domingo, 27 de abril de 2014

POLÍTICOS IMATUROS = DESASTRES SOCIAIS

Depois de uma semana agitada, na qual me foi impossível conferir o mundo ao meu redor, me deparo com a grita entre o governador do Acre, Sr. "Tião" Viana, e a secretária de Justiça e Cidadania de SP, Sra. Eloisa Arruda.

No centro do "imbróglio" temos alguns milhares de imigrantes haitianos, que teriam sido enviados para o estado mais rico do país, muitos deles inclusive com suporte financeiro (passagens) custeado pelo governo do Acre.

O Sr. Tião Viana se dói, porque a seu ver foi comparado a um "coiote", gíria que nomeia pessoas que facilitam migrações não autorizadas de pessoas, ao redor do mundo.

Disse que vai inclusive acionar a Justiça, para se despicar da acusação.

(coitada da nossa Justiça, ainda tem que separar briga de criança...)

Haitianos ã parte, sejamos honestos - se o governo do Acre patrocinou viagem de alguns dos migrantes - que seja UM, sequer, então agiu de alguma forma como os "coiotes" (embora esses é quem recebam o dinheiro, ao invés de pagar). Porque facilitou-se o translado das pessoas. Então, não há porque questionar o rótulo, não exatamente aplicado, mas insinuado, pelo que pude ler.

Em paralelo, a reclamatória da Sra. secretária é totalmente pertinente. Numa cidade de milhões de habitantes, enfrentando toda sorte de desafios sociais e econômicos, o crescimento paulatino de dita população até é plausível, mas o despejo de milhares de pessoas de uma hora para outra soa quase como uma invasão!

Detalhe - muitos dos migrantes não fala português, então, o que lhes resta em Sampa? Subempregos (traficantes adoram essa mão-de-obra), condições inaceitáveis de vida/moradia/educação/atenção de saúde... Pessoas, é no mínimo IRRESPONSÁVEL a atitude do governo do Acre, se tal coisa aconteceu.

Querem "exportar" habitantes? Vamos conversar. Vejamos em que condições as pessoas serão recebidas, estabeleçam-se programas de inserção social, e no mercado de trabalho. Sejamos, pelo menos, HUMANOS.

A entrada através da fronteira é um problema de segurança nacional, não exatamente algo administrativo. Porque sem dúvida alguma estamos acolhendo, no meio de gente honesta e que busca vida melhor, traficantes (novos), assassinos, ladrões de galinha pura e simplesmente... é caso de polícia, Sr. "Tião" Viana!

E muito me surpreende V. Excia., Sr. "Tião" Viana, manifestar o interesse em postular em juízo alguma reparação! É algo de uma infantilidade absurda, mormente no momento em que vivemos, quando a Justiça já se encontra assoberbada... precisaria usar tempo, recursos e paciência para resolver criancices? JURA?

Agora imaginem um outro quadro. O estado do Acre, que sabidamente é subpopulado, buscando recursos para assentar essa gente, atraindo empresas SÉRIAS... todos lucrariam, INCLUSIVE o governo do estado... Mas trabalhar que é bom...

Ah, me poupe, Sr. Viana.

O Sr. Nilson Mourão, que publicara uma nota de cunho acusatório (esta sim!) deve estar vermelho de vergonha. De se prestar a algo assim... Ainda diz "apenas" 400 migrantes! deve estar de brincadeira...

Outra coisa... comparar a migração (forçada) com migrações do nordeste para o sul do Brasil (conforme insinuado também na nota) é despido de sentido. Uns poderão se integrar, outros terão dificuldades imensas para tal. Uns vieram para o sul maravilha com recursos próprios, outros foram patrocinados pelo estado.

Em tempo - o governador Geraldo Alkmin não precisa se meter nessa briga besta, exatamente porque tem uma secretaria que se encarrega disso. EXATAMENTE POR ISSO ELE TEM SECRETARIAS.

AMADUREÇAM, políticos brasileiros. Ou deem espaço para uma nova cepa, mais capaz, mais madura, mais coerente em suas medidas administrativas.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

REFLEXOS DE UMA SOCIEDADE ABANDONADA - CRIANÇAS SE PERVERTENDO

Vi hoje, inserto em uma rede social famosa, vídeo, gravado numa praia qualquer do nosso Brasil, mostrando duas crianças, pelo porte aparentando ter não mais de sete anos de idade, fazendo coreografia semelhante àquela praticada nos bailes "funk".

