quinta-feira, 28 de novembro de 2013

O JULGAMENTO DO DEPUTADO

O que mais contribui para as altas taxas de mortalidade criminoso no Brasil?

A Justiça. Nada mais, nada menos.

O crime contra a vida vai desde as corriqueiras (infelizmente) atrocidades dos bandidos, passa pelas violências domésticas de todo o gênero, os excessos de algum "coroné" por esse Brasil de meu Deus, circula nas loucuras de condutores de veículos SEM CONDIÇÃO de guiar... mas há outros agravantes...

O que os liga entre si, de modo quase geral, é a insensibilidade de "Artêmis". Nossa justiça brinda aos pobres que cometam o infortúnio de serem apanhados com prisões prévias e outros bichos... E os ricos e poderosos que acaso se embaraçam nas malhas da lei têm a seu favor um batalhão de rábulas "porta de cadeia", prontos a angariar seus proventos à custa da tramitação de recursos que livrem seus clientes abastados do xilindró.

Exemplos? O Dr. Abdelmassih, por exemplo. Seja um incauto "dotô" recém formado, e sem recursos materiais, o estúpido que tente "xumbregar" uma paciente, e ele vai com certeza se ver em palpos de aranha, na hora de tentar escapar da lei. Mas o homem... deve estar comendo tabule e tamaras, em algum lugar do mundo...

O deputado Carli Filho, outro exemplo. O ilustre tribuno curitibano se envolvera num acidente fatal (morreram dois jovens, esmagados em seu pequenino Fiat) - claro, pouco se dirá que o homem literalmente voava com seu veículo potente, pelas ruas da "night" da capital paranaense. Pois então... já fazem mais de TRES anos do ocorrido, e ainda estão decidindo se o homem vai a júri popular ou não!

É de doer. De se notar que a vida daqueles jovens não vale NADA. Que a vida desse delinquente (é isso mesmo, procurem saber as condições do acidente!) vale TUDO.  Soube que o figurão teria se penitenciado em outdoors, etc e tal...

Ora, Sr. Carli Filho!!!! Faça-nos um favor, e zombe menos de nossa sofrida gente, que não tem recursos para comprar um carro caro e resistente como o de V. Excia., mas mesmo assim tentam viver e ser felizes, até que algum irresponsável lhes venha ceifar a vida!!!! Reserve o arrependimento de V. Excia. para a presença do Eterno! Porque para os mortais aqui na terra, soa uma zombaria sem par!

Dessa maneira, fica explícito que um crimezinho de nada (como matar pessoas ou abusar delas) pode ficar impune, mediante o trabalho de profissional certo, e sob a paga certa (que ninguém é de ferro). ISSO É O AGRAVANTE a que me referia, no início.

E de permeio, a noção de que o julgamento necessário para se cristalizar o poder de polícia da lei vai acontecer algum dia, não se sabe quando, se não cair em domingo nem feriado... e o tempo passa...

A Justiça brasileira, que teve arroubo honroso no trabalho (ainda por findar) do STF, na ação penal 470, deveria ter mais homens corajosos, e também mais defensores com mais vergonha na cara, ao invés de puramente afã de ganhar dinheiro. Há coisas justas, há coisas injustas... há coisas que, conquanto justas, são imorais. há coisas moralmente injustas, e por aí vai.

'Enrolar" a lei para postergar o julgamento do sr. Carli Filho é imoral, safado mesmo, e injusto. Mas a OAB está olhando de cenho franzido para o Dr. Barbosa, não é mesmo? Não têm olhos para as safadezas miúdas, que seus confrades praticam, diuturnamente...

Brasil... tua lei curva-se, sem vergonha alguma, ao poder e ao dinheiro! Como é que fica? Muda Brasil!


sexta-feira, 8 de novembro de 2013

CORRUPÇÃO VERDEJANTE NO BRASIL VERMELHO I

A algum tempo atrás estive discorrendo, aqui, a respeito de soluções para nossos gargalos de transporte, etc e tal.

