segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

PORQUE TEMOS TANTOS PODEROSOS CALADOS?

Eu reclamo.

Publico aqui dados já consolidados, falo das mazelas nacionais, cobro postura de nossos políticos, aponto desfalques proporcionados pelos próprios, me envergonho do que passamos para o resto do mundo. Faço o que posso, dentro de minhas limitações.

Você, que me lê, possivelmente também faz isso, dentro das possibilidades.

Mas porque não temos mais empresários reclamando? Porque náo temos barões da indústria se insurgindo contra as altas cargas tributárias, porque não temos muitos líderes políticos se juntando ao coro?

Não lhes parece que eles estão alinhadíssimos aos beneficiários do "Bolsa Família"? Ou dos sistemas de quotas? Não parece muito suspeito o alheamento dessas pessoas?

Não deveríamos nos surpreender... Os grandes empresários, as grandes indústrias, os políticos poderosos, todos esses modo praticamente geral, ESTÃO GANHANDO com o jogo de cena. Senão vejamos...

A massa é unânime em ponderar que a maior parte do valor de automóveis é de tributos, mas as montadoras vão bem, obrigado. E se as vendas recuam, ninguém reclama com o governo - ao contrário, ameaçam demitir - como se a massa proletária fosse culpada do "miserê".

Nosso aparelho industrial, acostumado que está com a estúpida paciência do consumidor brasileiro, vendem coisas com prazo de validade, e sabem que em determinado tempo terão retorno da clientela. Isso sem falar naturalmente daquelas "liquidações safadas" como o que vimos recentemente, na tal da "Black Friday" em que, longe de imitar o evento homônimo de outras terras, a turma reajusta preços pouco antes, e no dia "baixam' para os preços normais... cambada de moleques...

Os Bancos? Ah, esses nem se fala... lucros estratosféricos, e estão sempre arranjando um jeito de incrementar seus lucros, seja pelo sacrifício de empregados exigidos à exaustão, seja por taxas totalmente imorais, como por exemplo, uma tal de "taxa de cadastro"... para financiar recursos a pessoas que JÁ SÃO CLIENTES!!!!

Em priscas eras se cobrava sim um valor quase simbólico pelo trabalho, que abrangia somente clientes de financiamento à produção. Hoje em dia, salvo engano as coisas começam com R$ 50,00...

A quem serve a "desconstrução" dos serviços públicos? Vamos lá?

- educação sucateada - atende aos interesses de proprietários de escolas particulares (e não me façam rir com contra-argumentação);
- hospitais sem condição de atendimento? - ué, pra não morrer, recorramos às clínicas particulares, ou a planos de saúde que são verdadeiros bancos (não, não estou falando de UNIMED, nem de AMIL...)...
- polícia sem recursos e/ou sucateada? - ora, é pra isso mesmo que temos profissionais de segurança privada...

Você paga por gasolina das mais caras do mundo, embora tenha sido alardeado há algum tempo atrás que o Brasil era auto-suficiente em petróleo. Não admira. A PETROBRÁS sustenta bravamente, à custa das próprias vísceras, últimamente, a marcha do "Leviatä", comandado por um grupo confortavelmente instalado em "Utopia".

Precisamos reverter esse quadro. Influenciem círculos de amizade. Convençam as pessoas de que é melhor ter um emprego do que uma esmola. De que cor de pele não é impedimento a uma vida digna. De que nossa sociedade PODE SIM, ser melhor.

Acontece que depende de TODOS. O antigo ditado diz "uma anforinha só não faz verão." Verdades que o passado nos passa, e que confirmam a sabedoria dos antigos...

Meu Brasil, amado, sofrido, roubado, humilhado (até pelos que te conduzem)... você precisa MUDAR!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUANDO A INTELIGÊNCIA ENCONTRA A ALIENAÇÃO

Com muito prazer republico um texto profundíssimo, que pode divertir, e vai trazer muita luz, sobre o momento político que vivemos. É ...