O MINISTRO GILMAR E SEUS MAUS HÁBITOS

 Mas... hein?

Ok, sabemos que o Dr. Gilmar Mendes é pródigo em emitir suas opiniões em relação ao mundo que o rodeia, notadamente o político.

Ok, sabemos igualmente que ele até tem esse direito, como pessoa,como ser pensante, como uma sumidade que é, no conhecimento aos meandros intrincados e sujos da politica nacional.

Mas... o Dr. Gilmar Mendes tem o oportunismo de uma tia idosa e solteirona, no seu afã de tentar cuidar de toda "a família", e deixar todo mundo de bem com todo mundo... Acaba extrapolando a dose.

Já soubemos de surtos episódicos, como por exemplo aquele acontecido quando o Dr. Joaquim Barbosa era um de seus pares, no STF.

Mas agora, definitivamente, o Exmo. Sr. Dr. Ministro Gilmar Mendes foi além de suas vetustas (conquanto famosas) "chinelas".

Ora, senhores, se um projeto de autoria popular, ou de algum segmento expressivo da população, é encaminhado a apreciação do Congresso e é desfigurado em perto de 90% (noventa por cento), o que se pode fazer com o mosaico de recortes que sobra? O projeto foi "desnaturado", como dizem no jargão oficial. confiram o "imbróglio"...

Onde está o projeto de lei que estava AQUI?

Nada mais correto do que duas saídas - OU NÃO SE VOTA NADA NO PROJETO, ou ele deve RETORNAR a seus criadores, para que se entenda o que há. O que passar disso - se aprovação houver de um ordenamento retalhado e esticado/encolhido a bel-prazer dos congressistas - será algo como um "Frankenstein" escrito, que guarda pouca identidade com seu original, e cujo moto de existir com certeza não seja reconhecível, por insano que vá parecer.

Volto a ponderar que o Exmo. Ministro, do alto de sua extraordinária cultura e saber jurídico notório, tem sim o direito de criticar o que for, em termos de projeto de lei. Mas atalhar de forma tão contundente e atabalhoada seu colega de STF - Dr. Fux, que ao interpretar a Constituição (outro texto legal retalhado, esticado e encolhido ao alvedrio dos senhores do Legislativo), interrompe o "oba-oba" generalizado, de dispositivos que - ao invés de identificar e penalizar sanguessugas e outros apaniguados do poder político no Brasil - vão com certeza oferecer a nossos políticos mais tranquilidade ainda, para desfilarem suas desonestidades materiais ou morais.

Não, Dr. Gilmar, eu que já apoiei V. Excia. em alguns momentos, desta vez não posso compactuar com a verborragia que o Sr. esposou, a respeito.

Perdeu um ótimo momento para quedar-se - no mínimo - em silêncio.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESCOLAS DE DELINQUENTES

ERROU DE NOVO, SR. MICHEL SAAD NETO!

DE MARCHINHAS DE CARNAVAL...