SÓ ALEGRIA - PASSAMOS POR MAIS UM ANO DE TORTURA!!!!

O ano de 2013 está nos seus estertores finais. Passou ligeiro, esse espaço até certo ponto insignificante no tempo de milhares de anos da existência humana, que conhecemos pela história que os livros nos contam.

Ao sul do Equador, num país maravilhoso, cheio de gente ignorante e ensimesmada (há exceções, sempre direi) as coisas transcorreram normalmente (?), como sói acontecer há 28 anos. Em 1985 nosso bravo e estúpido povo supôs que estivessem marchando para a liberdade. Ledo engano, verificou-se depois. Na verdade, quem dominava o infantil país, naquela altura dos acontecimentos, tentava nos proteger de algo insano, cruel, vergonhoso, que alguns anos depois nos alcançaria, embrulhado no sonho de um punhado de jovens tão corajosos quanto alienados.

Jovens que creram num modelo de governo igualitário - não sabiam o quanto os seres humanos podem ser venais... e, ao gerenciar os planos para atingir seu alvo, permitiram que medrasse uma das mais agressivas e resistentes ervas daninhas humanas - a corrupção.

A corrupção cresceu forte, multiplicou suas sementes malignas, e instalou-se no Planalto Central da bela, rica, infeliz nação. Dalí se espalharia, alcançando todas as cidades, grandes e pequenas, sufocando cada segmento sócio-econômico da pátria amada. Sugando sem piedade, com volúpia vampiresca, o sangue (não importa a cor, negro, dourado ou verde) da nação.

O ano que se extingue demonstrou como os subjugados, explorados, verdadeiros marginais do processo global, resolveram desafiar a praga destruidora. Na verdade foram algumas tímidas pancadas, embaladas pelo grito de desespero de quem não suporta mais ser sangrado - o "gigante" reclamou dos vampiros.

Dois mil e quatorze desponta. Esperanças se renovam. O "gigante" tem memória curta - precisaremos relembrá-lo do seguinte:

- os desmandos políticos precisam ser combatidos;
- a dominação de grandes grupos econômicos (automobilístico, farmacêutico, financeiro, etc...) PRECISA ser contida e trazida ao nível de mera co-participação, ao invés de mandar na pátria amada;
- os políticos precisam falar a verdade, E TRABALHAR. No século XXI não há espaço para uns fingirem que gerem, outros fingirem que cumprem, e todo o resto paga a conta;
- a pátria amada precisa ser reconhecida pela sua pujança, e não somente pelas bundas de sues mulheres nem pela falta de educação/civilidade de seu povo;
- os desvios de recursos (a "sangria") precisam parar JÁ;

Esperança? Existe sim. Existe, desde que outro grupo de jovens (substituindo aquele já referido) abandone suas alienações e compreenda que TODOS TÊM SIM responsabilidade no processo, assuma suas responsabilidades e proceda às mudanças, sem barbáries nem vandalismos. Isso é retrocesso.

Pátria amada, Brasil... FELIZ 2014!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

ESCOLAS DE DELINQUENTES

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...