FEMINICÍDIO - OU A ARTE BRASILEIRA DE CHOVER NO MOLHADO

Nossa "iluminada" mandatária-mor da República sancionou ontem, 09 de março, lei tipificando o assassinato de mulheres como homicídio qualificado em razão do gênero, enquandrando-o como hediondo.

Pessoas, me confirmem... o homicídio qualificado JÁ NÃO É CRIME HEDIONDO? Outra pergunta... no homicídio qualificado JÁ NÃO ESTÃO INCLUSAS AS MULHERES?

Sabem... me perpassa um mal-estar terrível, ao sentir que nossa "Pátria Amada, salve, salve!" está em crise de cabeças pensantes. Seja de moto próprio ou induzido por outrem, mas fazer nossa presidente assinar uma lei dessas é escarnecer do que já está escrito.

Mas a crise de cabeças pensantes não para numa estúpida lei, que parece reescrever outra.

Temos alimárias que acham que aumentar impostos é solução. Outros quadrúpedes com gens de muar que avaliam correto estender benefícios de esmola a nossa gente, mal instruída e mal acostumada, sempre de mãos estendidas ao beneplácito governamental/público.

Falando em mãos estendidas... me faz lembrar aquelas multidões de infelizes (e ULTRA explorados) africanos, suplicantes em seus olhares, aguardando um pouco de água, um pouco de comida doada...

Mas voltemos à LEI.

O "feminicídio" é de uma estupidez planar. Porque aplicar um novo rótulo a antigas mortes não as fará parar, ou diminuir. A problemática está na cultura de nossa gente, incipiente desde as classes menos favorecidas, até à classe A.

Assim como a questão da homofobia. Senhoras e senhores, essas pessoas ignorantes e brutas que temos entre nós (fruto, volto a lembrar, de educação básica incipiente, e cultura social mais incipiente ainda) não estão nem um pouco se preocupando, na hora de agredir alguém, porque manifeste tendência comportamental diferente.

Outra, a questão do preconceito racial. Aliás, todos se lembram de negros, desde logo, quando isso é aventado, mas alguém se lembra da discriminação terrível que sofrem os oriundos de etnias indígenas, orientais ("aquele japa"), ou meros imigrantes de nossas nações limítrofes*?

O que eu quero dizer, pessoas, é que A LEI JÁ EXISTE. O que não há é a consciência social de que ela (a lei) precisa ser respeitada, e a sociedade se constrói com respeito às individualidades!!!!!

Acham mesmo que a tal lei do "feminicídio" fará com que menos mulheres morram? ESQUEÇAM.

Especialmente enquanto tivermos a leniência do "suspeito sem antecedentes, tem endereço fixo, tem emprego...", enquanto nosso aparato coercitivo for deficiente como é, enquanto os advogados disporem da abundância imoral de recursos que temos na Lei brasileira... parodiando Dante Alighieri - "ABANDONAI TODA A ESPERANÇA, VÓS..." (A Divina Comédia).

*vide episódios recorrentes, de bolivianos sendo usados em regimes de semi-escravidão, na nossa maravilhosa SAMPA...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

ESCOLAS DE DELINQUENTES

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...