O EXECUTADO NA INDONÉSIA - HIPOCRISIA E BABAQUICES OFICIAIS

Muito se disse também, ao longo dos últimos dias, a respeito daquele "pobre" brasileiro, condenado à morte na Indonésia, pelo crime de tráfico de drogas.

SIM, Marco Archer Cardoso Moreira era (porque já foi executado) TRAFICANTE.

SIM. Fazia disso meio de vida, inclusive declarou isso em entrevista. E, como informou, pretendia com essa "viagem" conseguir sua independência financeira.

SIM. Ele sabia do regramento existente na nação a qual pretendeu afrontar. Conhecia os riscos envolvidos. Precisamos parar de "passar a mão na cabeça" de quem infringe leis, e de forma sumária. Esse negócio de processos lentíssimos, com recursos à exaustão, só fazem vicejar entre nós novas e mais eficazes, violentas, cepas de criminosos. Inclusive do ponto de vista da organização (vide o PCC).

NÃO, A Indonésia não errou em nada. Seu sistema penal atende às necessidades não só de uma sociedade, como também aos mandamentos de uma fé que compartilham. E É UM PAÍS SOBERANO. É necessário que isso seja destacado. Radical ou não, o castigo capital pode ser solução - ao menos nesse estágio social daquele país - para assegurar alguma paz a seus habitantes.

Nosso governo? Um desgoverno, pode-se dizer assim... enquanto imploram que se poupe a vida de um criminoso contumaz, assumido e inteligente (nem tanto, pelo erro de cálculo), quantas vezes já vimos nossos governantes intercedendo ou promovendo ações de repúdio ao Boko Hakam, ou aos radicais islâmicos que estão abatendo gente como moscas, no interior do Iraque?

Apelar ao Papa para que ele intercedesse pela vida do "de cujus"... o que é isso? Agora o Papa vira "chave de cadeia" para criminosos contumazes?

Convocar embaixador da Indonésia para "consulta" soa tão efetivo quanto secar gelo. Não produzirá efeito algum, exceto o deletério, sobre as pedras enxugadas.

Aliás, me causa espanto desmedido que enquanto o Executivo faça essas traquinagens, o Legislativo não dê um pio!

Tampouco nossos artistas, as cabeças pensantes dizem algo a respeito.

Ou melhor, quando dizem, são discursos desconexos, sobre a Indonésia estar na contramão da história, etc e tal... Ah, parem de vociferar estupidez! Que sociedade está mais amparada, em termos de segurança? A da Indonésia ou a nossa?

Me poupem os garotinhos e garotinhas dos "Direitos Humanos". Vocês nem sabem ao certo o que é humanidade, e conceitos conexos como liberdade relativa, como segurança social... estão querendo na verdade é mais verba para essas ONGs oportunistas...

Talvez nem isso...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

ESCOLAS DE DELINQUENTES

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...