quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

"COLARINHO BRANCO? MUITO PRAZER, DR. GILMAR MENDES AO DISPOR DE V.EXCIAS."

Por essas e tantas outras...

E o Dr. Gilmar Mendes NUNCA me frustra!!!

Amigos, quando o homem se move (ao menos ao longo dos últimos dois anos), não tenham dúvida alguma - é na direção de indiciados por crimes de "colarinho branco"! Apreciem as últimas novidades da espécie...

Gilmar Mendes, o paladino dos "sacrificados"... só que não...

Acredito que nunca vi tanta regularidade em servir à banda "podre" dos grandes homens desse país.

Certamente algum dos meus leitores há de se incomodar com a regularidade e acidez com que comento os feitos do Dr. Gilmar (em sua maioria esmagadora realizados por decisão monocrática). Pois bem, vamos à minha justificativa.

As liberações continuadas de pessoas sob prisão preventiva podem indicar que quem decretara as ditas prisões sejam pessoas sem critério, pessoas que arrepiam o Código de Processo Penal, ou gente que tenha "vendetta" contra os contristados. Pois bem, todas as ordens aconteceram de lavra de juízes com vasta experiência judicante, como por exemplo, o Dr. Marcelo Bretas, que é juiz federal desde 1997 (ou seja, a mais de VINTE ANOS). Em contrapartida, o Dr. Gilmar Mendes NUNCA FOI JUIZ. Fora guindado ao STF, após o desempenho de alguns cargos importantes, conquanto não da carreira de magistrado, pelo governo FHC, em 2002.

"En passant", como diriam os franceses, o Dr. Gilmar Mendes tem menos carreira de magistrado que o Dr. Bretas... mas quem se importa com esses detalhes insignificantes, não é mesmo?

Na matéria destacada no início desta crônica, dentre outras pérolas, o ilustre magistrado liberara D. Adriana Ancelmo de sua vaga no sistema prisional, para a benesse de prisão domiciliar, sob a justificativa de que "A questão da prisão de mulheres grávidas ou com filhos sob seus cuidados é absolutamente preocupante, devendo ser observadas, preferencialmente, alternativas institucionais à prisão, que, por um lado, sejam suficientes para acautelar o processo, mas que não representem punição excessiva à mulher ou às crianças."

Aparentemente, muito altruísta, a decisão, de fundamento humanitário (claro, ele esquecera de que 1 - a jovem senhora sabia dos efeitos que suas ilicitudes poderiam acarretar e 2 - aparentemente não há crianças de peito, mais, emsua prole). 

Mas agora vem a pergunta que não quer calar: o Dr. Gilmar vai liberar mais MILHARES de mães que literalmente mofam na cadeia, ou só a esposa do Sr. Sérgio Cabral? Vai ou não? Que fator diferenciador separa a Sra. Adriana das mulheres humildes que furtam calcinhas ou repassam drogas para seus parceiros???

São somente duas situações, da lavra de 18.12 passado. Há outras "preciosidades", nos últimos movimentos desse ano, realizados pelo eminente magistrado. Atos que só poderão ser revistosa partir de Fevereiro/2018. O que significa que os liberados (D. Adriana inclusive) poderão sofrer seus "martírios" jurídicos amenizados pelas festas de final de ano, afinal ninguém é de ferro, não é mesmo, Dr. Gilmar?

Se V. Excia. conseguir responder satisfatoriamente ao questionamento subliminar das duas situações acima destacadas, terá meus respeitos, e consideração. Se não (não creio que seja possível, na verdade), continuará tendo o meu desprezo, e o desprezo de muitos -eu diria, a maioria - dos pares de V. Excia.

O que o Sr. faz, Dr. Gilmar Mendes, não é JUSTIÇA. É compadrio. Mas então... lembre-se de há duzentos milhões que amariam ser compadres de V. Excia., e desfrutar da Justiça que o Sr. tão tenazmente, tão insistentemente, tão vergonhosamente distribui entre os "amigos".

FELIZ NATAL, EXCELÊNCIA! ANO NOVO PRÓSPERO, DEUS SEJA O JUIZ DE V.EXCIA.!

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

E A ESTUPIDEZ MIGRA!!!!!

Atestados de ignorância explicitos

O noticiário nos dá notícia de que algumas pessoas teriam realizado protestos lá, nas cercanias da Universidade de Coimbra, em Portugal, reclamando da presença do Dr. Sérgio Moro, em evento com palestras, relacionado à corrupção, dentre outros temas conexos. Confiram...

O protesto dos rebeldes sem causa

A coisa interessante é que aparentemente o pessoal, reunido sob égide de uma tal APEB (Associação dos Pesquisadores e Estudantes Brasileiros em Coimbra) não queria contestar nada relacionado à corrupção. Queriam mais uma vez destacar a pretensa "afronta" aos direitos humanos... E criticaram a participação do já referido magistrado.

Observem que esses "preocupados" com direitos humanos vivem num país onde os tais direitos são respeitados por uma prevenção cultural - ou seja, a cultura dos europeus, que está centenas de anos à cultura brasileira, é que produz o ambiente onde esses "preocupados" vivem. Logo, a ambiência que experimentam lá não é a mesma que temos aqui.

Mas, "ad argumentandum tantum", talvez seja boa idéia recordar aqueles energúmenos que, em gesto de desrespeito à pátria que os acolhe, pichara muros da centenária Universidade, com dizeres ofensivos ao homem que à custa da própria tranquilidade, tem buscado o que aqueles alienados se furtam a comentar - JUSTIÇA.