Então, o gurizinho, só de "short" esfregava sua pelve na menininha, vestida somente de biquini. Aparentemente para gáudio de alguns adultos, derramados em espreguiçadeiras proximamente.

Após algumas evoluções, a meninazinha virou-se e, agora de costas, sujeitava suas infantis nádegas à "xumbregação" do jovem parceiro. Aí então uma senhora, acredito que mãe de um dos pequenos, interveio e separou a dupla.

NOJENTO.

Alguém vai vociferar, da penumbra virtual, que eram crianças, que eu estou vendo maldade em tudo, etc e tal... A esses, convido-os a exercitarem suas filhinhas na dita cuja dança ou, melhor, levem-nas a um baile "funk", para serem "aculturadas".

Aos imbecis que permitiram aquela coisa absurda, entre seres que sequer têm noção do mal (perversão) que lhes poderia advir, eu lhes digo: mereciam ter os filhos sequestrados pelo Serviço Social, e adotados por pessoas que tivessem mais misericórdia do futuro deles.

Amigos, podem me chamar de conservador, mas a coisa está de tal modo degringolada, que TUDO É NORMAL. Travestis invadirem banheiros femininos (como aquele infeliz que o fizera, há uns anos atrás), pessoas se aliviarem de suas necessidades em plena via pública, jovens se encharcarem de bebida alcoólica pelas ruas, aos bandos, traficantes negociando seu artigo mortal em meio a eventos artísticos ou sociais...

MAS as crianças são o futuro. Precisam ser resguardadas da maldade humana, enquanto possível.

Não pediram para vir ao mundo. Então, quem as gerou, ou seus próximos, têm o dever de cuidar o melhor possível de nossas crianças, e nisso me incluo, e incluo a sociedade.

Bem verdade que a sociedade adulta sequer sabe se cuidar, quanto mais preservar seus rebentos. Mas há fatos e fatos. Situações e situações. O que não se pode é admitir (e ser fator de riso, entretenimento, para adultos) duas crianças se "sarrando", sem qualquer noção.

Lembrem-se... ELES NÃO SABEM como é esse mundo em que vivemos. Nós é que os ensinamos a ser o que vierem a ser, com nossa orientação, nossos exemplos, e muito também com nossa omissão.

LEMBREM-SE... dizer que não tem nada com isso faz a pessoa parte do problema. Ao menos nesses casos. Porque, afinal, mais dia, menos dia, teremos filhos, netos, sobrinhos... como será nossa postura?

DISCUSSÃO DO AUTO DE RESISTÊNCIA E OUTRAS BOBAGENS DO LEGISLATIVO

Começou a circular alguma discussão em torno do projeto de Lei 4471/2012, que dentre outras minúcias, postula o fim do "auto de resistência"... confiram...

Projeto de Lei 4471/2012

Não vou me deter nos temas relacionados à criminalidade. Quero falar hoje, aqui, de policiais que todos os dias expõem suas vidas em defesa da sociedade brasileira.

Basicamente, esse malfadado projeto de lei transforma todo policial que atirar em algum meliante num suspeito de crime de morte. Vale dizer, além de mal armados, mal preparados, esparsos, em relação ao tamanho de nossa sociedade, os homens "da lei" agora deverão coagir os delinquentes... vejamos... com estilingues? Porretes? Ah, me poupem.

Num Brasil com hemorragia grave de recursos (desviados pela "estrela" principalmente), com tantos  desafios para nossos legisladores, o homem quer subjugar a polícia?

Será que o "iluminado" deputado vai propor também aos criminosos que saiam para seu mister amaldiçoado portando estilingues? Será que vai propor também que os criminosos enquadráveis na lei Maria da Penha devem "bater levinho" em suas esposas/companheiras?

Entendem o despautério, a falta de sentido desse projeto, pessoas?

Talvez ele esteja olhando para a polícia da Nova Zelândia, aquele paraíso na terra...

Mas, "Incelênça", estamos no Brasil, e desarmar a polícia será, além de um erro crasso, uma medida inócua, do ponto de vista da defesa social. Além de representar o suicídio político de V. Excia.!

Porque nossos políticos, de modo geral, são tão alienados?

MUDA, MEU BRASIL!

terça-feira, 15 de abril de 2014

COTIDIANO NÚMERO MIL E UM

O Ministro das Relações Exteriores não diz nada sobre a violência contra civis na Venezuela.

Adriano falta de novo ao treino, aparentemente para socorrer um amigo num baile funk (esse roteir de novela envolveu quantos times, até agora? Alguém lembra?).

