TUDO O QUE A TELINHA MOSTRA... A VIDA IMITA A ARTE... ATÉ NOS CONCUBINATOS!

Os palhaços nem sabem a influência que têm em quem os assiste...
 
Oscar Wilde, dramaturgo e escritor britânico, escrevera "A vida imita a arte, muito mais do que a arte imita a vida."(peça Pen, Pencil and Poison).

Então, um desses sites especializado em fofocas nos trouxe a novidade de que uma certa atriz estava "namorando" um fulano desses por aí. Como se imagina, nada importante. Mas o ponto não está na importância ou não da notícia.

A indicação clara é de que houve uma mera mudança de endereço de um dos "namorados", com compartilhamento das bugigangas agregadas. Nada mais..

Acontece que menininhas sem juízo e rapazinhos sem noção conferem essas baboseiras com rigor quase ritual, e assim notam encantados que HÁ UMA SOLUÇÃO para não terem que cumprir rotinas de cartório, nem avisar amigos e familiares, nem fazer festa - "FICAREM NAMORADOS"!!!!

Os idiotas (maioria) que criam os enredos novelísticos é que deturparam a frase de Oscar Wilde, tornando-a "a arte imita a vida". Não é assim, é diametralmente o contrário! Já dissera Aristóteles, séculos atrás que "o homem é um animal de imitação".

Não entendem que a futilidade da vida dessas pessoas é o que as leva a encetar e romper relacionamentos assim, como quem muda de roupa. Gerações mal educadas em casa, mal aculturadas na escola vão assim aprender - PELA ARTE e seus artistas - que há atalhos para conseguirem seus intentos...

O resultado? Muitos relacionamentos terminados em meses, outros em contextos de ciúmes absurdos (e estou me referindo a MORTES, inclusive), porque na arte não havia maturidade alguma, e seres imaturos não vão muito longe, nessa vida, sejam seres humanos ou não.

Mais resultados? Famílias totalmente dilaceradas por quem se arrebenta desse jeito e parte para as drogas... muitos netinhos sendo cuidados pelas avós...ônus sociais de toda sorte, dos quais uma das novidades é a perpetuação de "Bolsa-Família" em comunidades que só convivem com o universo noveleiro e seus ídolos. Nunca leram um jornal, nunca deram atenção à necessidade de educação PARA A VIDA. Entram nela sem saber viver.

É. Estou revoltadíssimo com esse "status quo".

Já passou da hora desse banho de futilidades parar. Se essa ou aquela atriz resolve "dar" pra alguém, que o faça. Mas não diga que "assumiram namoro". O nome jurídico da relação mais comum que vemos nos contextos artísticos é "concubinato" (se for entre solteiros - se não houver essa condição teremos nomenclaturas menos aceitas...).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

CURA GAY E OUTRAS IMBECILIDADES EMPURRADAS PELA MÍDIA