ESTADO ISLÂMICO - CRIANÇAS, ASSASSINOS, OU MEROS OFENSORES DA FÉ MAOMETANA?



O mundo está em polvorosa porque determinado grupo radical, com discurso religioso e ações militares, resolveu "criar" uma nação.

E, a ferro e fogo, vão subjugando sociedades inteiras, depredando sem respeito nem noção de valor a cultura de antepassados, matando indiscriminadamente, ameaçando de forma insana...

E tudo isso em nome de Alá - PODE UMA COISA DESSAS?

Quem quiser ter o trabalho de conferir no Corão (o nome certo é esse), verá que esses tipos de violência são repudiados pelo texto sagrado. Aliás, algo interessante de se notar é que a imensa maioria dos descendentes de árabes que conheço (o berço do islamismo É ÁRABE), é que são sempre pessoas extremamente afáveis, prestativas, educadas (em todos os aspectos, normalmente), ciosas do bem ao seu redor...

Como entender a fúria insana dessa caterva?

Não se pode entender, a não ser que consideremos a realidade de uma alienação coletiva, lavagens cerebrais e condições semelhantes.

E a coisa assume proporções preocupantes, quando se considera que gente "bem nascida" (digamos assim, em condições socio-econômicas melhores do que a média) - de Estados Unidos, Inglaterra, França e outras nações de primeiro mundo - está se encantando pela rotina da maldade, da perversidade mesmo, da sujeição a ferro e fogo de populações inteiras...

EM NOME DE ALÁ? Não pode ser!

Não. A volúpia de poder de alguns cérebros deformados pela ignorância e intolerância, que resolvem  querer o poder. Simples assim.

Mas eu preciso ponderar, meus caros, que o modo moderno de educar crianças e jovens tem uma participação grande no horror que estamos presenciando.

Acontece que as pessoas estão já desde a década de 80 adotando aquela postura do "live and let die". Nossas novas gerações são ensinadas a relativizar a importância das pessoas, a valorizar "o que se tem", ao invés "do que se é". E a fomentar a liberação da angústia pessoal, ao descobrirem, muitas dessas pessoas que se vão inserindo na sociedade, que suas vidas são vazias, sem finalidade.

Daí para que causas insanas - como Boko Haram e ISIS - sejam abraçadas, é um passo muito pequeno. Jovens são por excelência aventureiros, e dentro da insanidade global, aprisionar crianças em gaiolas, sequestrar moçoilas para servirem a seus algozes, ou degolar inocentes profissionais, nada mais é do que extensão RPG perversa ao extremo, dos video-games que cresceram cultivando.

Nosso mundo está morrendo, seja pela poluição, seja pelos descuidos absurdos, comandados pelo capital, e pela megalomania.

Mas isso (o orbe em degradação) não vai fazer muita diferença, em breve.

Porque nossa sociedade TAMBÉM ESTÁ MORRENDO. Está chafurdando na lama da maldade, da insensibilidade humana... Estamos deixando de ser gente, e nos rebaixando a patamar ABAIXO DO REINO ANIMAL. Entendem agora a frase de Thomas Hobbes? - "O homem é o lobo do homem."

Pobre mundo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESCOLAS DE DELINQUENTES

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...