O FUTURO DA SOCIEDADE - O QUE QUEREMOS?

Creio que nunca se experimentou, em alguma sociedade organizada, tanta rebeldia da juventude quanto agora.

Não, não me refiro a queimar sutiãs em público, nem em show de rock regados a maconha, LSD e outros bichos - como Woodstock.

Faço referência aqui à violência entre adolescentes, à falta de respeito incremental e ostensiva, até em vocativos (tio, tiazinha), ao descaso com seres semelhantes, em todas as faixas etárias, enfim. Mas faço referência especial aos mais jovens.Observem...


http://www1.folha.uol.com.br/livrariadafolha/2014/02/1406684-adultos-que-foram-criancas-desobedientes-tendem-a-violencia-e-ao-abuso-de-drogas.shtml

Sabem, pessoas? O que estamos observando/experimentando nada mais é do que o descaso coletivo com o que fazemos. Adultos sem responsabilidade (estereótipo bem comum) em suas vidas privadas, quando não em todos os aspectos dela, estão produzindo um futuro horroroso... e as pesquisas já indicam isso, com sobra de argumentos.

Mas o horror parece inextinguível, em sua ampliação. Alguém já ouviu falar de um jogo abominável, surgido em New Jersey, E.U.A., a que chamam de "Knockout"? Pois então, me causa calafrios a mera suposição de que isso começe a acontecer AQUI.

E a problemática vai adiante, na medida em que temos "direitos dos manos" - uma corrente distorcida de pensadores e ativistas defendendo criminosos, principalmente - ninguém quer proteger  sociedade, em última análise, querem na maioria das vezes somente a luz dos holofotes.

Temos igualmente correntes de "psicólogos" com visão minimalista da dimensão do problema, que clamam por "compreensão", ao invés de coerção. Confiram no link a seguir a frustração com a nova "psicologia":

http://noticias.terra.com.br/mundo/europa/apos-proibir-palmadas-suecia-sofre-com-geracao-de-criancas-mimadas,477a68fadb402410VgnCLD2000000dc6eb0aRCRD.html

Dificuldades imensas estão frutificando a partir de duas origens principais: 1 - um quadro em que famílias são desfeitas a torto e a direito, e/ou 2 - exigências exacerbadas do capitalismo, ou contaminadas pelo elemento hedonista, produzem pais distanciados de seus filhos, que suprem sua ausência com mesadas (cada vez mais amplas), ou presentes que mitiguem a solidão dos pequenos. Não se fala sobre relacionamento, nem exemplos de vida...

O resultado? Todas as sociedades do mundo ocidental estão experimentando a mesma catástrofe.

Não me considero "palmatória do mundo", mas em minha infância tive limites impostos SIM, castigos aplicados SIM, eventuais palmadas SIM. E até onde posso refletir, não sou traumatizado, não sou doente, não tenho psicoses.

Não me chamem de "carola", mas a Bíblia, um dos livros mais consultados mundo afora, em sua sabedoria assim diz: "A vara e a repreensão dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma envergonha sua mãe".

Tirem suas próprias conclusões sobre o que queremos... Vai ficar por isso mesmo, ou vamos nos mover?


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESCOLAS DE DELINQUENTES

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...