E é totalmente próprio aqui se tocar no assunto, porque sem JUSTIÇA não existirão direitos humanos (talvez tenha os "dos manos"), coisa que aqueles ignorantes postularam em seus argumentos.

Sem JUSTIÇA, caros integrantes da APEB - e a Justiça tem no Dr. Moro um de seus mais distintos, insignes, representantes - sem Justiça vocês não teriam nem liberdade para fazer o que fizeram.

Meninos e meninas "rebeldes sem causa, se queriam alguns minutos de luzes da ribalta sobre si, conseguiram. Parabéns.

Agora, voltem para a esbórnia dos finais de semana. Voltem para seus livrinhos virtuais e ideários sem noção. Voltem para suas lições de ideologia de esquerda. Talvez adquiram maturidade para reprovar o que pensam e expõem.

Deixem os brasileiros que amam este país aqui tentem ao menos fazer dessa Pátria um lugar melhor, para quando vocês - se for o caso - quiserem retornar. Afinal de contas, queremos o Brasil e sua sociedade cada vez mais parecidos com a sociedade portuguesa, em termos de condições de vida e suporte aos recursos humanos. E não o contrário - não precisamos exportar (parece que esse foi o caso) pichadores para a Europa.

DEIXEM O DR. MORO (e outros paladinos da Justiça) EM PAZ.

domingo, 3 de dezembro de 2017

O GUARDIÃO DA DESONRA

Imagem auto explicativa...

O que se esperar de um país onde a mentira é algo louvável (muito entre políticos), o roubo é prática corriqueira, a corrupção está institucionalizada desde os gabinetes do poder até às latrinas escolares?

O que se esperar de um país onde seus homens públicos mandam para o exterior recursos de que não poderiam explicar a origem, se fossem depositados em contas bancárias nacionais?

O que se esperar de um país onde manobras políticas vociferam que a previdência vai mal, mas o próprio governo mete a mão na massa, para retirar recursos de onde se supõe está deficitário (quem não conhece ainda, procure saber o que é DRU - esse é o nome da manobra)?

O que se esperar de seus homens públicos? Até meados de 2018, NADA. Porque aqueles sujeitos sem vergonha (há pouquíssimas exceções, preciso conceder isso) vão estar correndo desesperados pelo país afora, tentando salvar seus mandatos imorais.

O que se esperar de sua Justiça? Ahhhh, essa justiça! O que esperar dela, senão panos quentes para "amigos", e presepadas em nome da Lei?

Senhoras e senhores, o Brasil aí está.

Mas o capítulo que chocou o país, essa semana, foi escrito por nada mais nada menos do que o Sr. GILMAR MENDES...

Esse homem NUNCA ME FRUSTRA!!!!! É surpreendente a sua regularidade, paladino dos fracos e oprimidos deste país!!!!!!

E não é que o Sr. Barata Filho, empresário no ramo de transportes no estado do Rio de Janeiro, escapou da prisão pela TERCEIRA VEZ, graças à "chave" do Sr. Gilmar Mendes?

Mas está correto, Excelência. Os juízes que ordenaram a prisão do pobre homem são certamente uns ignorantes de pai e mãe, não têm sequer o saber de V. Excia. Cometeram despautérios, abusaram de alguém tão inocente!!! A Procuradoria Regional Regional da República tem andado em conluio com juízes, para prejudicar o coitado!!!!!

Naturalmente, Excelência, é fundamental livrar da cadeia - injusta, frise-se "en passant" - quem de modo tão gentil lhe manda flores, sem qualquer interesse!!!!

Óbvio que um "compadre" que convidara V. Excia. para apadrinhar sua prole merece consideração a mais, não é mesmo, Excelência?

NOTA: os parágrafos de dez a treze são PURA IRONIA. Por favor, não acreditem que eu me bandeei para o lado das pessoas sem vergonha deste país - EU NÃO.

Dr. Gilmar Mendes, me causa espanto V. Excia. não se dar conta do quanto têm sido ridículas as posturas que o Sr. assume. Mas o que me deixa verdadeiramente surpreendido é o que o Sr. está fazendo com a Justiça, no Brasil... Se uma metáfora se permite - V. Excia. está estuprando Têmis no meio da praça e fazendo alarde disso.

Dr. Gilmar, lembre-se desses dias negros e decisões idem, para incluir na biografia de V. Excia. Será sem dúvida um grande marco, na história de um homem pequeno (pequeno em suas atitudes, e em sua verborragia viciada e tendenciosa), que pretendeu ser grande.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

FALTOU VERBA NO ORÇAMENTO DA JUÍZA

Postagem inteligente do blog "Humor Político" - Obrigado, rapazes!


Essa semana, como se já não estivéssemos assoberbados com bobagens emanadas do Planalto Central (fisiologismo, "mau-caratismo", ladroeiras de toda ordem, "amigos do rei" sendo acomodados...) a Dra. Luislinda Valois - Ministra dos Direitos "dos Manos" nos brinda com a pérola do momento.

Não é que a ilustre magistrada está sem dinheiro para maquilagem e roupas "adequadas"? Pois então, é o que parece.

A Exma. Sra. Ministra, que é desembargadora aposentada, percebe proventos da ordem de R$ 30.400,00 e alguns reais a mais... Pois bem, a ilustre ministra de um ministério de fachada, postulara, junto ao "patrão" receber os vencimentos integrais do cargo de Ministro. Ora, como o ordenamento constitucional veda subsídios aos ministros superiores aos de Ministro do STF, o Tesouro somente complementava com alguma coisa em torno de R$ 3.200,00, para atingir o teto.

