ORÇAMENTO, PIB, MENTIRAS E VIDEOTAPES

Claro, a palavra "videotapes" no título faz referência a filme famoso, não tem nada a ver diretamente com o Brasil e seu (des)governo.

Mas se fossemos rememorar a quantidade de mentiras que se proferem por aqui, no território tupiniquim, em especial pelas cabeças coroadas do (des)governo, em todos os escalões, certamente a surpresa seria grande, de qualquer platéia que as conhecesse.

Temos agora um esforço desesperado (como se não soubessem que o pior estava chegando), para recolocar a nação nos eixos. E então... temos uns números.

Ora, conforme orçamento previsto para 2015 (coisa prosaica, já estamos quase no meio do ano, e só agora o orçamento PREVISTO é liberado), se vislumbra receitas brutas da ordem de 2,96 TRILHÕES de reais.

Notem bem... são 2.960.000.000.000,00 unidades do nosso suado dinheirinho esperados nos cofres do Erário Federal. Não se alarmem... vamos passar bem daqueles números, a não ser que eu me engane muito.

Mas então, o governo está agoniado, tentando promover ajustes que representem incremento de "margem" em torno de R$ 50 bilhões. Comparem os números - serão algo em torno de 50.000.000.000,00.

Ou seja... excluindo-se esse aporte, desesperadamente batalhado, restariam em rendas - digamos assim - seguras, algo em torno de 2,91 trilhões... ou seja... 2.910.000.000.000,00. 

Pois bem - a pergunta que não quer calar é: O QUE ESTÃO FAZENDO COM ESSE MONTANTE JÁ PREVISÍVEL?

Pois bem, aos que não entendem as coisas, precisaríamos desenhar, mas então... vamos por partes:

- segundo pesquisa divulgada pela FIESP, há pouco mais de um ano atrás, indica-se que 69 BILHÕES - ou seja, 69.000.000.000,00, são escoados pelos ralos da corrupção;

- o superfaturamento das obras públicas, segundo fontes fidedignas, aponta um prejuízo de R$ 29,00, para R$ 100,00 orçados. Ou seja, algo em torno de 30% de pagamentos indevidos.

- A máquina administrativa (Executivo) alcança inauditos 1.870.000 servidores (números aproximados), com soldos alentados, que os distanciam da realidade de quem recebe R$ 788,00 brutos, mensalmente.

SURPRESOS?

Acontece que somos bombardeados com mentiras de toda sorte. 

A lei é vilipendiada, por exemplo, quando os funcionários do TCU indicam fraudes e desvios, e fica por isso mesmo. E contas reprovadas continuam passando, sob o condão complacente de recursos fraudulentos ou imorais, e a condescendência de legisladores comprometidos com o "status quo" (salvo exceções honrosas, como o Sr. Joaquim Barbosa, ao indeferir a explosão de TRFs - eu mesmo acho necessário o fracionamento, mas não com o açodamento com que o apregoaram.)

O Estado é desmoralizado quando temos um ministério tão inchado, que abunda em TRINTA E NOVE sedes, enquanto por exemplo, na Alemanha, o número de ministérios é de DEZESSEIS ("encolhíveis", não tenham dúvidas, a qualquer momento, conforme a necessidade. Já no Brasil...).

O IBGE, esse bastião de confiança nacional, nos explica que o PIB "per capita" subiu a R$ 19.016,40 (números de 2010). Mas como dizer isso a miseráveis que sequer sabem o que é salário? Se duvidam disso, vão visitar Belágua, no Maranhão...

Experimentem tentar descobrir essas estatísticas agrupadas. É um verdadeiro exercício de paciência. 

Acontecem que não interessa aos "senhores feudais" desse torrão chamado Brasil, que as pessoas descubram que o tamanho dos desmandos e da falta de vergonha na cara superam de LONGE a receita líquida nacional. E que se tudo isso fosse planificado, e ao menos CINQUENTA POR CENTO DA ROUBALHEIRA e da imoralidade públicas (concentração maior em Brasília, capital de um país chamado "Utopia") fossem contidas, nosso país dava banho de vitalidade, e de quebra, nossa gente teria saúde mais barata (ou gratuita), mais educação, mais segurança, mais paz, mais alegria...

Mas quem quer MESMO acabar com a pobreza? O MST? 

Quem quer mesmo acabar com a criminalidade? Senadores e deputados que enviam somas suspeitas para a Suíca?

Quem quer mesmo valorizar a educação? Governantes que usam recursos que não lhes pertencem, e jogam a polícia contra quem se indispõe?

Ah, me poupem. Brasil, o que falta em ti são homens. Não quem use calças. Mas quem tenha palavra, quem tenha senso de moralidade, quem seja honesto (ops... existem, estão em extinção).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESCOLAS DE DELINQUENTES

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...