"En passant" (amo essa expressão francesa...) toquei na questão das ferrovias. Pessoas, se existe algo encantado, nessa terra tupiniquim, é essa tal de ligação "Norte-Sul" (ou qualquer outro vetor direcional) via estrada de ferro!!!!!!

Cabe lembrar que na Europa TODA há transporte ferroviário - de pessoas e de mercadorias. Soluções eficientes, inclusive ligando o continente à Inglaterra, sob o Canal da Mancha.

Nos E.U.A.? Idem. Só a malha de transporte de carga totaliza, no território americano, tamanho superior a 224.000 Km**. O transporte de passageiros tem declinado alguma coisa, em decorrência do barateamento de passagens aéreas, etc e tal. Mas continua lá, firme e forte.

A China? Recentes informações nos dão conta de perto de 98.000 Km de malha ferroviária, com estudos para ampliação para 272.000 Km, até 2050**.

No Brasil, temos perto de 29.000 Km de malha ferroviária, com alguns trechos em franco processo de deterioração. Para piorar as coisas, temos (muita gente não sabe disso...) QUATRO bitolas* diferentes, que dificultam sobremaneira a interação do transporte, nesse já reduzido tamanho de malha.

Só a título de comparação mais próxima, enquanto a África do Sul, com seus 1.221.037 Km2, possui perto de 22.000 Km de trilhos DE UMA SÓ BITOLA, nosso Brasil (pujante, segundo o governo) conta com somente mais 35% (aproximadamente) de trilhos em seus 8.515.767 Km2 que nossos irmãos sul-africanos. Se a proporção fosse mantida, nossa malha precisava ter algo perto de 150.000 km de extensão**.

Pessoas - me digam que eu sou ignorante. Que vivo no passado, etc e tal. Mas é sabido que historicamente, as ferrovias têm sido vetores de desenvolvimento sócio-econômico. O barateamento extraordinário de custos de transporte só perde para o transporte marítimo, até onde me lembro. A oferta de empregos, ao longo dos trilhos, acontece em progressão geométrica, rapidamente.

Bem... vamos em frente... Foi criada uma estatal, a VALEC, para gerenciar o desenvolvimento de nossas ferrovias. A algum tempo atrás, verificou-se que os trilhos que eram fornecidos, sob contrato para as obras em andamento, eram de qualidade inferior, não suportariam tráfego, etc e tal... Em paralelo, empresas envolvidas, que já tinham problemas de inidoneidade, foram afastadas das licitações respectivas (para ferrovias).

Pois bem, agora a Folha de São Paulo nos traz a notícia singela de que a VALEC não viu irregularidades em aprovar a empresa RMC para prosseguir com o fornecimento de trilhos - acontece que os dirigentes dessa novel companhia, montada "nas coxas" pelo que tudo indica, para ganhar a licitação, SÃO PARTICIPANTES em empresas declaradas inidôneas? É MOLE? No que será mesmo que a VALEC se baseia para aprovar quem vai participar da licitação? Jantares? Presentes? Ou existe mesmo auditoria para analisar os candidatos?

Com a palavra o Ministério Público Federal, o TCU (que levantou o incidente de inidoneidade anterior). Com a palavra quem tenha poder de impedir mais essa "armação". Isso não pode ficar assim!!!!

Não há dúvidas de que teremos orçamentos para construção da tal ferrovia encantada REFEITOS PARA MAIS. Não há dúvidas de que não teremos as obras entregues, e se o forem, será com atrasos imensos. Não há dúvidas de que existirão defeitos na construção das ferrovias.

Sobretudo, NÃO HÁ DÚVIDAS DE QUE ALGUÉM ESTÁ LEVANDO DINHEIRO MEU E DE TODOS OS BRASILEIROS PARA DEIXAR PASSAR ESSA PILANTRAGEM.

DETALHE - a recém aprovada empresa, RMC, continuará comprando trilhos... adivinhem... da mesma empresa que os entregara com defeitos!!!!! PODE?

