QUEBRA DE SIGILO NO BNDES - ULTIMOS TRUNFOS DE UM GOVERNO PERDEDOR E DESONESTO



Nossa presidente da República realmente demonstra o terror que inunda o Planalto.

Notícia dessa sexta nos informa que a Exma Sra. Roussef vetou a quebra de sigilo das operações de empréstimo do BNDES, sob alegação de que tal medida prejudicaria competitividade de empresas brasileiras, feriria sigilos empresariais e bancários, etc e tal... confiram...

http://dinheiropublico.blogfolha.uol.com.br/2015/05/22/dilma-veta-texto-que-quebrava-sigilo-em-financiamentos-do-bndes/

Compreensível.

Acontece que, pelo andar da carruagem, o BNDES se converterá no último bastião de onde "fidelizar" pessoas e empresas. A PETROBRÁS está sendo vasculhada, e os centuriões certamente não vão permitir novas diatribes naquela estatal.

BB e CEF certamente terão sua quadra de provações... O que sobra?

Aquela caixa preta totalmente sob controle do governo federal, claro!

E a digna senhora ainda se dá ao desplante de "lembrar" que a quebra de tal sigilo é inconstitucional!!

Ora, ora, ora, D. Dilma. Talvez V. Excia. tenha olvidado um dos pilares da administração pública que, embebido no acrônimo LIMPE, tem sido sistematicamente desrespeitado pelos governos brasileiros, especialmente o governo federal - atende pela singela palavra PUBLICIDADE.

Não, Excelência, não é inconstitucional dizer ao Brasil o que o governo federal faz com os generosos recursos que nossos suados caraminguás, recolhidos de forma impositiva na forma de impostos.

Não é inconstitucional demonstrar que os alentados recursos que aportam ao BNDES são utilizados para o bem da população. Não é inconstitucional V. Excia. dar satisfação do que faz com os recursos que entregamos (ou nos são confiscados) em tributos a cada passo mais agressivos - há aumentos recentes, e expectativa de mais aumento de impostos, numa nação que já os tem dos mais elevados do planeta.

Claro, talvez seja imoral se dizer que portos no exterior estão sendo financiados pelos ditos recursos. Talvez soe estranhíssimo V. Excia. tentar explicar porque algumas empresas são "queridinhas" do governo e outras não. Sob esse ângulo, talvez seja mesmo prejudicial a algumas empresas brasileiras, a exposição das operações, condições de remuneração e finalidade de alguns empréstimos.

Mas, Excelência, falando francamente... a senhora atenderia ao pedido de alguém para lhe passar TRINTA BILHÕES DE REAIS, sem que lhe fosse explicada a finalidade "tintim por tintim", desse repasse, ou para onde iria esse dinheiro?

Não, Excelência, a Sra. não permitiria, nem autorizaria, tal repasse.

Pois então... V. Excia. está fazendo EXATAMENTE ISSO, quando pega recursos do Erário, entrega-os ao BNDES, e se recusa a nos dizer a que isso se destina.

Para representar o desatino de tal "presepada", Excelência, basta se considerar que o governo federal está discutindo com o Congresso um corte da ordem de R$ 80 bilhões, para o corrente ano. Pois então... TRINTA BILHÕES, já repasssados ao BNDES representam pouco mais de 40,7% daquele aperto de cinto!

Brasil... de um governo descompromissado, de homens públicos (salvo raras exceções) desonestos, assassinos, insolentes... de um povo acomodado em suas misérias, crédulo a um nível imoral... eu te amo, Pátria amada! Mas como você castiga quem te ama, Brasil!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

ESCOLAS DE DELINQUENTES

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...