BRIGAS DE GATOS E RATOS

 Qual seria a mão correta para acusar um ditador?

As manchetes de hoje nos informam que medida liminar do CNMP (Conselho Nacional do Minitério Público, para os menos antenados) suspendera depoimento que o Sr. Luís Inácio e sua digna esposa Marisa prestariam, a respeito de um badaladíssimo apartamento triplex (não sei porque acentuam o "i" nas matérias...)... Confiram...


A alegação para que o feito não se realizasse é de que a medida estaria sendo patrocinada por instância imprópria - pela primeira vez em meus mais de 25 anos de Direito vejo aparecer defesa para a figura do "promotor natural"!!!!! Verdade é que alguns defendem essa insanidade, mas o próprio STF não a considera, em nome da universalidade de ação do órgão. É importante se considerar uma das maiores atribuições de um promotor, que é sua INDEPENDÊNCIA.

Juiz natural, tudo certo. Algo acolhido e ensinado na doutrina, etc e tal... Mas "promotor natural"? Mais me parece "jus esperneandi" do que qualquer outra coisa.

Mas meu inconformismo está além. Notem, preclaros leitores, que a problemática NÃO ESTÁ NA ILICITUDE OU NÃO do que se quer apurar... Desloca-se o foco do problema para quem deveria promover a devassa!!!!

Então, o Dr. Conserino, que é competente SIM para rever coisas do tipo, como um fiscal da Lei autorizado pela Constituição (ah, essa C.F. tão retalhada, já tão cuspida, já tão desrespeitada!!!! Como sofres, texto legal!), é desqualificado para conduzir o feito, e com isso concordam seus representantes no CNMP!!!!

É importante lembrar que o Ministério Público é órgão a serviço da sociedade, como fiscal da Lei e "pretor". Algo mais a respeito - é órgão UNO. Significa que aquele representante do MP que recebe a denúncia é competente para conduzi-la e encaminhá-la (AÍ SIM!) ao juiz natural.

Claro, suspeito que por trás da medida do douto CNMP alguma cautela, compreensível, dado o calibre das pessoas que se acham envolvidas no processo. SÓ POR ISSO, alivio um pouco a carga.

Mas considerem como nossa Justiça está alienada! Ao invés de se atentar para eventuais ilicitudes em torno da propriedade/uso do dito cujo apartamento, fala-se de quem tem competência para investigar!!!! E o ilícito que se dane!!!

Estranha, para se dizer o mínimo, a retórica (de pouquíssima ação) em nossos tribunais, especialmente no tocante a indiciados/acusados/processados ilustres. Me parece que o rigor da Justiça continua destinado aos desvalidos, negros, e inocentes. Esse é meu Brasil, que não me canso de amar, embora sofra tanto por ti, Pátria amada!!!!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

CURA GAY E OUTRAS IMBECILIDADES EMPURRADAS PELA MÍDIA