COMPAIXÃO


Noticieiro de hoje nos informa que, em meio às maldades humanas, ainda há espaço para compaixão.

O Sr. Mário Ferreira Lima, operário, desempregado, fora detido, após a tentativa de furto de alguns quilos de carne, de um supermercado.

A vida do Sr. Mário nem de longe se assemelha à dos habitantes de "Utopia" (país também conhecido como 'Esplanada do Planalto'). Como já dito, sem emprego - que ele precisa batalhar, ao invés de fazer "toma-lá-dá-cá" para se perpetuar, morando com um filho, somente (sua ex-esposa retornara a outro relacionamento, pela penúria do homem), passava fome.

FOME, ENTENDEM, MORADORES DE "UTOPIA"? Passava fome há dois dias. e em seu desespero, resolveu avançar no que não lhe pertencia. Roubou carne - o que em direito costuma se chamar de furto "famélico" (para satisfazer a fome).

Não deu outra. Foi detido, e encaminhado à delegacia, onde policiais, sensibilizados com a situação agoniante do homem, não só lhe pagaram a ínfima fiança (R$ 270,00), como também se cotizaram para compras que suprissem a casa do desafortunado cidadão.

Parabéns a esses policiais do DF, que foram capazes desse gesto de humanidade. Fizeram a conta-gotas o que o governo deveria fazer massivamente - assegurar sustento e condições mínimas de vida aos menos afortunados do Brasil. Precisamos de gente como vocês lá em "Utopia", gente com atitude e, acima de tudo, compaixão por nossa gente, que - ignorante que é - acha que "bolsa-isso ou bolsa-aquilo" os farão chegar a algum lugar. Gente que queira MESMO que o Brasil cresça.

(talvez nem vejam minha crônica, mas merecem registro, os policiais envolvidos, dos quais soube apenas o nome de dois, Ricardo Machado, Kelen Cristina*. Mas o registro precisa ser feito)

Mas quem mesmo se importa com os miseráveis, lá nos altiplanos de "Utopia"?

Eles estão interessados - salvo raríssimas exceções, preciso pontuar - em disputar poder, em retalhar a nação em "feudos", em enviar dinheiro para o exterior...

Estão sob maldição. O dinheiro surripiado do Erário lhes servirá pouco, quando a enfermidade lhes sobrevier. A fama que adquirirem JÁ ESTÁ ENLAMEADA pela sujeita que flui sem interrupção das casas do Congresso.

 * se mais alguém esteve envolvido, me digam, e eu edito a crônica. Gente que se compadece merece ter o nome enaltecido.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

ESCOLAS DE DELINQUENTES

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...