Mas a "vetusta" (e polêmica) senhora não se deu por satisfeira, ora, ora, ora... Que negócio é esse de trabalhar de graça?

“Como é que eu vou comer, como é que eu vou beber, como é que se vai calçar?”, ela perguntou, numa entrevista à Rádio Gaúcha. “Eu, como aposentada, podia vestir qualquer roupa, podia calçar uma sandália havaiana e sair pela rua.Mas como ministra de Estado eu não me permito andar dessa forma. Eu tenho uma representatividade” (gratidão a Josias de Souza, colunista do UOL, por ter registrado essa fala).

O Brasil está povoado de "mau-caratismo", nos círculos de poder. Não interessa se essa senhora é negra, se construiu com esforço sua carreira, etc e tal. Ela precisa ter POSTURA.

E faltou postura, ao considerar que seu magro soldo de R$ 30.471 reais - acrescido do acerto do Tesouro de R$ 3.200, lhe estava fazendo passar apertos financeiros.

Excelência, o que dizer de um pai de família ganhando brutos R$ 937 (NOVECENTOS E TRINTA E SETE REAIS) que disseram que vai ser reajustado para o ano que vem, em 3,61% (ou algo parecido)?????

O que dizer, Excelência, de mulheres esforçadas, que "ralam" de sol a sol, muitas vezes abandonadas por maridos medíocres, para sustentar sua prole, ou para sua própria sobrevivência?

A Sra., Excelência, não tem problemas de transporte. Tem carro oficial à disposição, franquias importantes. E nem vou falar mais da aposentadoria de v.Excia.

A Sra., Dra. Valois, precisa somente ter POSTURA de quem se importa. Direitos Humanos (acho um excesso sem finalidade esse tal ministério, mas enfim... como são cabeças alienadas que mandam...) diz respeito a atenção à pessoa humana, simples assim...

Vida longa à Sra. Doutora! E que acerte na loteria, pra não precisar viver dessa "merreca" que o poder público lhe concede (irônico, pelamordedeus!!!!).

Brasil - eu te amo, Pátria minha. Mas tem gente aqui que deveria ser mais gente...


quarta-feira, 1 de novembro de 2017

OS VENDIDOS E OS ALIENADOS



O Brasil está enfrentando uma epidemia de loucura simplesmente imensurável.

Dentre outras "pérolas", essa doideira do "Queer Museum", lá no Rio Grande do Sul (graças a Deus alguém teve juízo, protestou, e o resultado já sabemos qual foi). Gente, hóstias marcadas com palavras de alcova e chulices... o mundo pirou?

Aparece um sujeito (eu os pouparei do nome) nú também, "ralando" uma imagem católica sobre suas vergonhas... QUANTA ARTE!!!! Imagina! Agora vamos ao contraponto - TENTEM esfregar uma imagem representativa de Maomé DIANTE de uma plateia de muçulmanos!!! TENTEM!

Mas a luta continua... aparece um cara nú, expondo suas coisinhas, e meninas andando de mãos dadas com ele! Não é maravilhoso, como a alienação vai tomando conta? Contraponto - vocês sabem de algo semelhante, acontecendo nos Estados Unidos? Pois então - PESSOAS INTELIGENTES PROTEGEM SUAS CRIANÇAS (ok, os americanos podem ter outras mazelas sociais, mas o que acontece aqui não acontece lá...)

E vamos em frente...

Livraram o Sr. Aécio Neves do "gancho" congressual. Fisiologismo puro, o que não surpreende. Como crianças que esquecem facilmente as reprimendas "leves", parece que aquela quadrilha de senhores engravatados (há exceções, em meio à quadrilha, mas são tão poucos!) não se lembra mais de um episódio esquisito, envolvendo o nome do senador e um confisco de cocaína. Se esquecem igualmente de uma gravação estranha, em que a voz do Sr. Aécio menciona um primo que seria "mais fácil de matar"... O que seria isso? Pura maldade, intriga da oposição? "Só que não..."

Querem mais loucura?

O Dr. Bretas, juiz federal no Rio de Janeiro, determina a transferência do Sr. Sérgio Cabral para uma penitenciária distante dos "domínios" do ilustre apenado, porque de alguma forma se sentiu incomodado com referências à sua família (a do juiz) por pessoas relacionadas ao Sr. Cabral.

Cabe aqui uma reflexão, senhoras e senhores. O Dr. Bretas não é nenhum mentecapto, não inventaria coisas da cabeça dele, e muito menos tem "vendeta" contra as pessoas que condena - ele aplica a Lei. Então, se despachou transferindo o homem, fê-lo (sempre quis usar essa forma verbal!!!) baseado em algo sério.

Mas... SURPRESA!!! O Dr. Gilmar Mendes (é, aquele magistrado que adora dar entrevistas falando sobre os casos em julgamento no STF) suspendeu a transferência, dizendo que nada via de relevante que determinasse a mudança de domicílio penitenciário.

Sempre o Dr. Gilmar Mendes... esse senhor NUNCA ME SURPREENDE, sempre faz o que esperamos que faça... um seu colega, hoje distante da toga, dissera "o Sr. está desvirtuando a Justiça, no Brasil" (minhas palavras, mas podem procurar).

Quando mesmo o Brasil será uma democracia? Já tem data marcada pra isso acontecer? Quando nossa gente vai deixar de ser desrespeitada por minorias alopradas, políticos fisiologistas e venais, e juízes "amigos"?

