o momento político que vivemos. É ...