No BBB, Fulano transa com Beltrana, EM CIMA DO EDREDON. Sem censura (saudade do tempo dos militares).

O Faustão continua com seu programinha sem sabor aos domingos.

D. Dilma faz mais um discurso de improviso e mistura petróleo com política.

A cantora canta o Hino Nacional em ritmo de funk.

A polícia paulista apreende (porque não se usa o verbo "prender" quando se trata de adolescente?) mais um trombadinha, que roubava uma cadeira de rodas de um cadeirante.

Uns anarquistas invadiram outro prédio, querendo moradia - mas trabalhar e ganhar a vida, quem quer? (Ah, tem o "Bolsa-família").

Adriano é dispensado de seu mais recente time, e diz que tem propostas do exterior (mas hein?).

NINGUÉM diz nada sobre o parque eólico do Nordeste, mas VAI FALTAR ENERGIA. O Ministério do Planejamento existe pra que?

Falando nisso... vem aí o Ministério das Minorias e Chorões. Afinal de contas, eles PRECISAM de representação no governo!!!!!

O Vasco (meu time do coração, Salve, salve!) foi roubado novamente... assim, na mão grande, até o Brasil pode ganhar a Copa!

D. Dilma disse que não sabia o que estava assinando (ao dizer que desconhecia algumas cláusulas, não foi isso que transpareceu?)

Mais um guri - que ao atingir dezoito anos, ganhou um carro de presente - morreu acidentado por excesso de velocidade. Melhor seria lhe presentearem com um manual de regras de trânsito, ANTES do carro...

Outra "traficante" perigosa foi detida, transportando cocaína dentro das partes íntimas... imaginem... vai levar uns séculos pra ela ficar rica... (ironia, nossa Justiça precisa acordar, e apanhar os traficantes VERDADEIROS).

Existe a "zona" do Euro. Poderiamos dizer que o Real também está na zona?

Papai transa com mamãe (estão banalizando o verbo namorar, agora serve pra tudo, até para trepadas), nasce um nenê... tudo certo, a escola (?) vai educar o guri...

Um deputado ganha mais de R$ 25.000,00 (fora os ameaços)... aquela professorinha sofrida, magrelinha, com princípio de depressão, que ensinou a Sua Excelência os caminhos da vida, continua ganhando R$ 1.448,00, brutos... DOIDEIRA.

A Polícia Federal deflagra mais uma operação - "Pega ladrão", e são detidos mais de 600 indiciados, no Planalto Central (SONHO!!!).

Deve sair brevemente sistema de cotas para as beneficiárias da Lei Maria da Penha, e os participantes da "Parada Gay" (estou sendo irônico SIM, em relação ao sistema de cotas).

MUDA, MEU BRASIL. É tanta corrupção, tanta coisa sem sentido, que me sinto afogando!!!!!

sábado, 12 de abril de 2014

A RESSACA DO MENSALÃO - OLHA O PERIGO

“O que me preocupa não é o grito dos maus, mas o silêncio dos bons”. (atribuído a Martin Luther King, Jr.)

A Ação Penal 470, que fora alcunhada de "Mensalão", transcorreu já a algum tempo, já temos a maioria dos condenados (notem bem, CONDENADOS), purgando suas culpas, mas algo que me preocupava há algum tempo está começando a acontecer, e visa desconstituir aquele processo, porque o que vier a acontecer em termos de benesse resultará em prescrição, e os culpados não precisarão pagar mais nada. Confiram: 

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2014/04/1439594-advogados-pedem-anulacao-de-julgamento-de-executivos-no-mensalao.shtml

Ora, direito de espernear todo mundo tem, dirão alguns. Mas a coisa vai mais fundo, é mais abrangente do que apenas a invocação de "duplo grau" de jurisdição.

Cabe aqui ressaltar que o foro privilegiado que se considerou cabível para a maioria dos envolvidos na AP 470, É UMA BENESSE. Ou seja, para que "colarinhos brancos" não sejam arremessados à sanha das instâncias inferiores, e talvez justiçados de maneira mais dramática, eles são enviados, em querelas (demandas, litígios) da Lei, ao STF. Então, ficam aqueles acusados "especiais" livres - digamos assim - do populacho, e são julgados por autoridades praticamente seus pares.

MAS... há sempre um mas, que na hora do esperneio, as pessoas esquecem de considerar. Com a vantagem vêm igualmente as obrigações. Ora, se há foro privilegiado, se supõe que em tal instância estejam as cabeças pensantes mais instruídas do Judiciário, a saber, não há alguém acima deles a quem se apresentar as demandas!

