O CARNAVAL PASSOU... (FECHARAM O PROSTÍBULO DO MUNDO)



Ok, com certeza leitores existirão surpreendidos com o título da crônica de hoje.

Compreensível. Quando o desastre acontece no quintal do vizinho, podemos até ter comiseração. Se o golpe de Estado ocorre na nação "hermana", hummm!!! Nos surpreendemos um pouquinho, mas passa...

Agooooraaaa... quando a coisa sucede em nossa Pátria amada, salve! Salve!, há uma compunção estranha, uma sensação de que de alguma forma somos participantes do azar ou da sorte festejada.

Pois então. Que não se iludam os "lorpas e pascácios" (parodiando Stanislaw Ponte Preta, imortal), mas um alentado percentual de turistas de outros países não veio aqui exatamente para festejar no evento "mais popular do mundo". Vieram mesmo é para atualizar a escrita sexual, dispender alguns abundantes dólares/euros com as prostitutas em ação, assediar crianças nossas... sem considerar, claro, as facções homossexuais, ávidas por "tirar uma casquinha" de seus afins brasileiros - ativistas (que essa palavra não se confunda com "ativos") na "causa" das minorias, e igualmente ter seu quinhão de prazer.

Não se iludam os estudiosos sociologistas em ponderar que a coisa é de nosso povo. NÃO É.

É de um magote de empresários, de ramos tão amplos quanto hotelaria, cervejarias, eventos, artistas marginais... eles é quem tocam o batuque, sob a batuta torpe e mal-intencionada das autoridades do "turismo". E, claro, os primeiros lucram com o circo, enquanto as complacentes "otoridades" aplaudem - o que, não se sabe - e a prudente distância: você já viu algum ministro de Estado com sua família, urinando e sendo urinado em plena via pública, no meio de um bloco de Carnaval? Me digam o nome de UM.

Então, despejam-se milhões de reais em incentivos para a rapaziada do samba. Mas olhem outra vez, e confirmem quem está prosperando e quem está continuando no mesmo passo, na coisa toda...

Mas, o que importa? O que importa são bundas bem feitas, úberes maravilhosos - não importa se forem naturais ou siliconados, expostos com vaidade, fantasias caríssimas, cujo valor caberia muito bem numa casa de recuperação de drogados, ou num orfanato, mas o que importa é SAMBAR!

Antes que me lancem objurgatórias, me indiquem UM PAÍS, ao redor do mundo, onde as mulheres tenham tanto "prazer" em expor seus corpos em público! Não sou pudico, mas ... PQP... que exemplo nossos meninos e meninas têm diante de si, repetidos a cada ano**! Não é à toa que o falecido Clóvis Bornay (um gay BRILHANTE, preciso pontuar) dizia que o Carnaval NÃO É MAIS uma festa para a família... E olha que ele disse isso há mais de uma década...

Na esteira da euforia, o que sobra são camisinhas usadas, avenidas urinadas, dejetos de toda sorte jogados ao redor pela grosseria de nossa gente, que acha difícil recolher o próprio lixo, ou deixá-lo numa lixeira pública.

Ficam na esteira também mulheres agredidas, porque seus parceiros viram alguém pegar no traseiro da "efetiva", e ela parece que gostara. Assassinatos acontecem também, pela mesma motivação.

Ah, não se esqueçam das meninas/moças que sobram grávidas, pelo prazer de alguns dias de alienação e euforia. Não nos esqueçamos dos suicídios de hoje, amanhã, e de mais alguns dias à frente, de gente que fez o que não devia, e depois se arrependeu de tal forma, se envergonhou de tal maneira, que em seu pensar estreito e sofrido não lhe resta alternativa a não ser atentar contra si.

Sobram às pencas problemas para nossas autoridades, mortos pelas estradas pelos excessos com álcool... sempre digo que nessa época os psicólogos costumam arrebentar de lucrar, tentando por em ordem cabeças que não aprenderam a pensar, costumam fazer o que não devem, e depois ficam se culpando...

Ao resto do mundo, a informação: o Brasil continua SIM, a mesma coisa, o mesmo país do Carnaval (deixou de ser o do futebol, a moda agora é campeonato italiano, francês ou inglês - o nosso foi pra "cucuia*"). Continuamos sendo os mesmos ignorantes (de modo geral) de sempre, as mulheres, se não são fáceis, insinuam que o são (claro, há dezenas de milhões de honrosas exceções, mas essas não têm interesse em mostrar a bunda em público). Nossos políticos continuam fazendo vista grossa SIM para a ostentação da imoralidade, da venalidade de caráter (nisso eles inclusive são exemplos, de modo quase geral).

Mas ano que vem tem mais, para minha tristeza.

MUDA BRASIL!... terra que eu amo, e por que sofro.

* nosso futebol está uma colcha de retalhos, mal dividida entre patrocinadores internacionais, dirigentes nacionais e torcidas "organizadas". Não passa disso mais. Nem a seleção.
** Ops... tem também o BBB, aquele primor de programa de entretenimento e educação social...

Comentários

  1. Posso ousar acrescentar uma coisita?? - Quem vai pagar essa conta?

    ResponderExcluir
  2. O triste é que o capitalismo adora isto e quanto mais pele se mostra melhor para tal !!! Brasil, o país de tudo dá-se um jeito!...Infelizmente!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ESCOLAS DE DELINQUENTES

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...