Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2015

O EQUÍVOCO MINISTERIAL

Muita agitação rolou recentemente, em vista o episódio de o Exmo. Sr. Ministro da Justiça ter recebido advogados de alguém envolvido na operação Lava-jato.

Alguém também exacerbou, no Congresso, ao exprimir que o Sr. Cardozo teria recebido representantes de quadrilha, etc e tal...

A bem da verdade, precisamos ponderar que o Ministro pode SIM, receber quais representantes de quem quer que seja. Está liberado, Sr. José Eduardo Cardozo!

Mas... o que perturba o processo é que a reunião não tinha agenda anterior, nem tema da reunião, envolvendo um dos mais altos funcionários de nosso governo federal. ISSO SIM, é problema.

Talvez V. Excia. não compreenda bem o porquê da bulha a respeito... naturalmente, está acostumado a esses encontros de coxias, tão à feição de nossos políticos (safados, será?) brasileiros. Mas precisamos dizer ao ilustre Ministro que o que passou para quem estava de fora, e para nossa gente, de modo geral, é que quem visitara o ministro foi sapatear, se não ameaçar...

Im…

A FÁBULA DO GOVERNO DO CORPO E OUTRAS HISTÓRIAS

Imagem
O que de "maduro" está quase apodrecendo - fora de nossas fronteiras, começa a ser ensaiado por aqui, nas plagas tupiniquins, vulgarmente nomeadas BRASIL.

Um governo falido pelo seu próprio gigantismo (39 ministérios, algo digno do Guiness Book!), com distribuição ampla, geral e irrestrita de propinas, com amadores administrando a coisa pública, com "barretadas" a necessidades de outros países, em detrimento de nossa gente (alguém ainda se lembra do porto de Mariel?*), com estúpidas reservas de mercado, com políticas comerciais norteadas pelo sobrepreço e protecionismo cego... carga tributária de fazer inveja a qualquer exator da Idade Média... como se sustentar?

Os donos atuais do poder foram além das "chinelas", ao apostar na política do "toma-lá-dá-cá", e nossas obras públicas, de modo quase geral, ou estão emperradas por cupidez das empreiteiras "amiguinhas" do poder, ou por defeitos de projeto/execução, ou por mera vontade políti…