Ah, meu Brasil, eu te amo! "...Meu coração é verde, amarelo, branco, azul-anil...", como dizia uma antiga musiquinha institucional, sucesso de uma banda do meu tempo de adolescente...





sexta-feira, 29 de setembro de 2017

OS ALIENADOS, OS FROUXOS E OS VENDIDOS

A Justiça, manipulando uma nação...

E as notícias correm... o UOL removeu a manchete, mas a publicação estava em outros locais, então...

UM EXEMPLO DE DESSERVIÇO

O Sr. Fabiano de Moraes, "procurador regional dos Direitos dos cidadãos" (seja isso lá o que for), estabeleceu paralelismo entre a condenação da reprovada mostra e práticas da Alemanha nazista.

Prova que é ignorante do que comparou.

Não estudou o suficiente, para saber que o que acontecera, nos idos da década de 35-45, na Europa, era puramente político, e visava consolidar a hegemonia ariana, contra quaisquer outras manifestações culturais. Não houve clamor da população. Não foi propriamente conotação de censura. Houve expurgo do que o Terceiro Reich desconsiderava como arte - exceto o que dizia respeito à produção laica nazista. E assim foram queimados também livros, e outras manifestações culturais.

A Promotoria da Infância e da Juventude no Rio Grande do Sul, através de seu representante, Sr. Júlio de Almeida manifestou que a tal "mostra" não tem nada de pornográfico, etc e tal...

Provam que são venais.

Na qualidade de "procurador regional dos Direitos dos cidadãos" (isso me soa muito semelhante a alguns títulos encontráveis em regimes totalitários), o Sr. Moraes e, por extensão, a Promotoria da Infância e da Juventude do estado do Rio Grande do Sul, representada pelo Sr. Júlio Almeida, desrespeitaram o que pais aborrecidos manifestaram - deram ao invés crédito a um grupelho de jovens alienados reclamando contra o que consideram censura, e minorias que viram, na mostra, o extravasar de suas práticas e normalização "na marra" de seus comportamentos.

Os critérios chamados "humanistas" falaram mais alto e mesmo com resistências no âmbito familiar (tenho certeza disso, ao menos em alguns contextos familiares!) serviram a minorias tendenciosas, e a "artistas" que, de outra sorte, NUNCA teriam visibilidade no mundo artístico. O órgão judicial mostrou frouxidão, ao defender a sociedade - nem tenham dúvida de que as manifestações contrárias foram mais abundantes do que as favoráveis!!!!! Não creiam em mim - confiram o noticiário!

E, naturalmente, uma instituição financeira foi o grande catalizador do processo. Mas não é importante aqui, que a mencionemos.

Me digam - o que advertências sobre público recomendável podem ajudar, quando se sabe que as crianças eram levadas à "mostra" por iniciativa de seus mestres escolares, e os pais pouco sabiam a respeito?

ESTÃO DE PARABÉNS, Srs. Fabiano de Moraes, Júlio de Almeida, e seus colaboradores. Corromper uma nação DESDE A INFÂNCIA não é tarefa fácil. Alguma ajuda é necessária, até mesmo da Justiça.

P.S. 1- terei prazer imensurável em me retratar do dito, ou excluir a crônica, se o que foi tornado público não for verdade. Do contrário - TENHO DIREITO A LIVRE MANIFESTAÇÃO.

P.S. 2 - E, porque miséria pouca é bobagem, e exemplos são para serem seguidos, temos agora "La Bête" (literalmente "A besta", do francês) - La Bête - estavam só esperando o desfecho do decisório anterior!!!! Agora, senhores pais, tudo está bem - podem deixar suas menininhas tocarem em homens nus por aí... o Brasil agradece (estou sendo irônico, novamente).

terça-feira, 26 de setembro de 2017

CURA GAY E OUTRAS IMBECILIDADES EMPURRADAS PELA MÍDIA

Se não sabemos avaliar as notícias, melhor não lê-las...

O Brasil singra um oceano de imbecilidades sem paralelo, supridas pela mídia venal que temos.

Vamos conferir.

- os membros do Congresso acham que ser desonesto, ter dezenas de processos sobre eles, é "fashion";

-  um rapazinho, de cabelos ruivos, foi detido com drogas, numa das jornadas do "Rock-in-Rio" - ué, mas só ele? E os traficantes, o que acontece com eles?;

- o Neymar se arrufa com o Cavani por causa de cobranças de falta - a um falta grandeza, a outro falta maturidade;

- aquele menino coreano ameaça acender um foguinho... e minorias continuam desfraldando suas bandeiras coloridas, como se essa fosse REALMENTE uma causa séria... por aí vai...

MASSSSSSS... nada leva a palma, diante do assanhamento da mídia, em relação à decisão do Dr. Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, D.F., em que o ilustre magistrado, em decisão de rara sabedoria, literalmente castra a resolução 01/99, do Conselho Federal de Psicologia, onde fora estatuído que "os psicólogos não exercerão qualquer ação que favoreça a patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas, nem adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para tratamentos não solicitados". O Sr. juiz simplesmente corrige um texto tendencioso, porque a expressão "não solicitados", abre sem dúvida alguma a alternativa para "solicitados"... ou estou errado? Os membros do CRP que busquem outras alternativas para seus textos, ao invés de se escudar em opção que não é opção.