Ora, se valem as vantagens do foro superior, porque não se enfrentam os ônus disso?

O duplo grau de jurisdição é um instituto antigo, para lá do Direito Romano. Mas se esquecem os defensores da pilantragem que, se alguém era encaminhado a César, e por ele condenado, NÃO HAVIA MAIS NADA A FAZER. Então, "latu sensu", tratava-se do tal foro privilegiado, algo que demandava a sabedoria do imperador para ser resolvido. E pronto.

Esses foros internacionais, das quais a Corte Interamericana de direitos Humanos é exemplo, existem para resolver coisas ENTRE ESTADOS. Porque não se leva a eles - por exemplo - o caso Celso Daniel? Porque não tem nada a ver, entendem? É algo inserto (diferente de incerto) na soberania nacional.

Se um Estado não é soberano o suficiente para julgar seus criminosos (como é o caso - são criminosos, seja lá a atenuante que se usar), então que sofra intervenção, mas não é justo que o trabalho extenuante de nossos magistrados, que demandou horas sem fim de debates, e dezenas de milhares de páginas de arrazoados e preciosismos dos "adevogados", seja desconstituído por pessoas que eventualmente SEQUER pisaram o solo pátrio, e principalmente, com toda a certeza nunca leram (nem lerão!) os autos.

A propósito de "adevogados", uma palavrinha. 

Fiz Direito e sei o que quer dizer "foro íntimo do profissional", preciso informar antes que me joguem pedras. Defender os outrora acusados, atualmente condenados é algo lícito, afinal, o direito de espernear prevalece. Mas, senhores, levar a tribunais internacionais o pedido pífio de que eles merecem outro julgamento é, nada mais, nada menos, do que ser imoral. E é o que aqueles que demandarem tal artifício são. IMORAIS. Que não têm vergonha de usar bandeira sem sentido, num caso em que dezenas de milhares de páginas de arrazoado não puderam inocentar os envolvidos.

Senhores "adevogados", experimentem ganhar dinheiro (que é o que está rolando, naturalmente) com causas justas. Há MILHARES de pessoas em nosso sistema penal, precisando dos bons préstimos de Vv.Ss.

Espero que a Comissão Interamericana de Direitos Humanos tenha a mínima decência de não conhecer o petitório. Porque se aceitarem, será uma demonstração passiva de que nós, os brasileiros, não somos capazes de resolver nossos problemas de 'colarinho branco". E será um tapa na cara dos integrantes do STF (de todos eles, não somente dos que votaram pelas condenações). Posarão de palhaços togados.

quinta-feira, 10 de abril de 2014

VERGONHA DAS VERGONHAS (ENÉSIMA REPRISE)

Bom dia, amigos.

Indignação, tristeza, por tudo o que está acontecendo no Brasil. Assistam o vídeo de pouco mais de dez minutos. E tirem conclusão.

https://www.youtube.com/watch?v=5iC_pI6f7KQ&feature=youtu.be

Preciso lhes contar um pouco de minha história.

Embora NÃO me alistando como membro do partido da estrela, eu simpatizava com muitas de suas propostas, e estive mesmo defendendo abertamente o PT.

Bem cedo, em minha vida eu me preocuparia com política. A partir de inicialmente apoiar Brizola, as teses e idealismo do PT me contagiariam. E, mesmo mantendo-me fora de agremiações partidárias, passei a defender idéias que julgava válidas. Queria um Brasil melhor!

Com pouco tempo, meu esforço numa base sindical qualquer me colocou contra meu empregador (primeiros tropeços). Mas Pizzolato, Berzoini e Bernardi(dentre outros) foram eleitos principalmente pelo voto daquela massa devotada, que sonhava com um Brasil maior, como eu mesmo. Muitos daqueles, como eu, experimentaram a mesma sensação de logro que viria.

Vejo com outros olhos as aspirações daqueles senhores mencionados (e muitos outros não nomeados aqui). Queriam o poder PELO PODER. Queriam a corrupção pela riqueza pessoal. Nossa gente não interessa, no final das contas.

Anos depois, sonhos petistas deixados para trás, eu vejo que FUI ENGANADO. De alguma forma contribui para que pessoas somente com ânsia de poder, cheios de fisiologismo, chegassem ao governo de nosso país.

Não volto atrás, não os apoiarei, NUNCA MAIS.