Enquanto isso, nossa Pátria vai sendo tingida de vermelho. Não o vermelho fajuto de ideologias anacrônicas, mas o vermelho do sangue de nossa gente, um povo estúpido (de modo geral), ignorante (idem), que trabalha sem cessar para dar vida mansa à nossa classe política. Gente que morre sem atendimento nos hospitais, por falta de recursos na Saúde. Gente que é assassinada todos os dias, por falta de Segurança Pública. É ESSE O VERMELHO a que me refiro.

O tempo o dirá.

Brasil, minha terra, como te gosto tanto, é que reclamo assim. Tenho raiva de teus dirigentes, tenho medo deles (tenho SÓ uma vida), mas "...entre outras mil és tu Brasil, ó Pátria, amada!.."

* bitola aqui se refere à distância inter-trilhos, das ferrovias. Sabiam que pelo menos uma delas foi dimensionada com base no tamanho dos traseiros de cavalos, na antiga Roma?
** os informes são públicos, disponíveis na internet.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

A UNIÃO INDO PARA O "VINAGRE" - MATO GROSSO

A algum tempo atrás, o STJ solicitara à Assembléia Legislativa do Estado do Mato Grosso autorização para iniciar ação penal contra o governador do estado, Sr. Silval Barbosa.

E não era por pouca coisa, senhores e senhoras. Dentre outros cometimentos, o libelo acusatório apontaria "fraude em licitação, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha ou bando, supressão de documento, peculato e ordenação de despesas não autorizadas". Já se vê que não aconteceu "do nada", o pedido.

Pois bem. De vinte e quatro deputados daquela casa legislativa, apenas DOIS integrantes foram a favor da autorização - eram necessárias dezesseis adesões, para que o pedido fosse autorizado. E assim, o pedido não foi acolhido, o Sr. Barbosa seguiu triunfante sua carreira... e a vida (e morte) continua no estado do Mato Grosso.

O Ministério Público Federal, tenho certeza absoluta, não tem nada "pessoal" contra o Sr. Barbosa. Acontece que contra fatos não há argumentos. E o contrário é verdadeiro - se não houvesse NADA contra o homem, nem seriam necessários argumentos - então porque não autorizar?

Será mesmo que aqueles VINTE E DOIS deputados estaduais foram coerentes, ou se acovardaram, ao permitir a apresentação das falcatruas indicadas pelo MP?

Ou... pior... será que foram comprados? Ou vêm sendo comprados, ao longo de seus mandatos, por quem está sugando a teta do erário estadual?

O certo é, meus amigos, que tal como muitas outras unidades da Federação, o estado do Mato Grosso está agonizando. Agonizando por malversação de recursos, por corrupção, por descaso com a Saúde Pública... há inclusive uma ingerência abominável de lideranças criminosas, pelo que pude apurar - pressionam juízes para resultados que lhes sejam favoráveis.

Se comenta sobre intervenção federal no estado do Mato Grosso. Claro, se o poder constituído no estado É O ENVOLVIDO nos ilícitos, é necessário um poder superior para coibí-lo. Uma pergunta extremamente cretina é cabível agora - será que o Governo Federal tem moral para intervir?

Há uma outra preocupação - se a moda pegar, quantos estados mais demandariam intervenção? A lista é longa, podem acreditar... Vai faltar "governo federal"...

De passagem, vamos entendendo porque o STJ é tão amaldiçoado e criticado - mexe em vespeiros. Um grupo de abnegados que, ainda que eventualmente cometendo excessos, tem buscado retidão nessa terra sem lei que é o Brasil.

Brasil, Pátria amada, que sofre pelas mãos de quem devia te proteger!!!! Te amo, meu Brasil!

QUANDO A INTELIGÊNCIA ENCONTRA A ALIENAÇÃO

Com muito prazer republico um texto profundíssimo, que pode divertir, e vai trazer muita luz, sobre o momento político que vivemos. É ...