Num Brasil perverso e pervertido em que crianças, AINDA SEM DISCERNIMENTO COMPLETO sobre a vida, podem postular, sem consentimento dos pais - vide o E.C.A., por cirurgias (bancadas pelo poder público) para mudança de sexo - Portaria nº 457/2008 do M.S., num país onde as famílias têm erodido dia após dia o poder familiar de educar seus filhos, imaginem só - um conselhozinho qualquer estabelece algo de forma absurdamente ditatorial!

Sim, porque, assim como há pessoas que buscam em cirurgias e tratamentos hormonais modificarem características que a natureza lhes deu, SEM DÚVIDA HÁ PESSOAS que gostariam de rever seus comportamentos afetivos - mas até então o CRP lhes vedava isso, não é mesmo?

Pouco se importam se os profissionais de psicologia aqui e acolá lancem mão de terapias alternativas, contando até com o sobrenatural, para tentar orientar seus pacientes!!!

Mas se alguém se sente desconfortável com a inclinação que manifesta, NÃO PODE PROCURAR UM PSICÓLOGO, porque isso É (ou era) PROIBIDO!!! Não é paradoxal?

DETALHE - em momento algum o magistrado mencionou a expressão CURA GAY. Quem o está fazendo, e alardeando o "absurdo", é a mídia venal que temos, e grupos de minorias que acham ser a mordaça sobre alternativas o melhor remédio para lhes dar segurança de vida.

PARABENS, Dr. Waldemar Cláudio de Carvalho. O descortínio que V.Excia. demonstra no decisório sob comento mostra bem que o Sr. SABE LER, e sabe INTERPRETAR a lei e, principalmente, a língua portuguesa. Parabéns porque trouxe a tutela da lei para situação que AMORDAÇAVA eventuais pacientes, e PENALIZAVA profissionais, cujo mister maior é conduzir processos de cognição da personalidade e reconhecimento da vida, ao redor dela.




segunda-feira, 11 de setembro de 2017

ALTRUÍSMO DE LÁ (EUA, POR EXEMPLO), E DE CÁ (BRASIL)

"e para a angústia nasce o irmão" (Provérbios 17:17).

Com muito prazer (e uma santa inveja, se isso for possível - atrelar um pecado a santidade), lhes transcrevo um depoimento que meu grande amigo Eduardo Harrison me enviara, por rede social... Obrigado, Edu!

Acredito que meus leitores entenderão. O altruísmo, a mão estendida, que costuma ser comum pelo mundo "civilizado" afora, aqui no Brasil só tem pálidos reflexos. Na infelicidade de um desastre, o que mais surge no Brasil são saques, coisas e alimentos vendidos a preços exorbitantes, cobranças indevidas, baseadas no estado de necessidade das pessoas... Então, quando sei de um testemunho como o que vão ler a seguir, fico com o coração aos pulos, torcendo pra nossa gente imitar!!!!!

Vamos lá... (atentem para os comentários sublinhados...)
----------------------------------------

Depoimento de um brasileiro que se mudou para a Flórida:
"Faz dois anos que decidi me mudar do Rio de Janeiro para Miami com minha mulher e meus dois filhos, em busca de algo melhor para nossas vidas.
Por ironia, depois de dois anos vivendo na América, recebi o meu Green Card exatamente no dia em que também recebi a notícia de que o furacão Irma, o pai de todos os furacões, também está a caminho.
O governador da Florida, Rick Scott, assim que soube da gravidade do problema, foi para a TV e ordenou que todos no sul da Florida evacuassem suas casas imediatamente, pois as consequências podem ser catastróficas.
Da noite para o dia, como em um piscar de olhos, milhões, literalmente milhões de pessoas, abandonaram suas casas e já estavam nas estradas, subindo ao Norte.
Eu era mais um na multidão, no meio de um enorme congestionamento, e isso me fez lembrar das minhas voltas dos feriados de Búzios, na Região dos Lagos. A única diferença é que, pasmem, aqui na Florida, mesmo em uma situação absolutamente adversa, as pessoas não trafegam pelo acostamento para tirar vantagem e chegar mais rápido ao destino. Todos respeitam as leis de trânsito, mesmo em situações caóticas, emergenciais. Motociclistas loucos também não existem por aqui. É proibido trafegar entre as faixas. Acho que eles nem sabem o que significa isso, podem acreditar.
Quando encontrei um lugar seguro, a primeira coisa que eu fiz foi ligar a TV. Lá estava o Governador novamente falando ao vivo, e eu comecei a ter uma aula de patriotismo, solidariedade, respeito pelo próximo e, acima de tudo, respeito pela vida. A mensagem que mais me tocou foi: “se você não tem como sair de casa, seja por qual motivo for, ligue para o número que você vê no rodapé da imagem, que iremos agora na sua casa te salvar. Ainda temos tempo!”. Isso me arrepiou! Pensei: esse cara é o meu herói!
Lembrei automaticamente das enchentes de Teresópolis, tenho uma conexão com a cidade pois, desde que me entendo por gente, tenho casa lá. Anos após aquela triste tragédia de 2011, descobriu-se que a quadrilha de Cabral desviou parte do dinheiro que deveria ser utilizado nos resgates das vítimas e reconstrução da cidade. Até o prefeito foi preso. Confesso que tive vontade de vomitar ao comparar!
Voltando ao furação, as companhias aéreas americanas, das quais todos sempre reclamam, colocaram vôos extras, durante toda a madrugada, com preço fixo de $98 dólares, para ajudar a escoar o pessoal pelos céus. A Expedia, site de reservas de hotéis, ofereceu tarifas com descontos especiais em lugares seguros. O mesmo fez o Airbnb, site de reservas de casas e apartamentos. Os hotéis, por sua vez, passaram a aceitar mais hóspedes por quarto e também animais de estimação.
As operadoras de telefonia, que normalmente restringem suas redes de wi-fi aos seus clientes, liberaram internet grátis para todos. Onde existir cobertura, existirá wi-fi grátis. Comunicação, ou a falta de, pode salvar uma vida ou causar uma morte nesse tipo de situação. Até o hotel em que estou, acaba de informar que todo o conteúdo de filmes e desenhos, que normalmente é cobrado, será grátis nas próximas 72 horas.
O Google se uniu ao governo, em um esforço sem precedentes, para conseguir localizar e colocar em tempo real nos seus mapas (Google Maps e Waze) as ruas fechadas, bloqueadas e danificadas, após a passagem do Irma.
São muitos os exemplos, que realmente emocionam. Na maioria das vezes coisas simples, mas que trazem o mínimo de conforto nesse momento e esperança de um futuro melhor. Como diz o famoso ditado: depois da tempestade, sempre vem a bonança!
São exemplos de solidariedade que deveríamos copiar sempre !"