Mas agora, como uma sequência de filme de terror de quarta categoria, vejo novos desfalques, novas falcatruas, novas ilicitudes flagrantes acontecendo... Me deparo, por exemplo, com a palavra do senador Mário Couto, pontuando, ainda que de maneira genérica, QUANTA DESONESTIDADE, QUANTA PILANTRAGEM, vem acontecendo.

O Brasil não pode ficar assim. Não podemos nos dar ao luxo de passar ao largo de decisões que hão de pavimentar os caminhos de nossos filhos e netos. Não podemos nos omitir, também, porque o resto do mundo quer saber MESMO se temos bravura. Ou vão se atirar (ESCREVAM!) como animais de rapina sobre nossa Pátria amada - desnutrida, pobre, nua, prostituída, sem honra, sem respeito - e saquear tudo o que nos resta, inclusive um pouco de vergonha e dignidade que ainda temos.

MUDA, meu Brasil varonil! 

E agora, querem amordaçar a imprensa descomprometida, e impedir que líderes do Legislativo, licitamente,


terça-feira, 8 de abril de 2014

ULTIMAS PATUSCADAS PLANALTINAS - E A PETROBRÁS?

E no meio do fogaréu que subiu de repente, o senador Romero Jucá, candidamente, oferece parecer favorável à CPI "genérica" como quer o governo, em contraposição escancarada ao pedido da oposição, por CPI específica para investigar a PETROBRAS.

Tendo-se presente que a CCJ (pra que serve mesmo essa encrenca?) vez por outra tem cabeças "brilhantes" em seus quadros, não seria de se admirar o parecer do ilustre senador. Ademais, o rapaz tenta claramente, com esse movimento paredista disfarçado, proteger as dilapidadas "jóias da coroa", em que se constituem os recursos em fluxo daquela caixa preta (em todos os sentidos - cor de petróleo, cor embaçada da corrupção, mera referência técnica) em que se tornou a estatal.

Uma vergonha deslavada. Que os outros temas erigidos pela situação mereçam investigatórios também, isso é inegável. Parodiando Boris Casoy, jornalista combativo e bem informado, "é preciso passar o Brasil a limpo." Mas o que está acontecendo com a PETROBRÁS é tão insólito quanto o sumiço daquele jato imenso, da Malaysian Airlines, no meio do nada. E lá (como cá) nem tem "Triângulo das Bermudas", para justificar o sumiço súbito.

Porque a PETROBRÁS está sumindo, não tenham dúvida. Outrora alardeado como uma das mais pujantes petrolíferas do mundo, colocada em 10o. lugar em termos de tamanho de empresa (revista Forbes, abril de 2012), dentro de menos de DOIS ANOS passou para um decadente 120o. lugar (Financial Times, março de 2014). Nada obstante as descobertas do "pré-sal"(sobre o que tivemos muito barulho, e até agora NADA, algo típico de uma comédia de Shakespeare), e os esforços no desenvolvimento de soluções tecnológicas (diesel menos poluente, etc...) a vitalidade da "galinha dos ovos de ouro" do PT não foi suficiente para enfrentar a sanha maligna de nossos dirigentes... Drenos espalhados por toda a parte estão literalmente secando a fonte.

Em meio a sonhos que se esfumaçam, como por exemplo a balela de auto-suficiência em combustíveis, preços mais estáveis para nosso combustível, e outras quimeras, a PETROBRÁS está vergando, adernando perigosamente (como uma das plataformas de prospecção de petróleo adernou recentemente) e não me surpreenderia se até meados do ano começassem a acontecer rumores de vendsa da estatal para algum grupo sino-americano-belga-ingles... (em tempo, "sino" quer se referir a algo relacionado aos chineses).

A CPI da PETROBRAS (e SÓ DELA) precisa sair JÁ. PRECISAVA sair no final do ano, mas as coisas estão cada dia mais difíceis de articular, e agora então, que as térmitas do grande cupinzeiro apelidado "CONGRESSO" estão açodadas, alguns exemplares até alçando o voo para novas ninhadas de cupins (eu disse cupinchas?), vai ficar cada dia mais complicado a oposição se organizar (pelamordedeus, estou trabalhando nas bases, de meu eleitorado!!!) e mais fácil para a situação tamponar o tiro terrível que lhe deram, ao solicitar a CPI.

Tomara que o bem vença. O Brasil depende disso, para começar a virada.