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

O PRAZER DO ENGANO (ou... ADULANDO UM TRAIDOR)

É deprimente ver pessoas simples sendo manipuladas...

Bom dia, mundo.

Ao abrir os sites de notícias que costumeiramente confiro, me deparo com - além da "carne de vaca" que já virou o relato de propinas e mentiras da classe política e administradores públicos, e a violência no meio da sociedade - essa "pérola" de depoimento, que "endeusa" um conhecido sacripanta. Confiram...

A homenagem ao verdugo

Pessoas muito simples, pelo que se pode notar, sem memória histórica ALGUMA (vinte e oito anos está bem pra cá de quando tudo de melhor começou nessa nação, e na escola certamente não lhes contaram NADA A RESPEITO), que com toda a certeza só sabem assistir ao "plim-plim" e seus conteúdos deletérios do entendimento, e nem se preocupam em considerar o quadro político - vale dizer, são analfabetos políticos - e, ademais, não têm maturidade para avaliar o quadro social que nos rodeia (são alienados sociais)...

... naturalmente - porque espontaneidade hoje em dia é comprada a peso de ouro - foram orientados para serem "espontâneos" da forma como se expressaram, e como se apresentaram (uma barriga grávida fazendo campanha - não é uma coisa 'meiga'? Enquanto isso, no TRE...)... e assim caminha o Brasil.

Bem, bem, bem... aquele casal que tão alegremente destilara seu louvor ao Sr. Luis Inácio terá, em futuro muito breve, motivos para se arrepender do que expressou.

Quando aquela criança nascer (benvinda seja!) a família vai se deparar com os custos elevadíssimos da própria manutenção, com as dificuldades - e filas relacionadas - com o cuidado da saúde... passarão a se preocupar mais com segurança do pequenino, dentro de casa, FORA DE CASA, na escola, em viagens, NA CRECHE... (não há segurança em lugar algum, vão descobrir isso)... Talvez a própria criança tenha dúvidas de que seja homem ou mulher, afinal isso está na moda, não é mesmo?

Notarão que há falácias esquisitas no que disseram em Mossoró, RN...“Porque antes dele, o filho de um pedreiro ia ser pedreiro. Hoje ele pode ser advogado, doutor, o que ele quiser”.

Engano - o filho do pedreiro pode ser o que quiser, DESDE QUE O QUEIRA, assim como por exemplo o Dr. Joaquim Barbosa se tornou juiz e Ministro do STF, por seus próprios méritos (o filho do pedreiro...).

Porque o que distinguirá as pessoas nunca foi sistema de quotas (ou castas, se observarmos bem), mas a vontade de progredir que tenham e cultivem (o que é despertado no âmbito de uma educação aprimorada, e o mais completa possível, em casa e na escola). Será MERITOCRACIA, e não a política de ESMOLAS que alguns governos implantaram no Brasil.

Essas pessoas humildes e certamente sinceras em suas lucubrações (sempre lembrando, foram orientados, não tenham dúvida) um dia verão que eles NÃO PODEM SER o que seu "ídolo" é, por exemplo. Descobrirão que NÃO PODERÃO ser atendidos, por exemplo, num hospital "Sírio-Libanês", como já o foi o dito cujo adulado. Descobrirão que NÃO PODEM adquirir apartamentos de luxo à vista, porque suas rendas são imoralmente achatadas, há muitos anos (o próprio DIEESE, que costumava assistir à esquerda, sempre faz os cálculos das perdas salariais, podem conferir). Vão observar que NÃO PODEM ter bens numa casa que preencha DOZE caminhões de mudança, como seu ídolo há uns anos mostrou para o mundo...

Descobrirão que foram traídos, e induziram outros a serem enganados. Mas aí talvez seja tarde.

Pobre gente brasileira...

P.S. - algumas pessoas dirão que sou tendencioso... Ok... elas também descobrirão que foram enganadas...

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

SUA EXCELÊNCIA - MARIONETE DOS INFRATORES!


Noticiário de hoje nos dá notícia de que o Exmo. Sr. Dr. Gilmar Mendes, não contente com os contínuos tapas que tem dado nas faces de Têmis, lhe desferira outra "bolacha" potente, liberando do pagamento de sua dívida social mais um condenado, que tivera confirmada sentença em segunda instância. Confiram...

O Paladino (?) do STF

A nação brasileira tem clamado historicamente por JUSTIÇA. Mas quando surgem pessoas (não são poucas) tentando atender aos princípios evocados por Têmis, nos aparecem também figuras carismáticas, bem falantes, amantes dos holofotes, pretendendo deixar seu nome escrito na história - desfazendo da Justiça!!!!!