*o político da "charge" está vomitando negações, mentiras, meias-verdades, dissimulação (stonewalling), e a última referência é a respeito de um magnata do petróleo, na Europa.

terça-feira, 1 de abril de 2014

RESERVA PARA AFRODESCENDENTES OU... COMO SE CRIA UM SISTEMA DE CASTAS

Objeto de muita polêmica, me parece agora instituída uma das maiores burradas, senão a maior (corrupção é "hors concours"), já imaginável - até então - na nação tupiniquim. Me refiro ao sistema de "quotas" contemplando pessoas da etnia negra, ou assemelhados (pardos, indígenas, amarelos, etc).

Onde se vá, em termos burocráticos, é deparável a ressalva, que soa muito mais preconceituosa do que sua própria razão de ser - AFRODESCENDENTES.

Como tenho em minhas veias um autêntico coquetel - ancestrais paternos negros e portugueses, maternos portugueses e índios, me vejo a cavaleiro para criticar a estupidez transcendental, ora referenciada.

Vejam, meus amigos - ao reconhecer-se beneficiário ao sistema de quotas que vem sendo imposto aqui e acolá, alguém está na verdade, numa forma passiva, passando as seguintes mensagens:
- sou visto com alguém à margem da sociedade como um todo (embora não pareça);
- ainda que eu não tenha o preparo adequado, mas essa turma "vai ter de me engolir", porque me discriminam.
- (já) estou me considerando um "intocável". Essa sociedade preconceituosa me devia isso.

Pensemos. A integração com a sociedade passa por TODOS SEREM TRATADOS IGUALMENTE. E não privilegiar aqui ou acolá. O brocardo ignorante (porque vago) que ouvi uma vez, numa turma de acadêmicos de Direito, de "tratar de forma diferente os desiguais" rema na contramão do contrato social. É algo mais ou menos como "todos são iguais perante a Lei, mas alguns são mais iguais..."*

O que se quer quando, por exemplo, são selecionadas pessoas para cargos públicos, é EXCELÊNCIA no cargo. Esse deve ser o apanágio do processo, e não "ação social". Se supõe que as pessoas aprovadas efetivamente detém conhecimento para os cargos ou funções concorridos. NÃO É, como muitos consideram, algo para beneficiar a sociedade. É algo, na verdade, para TRABALHAR pela sociedade, e aí não devem ser admitidas preparações ou arcabouço acadêmico sofríveis, mitigáveis na premiação da incompetência.

Espero que me entendam. A premissa básica, por trás dos sistemas "facilitadores" (vulgo quotas) é mitigar aqueles que experimentaram mais dificuldades em sua jornada escolar/acadêmica, tendo em vista suas origens, etc e tal... e então elegem os "afrodescendentes"... Mas...

Pessoas com dificuldades educacionais e/ou acadêmicas as há de todas as cores. E agora, se existirem pessoas de outras etnias que comprovarem que suas limitações acadêmicas aconteceram devido a problemas com a gestão pública... como fica, serão beneficiados, com alguma "quota"?

A problemática do preconceito racial é intrínseca ao indivíduo. Tem preconceito quem quer, principalmente nesse nosso século de repúdio (corretíssimo) a manifestações da espécie. Porque então a sociedade como um todo haveria de pagar pela estupidez e intransigência de alguns de seus integrantes?

Porque, não se enganem. O que está acontecendo é tão somente uma outra forma de diferenciar nossos irmãos de pele escura ou negra. Não se lhes faz favor algum ao identificá-los como um segmento que, por suas características, merece maior beneplácito social.

Pensem num quadro hipotético dentro de um órgão público - "aquele camarada lá da repartição X se acha o tal, mas ele está aqui pelo sistema de quotas." Isso fatalmente vai acontecer, e não importará se a pessoa for competente - ELA JÁ TERÁ SOBRE SI O ESTIGMA.

Algo totalmente diferente rege o sistema de quotas para pessoas com necessidades especiais, porque a dificuldade não será CONHECIMENTO, mas sim habilidade/condições para desempenho das funções, e para isso são possíveis ajustes de leiaute, de equipamentos... não é uma cor que diferencia as pessoas, são suas possibilidades funcionais.

*isso me lembra a propaganda de um conhecido banco múltiplo - "bom para todos" - acontece que eu descobri que o tal banco é "melhor para alguns"...

QUANDO A INTELIGÊNCIA ENCONTRA A ALIENAÇÃO

Com muito prazer republico um texto profundíssimo, que pode divertir, e vai trazer muita luz, sobre o momento político que vivemos. É ...