O Dr. Gilmar Mendes deixa mais uma vez perplexa a nação (e com ela todos os que pretendem que alguma justiça se faça, no Brasil) ao liberar o Sr. Vicente Paula de Oliveira de prisão domiciliar, imaginem!

Desrespeita juízes de instância inicial, desrespeitou de maneira contundente o TRF-1, e tripudiou de sua posição, ao desmerecer decisório do próprio STF. Não por acaso se considera que a Justiça no Brasil é uma verdadeira "zona" (na acepção mais chula da palavra) em que os que podem mandam, e o restante vai solenemente perdendo esperança, como uma paráfrase do "Inferno" de Dante ("Lasciare Ogne Speranza, Voi Ch´intrate!"). Imaginem, um recurso ao STJ sobre uma decisão do TRF! Loucura...

A mim não cabe saber nem inquirir a que preço o Sr. Mendes tem cometido seus despautérios. Esse não é o ponto, aqui. Claro, sejamos honestos - ele não macularia sua biografia a título gracioso. Algum interesse há, nem que seja por fama ou holofotes (posso lucubrar, não posso?). Mas deixemos isso pra lá.

O que é certo é que ele está fazendo felizes (se o podem ser) criminosos de carteirinha, como empresários, políticos, e outros amigos dele.

Está tornando cada vez mais frustrados e indignados MILHÕES de brasileiros, que ACHAVAM que o posto de ministro do STF, honra que qualquer rábula inveja, seria prêmio da dignidade, seriedade com a Justiça, lisura procedimental, imparcialidade e certeza de juízo imparcial.

ACHAVAM... Porque parece que não é essa "coisa toda"...


quarta-feira, 16 de agosto de 2017

SUPREMACIAS E RACISMO - A ESTUPIDEZ DE UM POVO CULTO E INTELIGENTE


As últimas semanas tem ressoado abalos provindos da América do Norte, notadamente em razão de embates entre alienados que defendem uma tal "supremacia" branca, contra o protesto de comunidades de negros (ops... fui politicamente incorreto) e hispânicos (dentre outras minorias menos cotadas). confiram...

Uma estupidez social

Meus amigos, passei muito tempo sem postar nada aqui, por motivações pessoais. Mas me vejo obrigado a traçar algumas linhas a respeito dessa loucura coletiva, que tem açoitado o país irmão lá do hemisfério norte.

O episódio triste do racismo, e em particular seu impacto sobre as etnias negras do mundo, infelizmente não será apagado com atos verborrágicos ou enérgicos. Sua erradicação só será possível com ACULTURAMENTO e compreensão de que todos nós somos passageiros nessa nave espacial chamada TERRA.

Ademais, deveria acontecer mais RESPEITO a todas as etnias pela contribuição que têm dado ao desenvolvimento da sociedade do século XXI, sem exceções. E a etnia branca, pretensamente mais afortunada, deveria já ter amadurecido tal senso de respeito, que acolhesse e confraternizasse com todos os demais ramos da humanidade. NINGUÉM É MELHOR DO QUE NINGUÉM, na sua essência.

Em paralelo, as etnias que se veem agredidas em símbolos chamados "dos brancos" deveriam ter a sabedoria de entender que tais símbolos são alerta para que excessos e atrocidades do passado NÃO MAIS ACONTEÇAM.

Em minhas andanças por New York vi um prédio onde existia, em seu topo, uma estátua de Lenin. PESSOAS, pensem! Algo mais abominável para a nação americana do que um dos símbolos do comunismo????? Mas se permitiu que aquela estátua permanecesse lá, e eu considerei tal coisa como uma manifestação de extrema civilidade e aculturamento dos nova-iorquinos. E agora, como vai ser?

Os "confrontantes" de Charllotesville que me perdoem, mas estão dando ao mundo um exemplo de estupidez tristemente grandioso, talvez digno de figurar no Guiness como um recorde de alienação!

Tenho dito.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

QUANDO A INTELIGÊNCIA ENCONTRA A ALIENAÇÃO



Com muito prazer republico um texto profundíssimo, que pode divertir, e vai trazer muita luz, sobre o momento político que vivemos.

É atribuído ao Sr. Ricardo Roveran... pena abençoada!!!!

Apreciem...

Sócrates encontra professor da USP

"Sócrates, enviado para 2017 em um vórtice temporal, cai em São Paulo, no meio de um manifesto e encontra um militante esquerdista:

– Olá excelente rapaz! Do que se trata toda essa gente reunida?!
– Olha velhote desinformado, estamos lutando contra a elite por justiça!
– Sim, eu realmente sou um desinformado, eu sou quem não sabe, mas estou muito feliz de encontrar você, que realmente sabe! Peço que me ensine, é possível?
– Sim claro, sou da USP, tem muita coisa que você precisa aprender!
– É um grande dia excelente rapaz! Finalmente encontrei alguém sábio que me ensinará! … Primeiro gostaria de saber o que é a elite, depois o que é justiça e por último qual a aplicação de justiça estão lutando, pode ser nessa ordem?
– Sim, isso é fácil!
– Perfeito! O que é a elite!?
– A elite são os ricos, que tem muito dinheiro, muitos bens.
– Então o critério para discernir a elite, é a quantidade de dinheiro, de bens que possui, certo?
– Sim, é esse mesmo!
– E a partir de que ponto um homem é considerado rico, participante da elite?
– A classificação disso é através classes sociais, que são A, B, C, D, E e F! A classe A é quem tem mais, e vai diminuindo para quem tem menos, até a classe F, que é praticamente miserável e não tem nada, é por eles que lutamos!
– Certo, como eu posso identificar quem é a elite nesses termos?
– São as classes A, B e C, mas é só ver quem ganha mais de 2.300 por mês, que já é elite!
– Entendi, e os outros todos não são elite, certo?
– Sim, o critério é esse.
– Quem ganha mais de 2.300 por mês é a elite, e a elite é malvada, certo?
– Certo!
– E quem ganha menos de 2.300 por mês não é da elite, e não é malvado, correto também?
– Sim, é exatamente isso! O senhor está aprendendo muito bem, qual seu nome?!
– Meu nome é Sócrates excelente rapaz!
– Certo, Sócrates! Está aprendendo muito bem.
– Você, é formado em uma universidade, não é isso?
– Sim! Sou inclusive professor! Da USP como eu disse!
– Que dia maravilhoso para mim excelente rapaz! Encontrei finalmente um sábio! Quanto ganha um professor da USP?!
– Eu ganho 10 mil…
– Então você é da elite e é malvado?!
– Não… é que… olha… eu luto pelo povo e… eu quero só o bem deles!
– Mas você disse que o critério era esse…
– Eu sei, parece estranho, mas são nossos representantes que vão acabar com essas diferenças sociais!
– Estou me esforçando para compreender, quem são seus representantes?!
– São os políticos!
– Quanto ganha um político hoje, rapaz?
– Depende, deputado ganha cerca de 39 mil por mês, um senador uns 33 mil…
– Então eles são da elite também!
– São sim… mas são eles que vão fazer o bem para o povo!
– Mas você me disse que a elite só faz o mal, e que o critério era quem ganhasse mais de 2.300 por mês, seria mal, tanto você quanto seus representantes são da elite, devo supor que são maus, segundo suas próprias palavras… ou será de outra forma?!
– Estou desconfiando que você é um infiltrado velho! Como pode duvidar do que estou dizendo!
– Eu estou tentando aprender, você disse que me ensinaria, mas afinal, você é um homem mau e seus representantes também são maus, ou este critério estará errado?
– Eu não sou mau! Lula é santo! Que espécie de perguntas são essas?!
– Chama-se lógica, rapaz, eu só estou examinando seu próprio critério… se o critério estiver certo, você e seus representantes são maus, se forem bons então o critério está errado… não será dessa forma?
– Está bem, talvez o critério esteja errado, pois eu sou um homem bom, e meus representantes também são bons, afinal estou lutando pela justiça, pelo bem, por algo bom!
– Muito bem rapaz! E qual a luta de vocês?
– Lutamos contra os maus… quer dizer, a elite…
– Nos critérios que você me colocou?!
– Sim!
– Oras, estão lutando contra si mesmos?!
– Não! Bem, talvez o critério esteja errado mesmo… não sei mais!
– Mas me diga, o que justiça?
– Justiça é que todos ganhem o mesmo salário! Para não haver desigualdade, sabe?
– Mesmo os que não trabalham?
– Não, só os que trabalham claro…
– Então já não são todos? Concorda?
– Bem, quis dizer todos que trabalham… os que não trabalham ganham bolsas, essas bolsas é para que não fiquem sem nada…
– Essas bolsas, são como um salário?
– Sim! Recebem uma vez por mês!
– E de onde sai o dinheiro dessas bolsas, rapaz?
– Impostos! As pessoas trabalham e pagam impostos, o estado redistribui a renda, e paga as bolsas.
– Então quem paga as bolsas é quem trabalha, e é justo que quem não trabalha receba salário por não trabalhar, e quem está trabalhando pague salário a quem não trabalha?
– Sócrates, você está me deixando confuso…
– Apenas me responda, a justiça consiste em pagar salário para quem não trabalha, é isso?!
– Não… é redistribuir a renda…
– Mas no final da sua redistribuição, isso é o que acontece, ou não?
– Sim é… mas… tudo parece estranho mas quando fizermos o comunismo, tudo vai ser diferente, tudo vai ser justo e ninguém vai ser miserável, não vai dar pra você entender agora… a elite é poderosa e controla tudo!
– Rapaz, até agora tudo que você me disse foi contraditório, não?
– Sim, foi! É que você precisa esperar o comunismo acontecer, aí sim tudo vai fazer sentido!
– Oras rapaz, então esse tal comunismo, deve ser maravilhoso, onde aconteceu?!
– Cuba, Coreia do Norte, Russia, Alemanha oriental…
– Então esses lugares devem ser o paraíso! Conte-me como são!?
– Olha, as coisas não vão tão bem, alguns lugares já abandonaram o comunismo, mas os outros permanecem em luta!
– Rapaz, que surpresa! Por que afinal abandonaram algo tão maravilhoso?!
– Não deu certo, mas continuamos tentando! É culpa do capitalismo!
– E os outros lugares?
– Cuba e Coreia do Norte continuam comunistas!
– Que maravilha! E como são estes lugares?! Estão bem? Todos são prósperos? Não existem mais classes?
– Pra falar a verdade, não estão bem não, Cuba e Coreia do Norte estão passando fome, mas isso é por culpa do capitalismo!
– Oras, mas um modelo tão bom, pelo qual vocês lutam, não faria apenas bem?
– É que os dirigentes não fizeram o comunismo como pensávamos, eles deturparam, fizeram outra coisa…
– Mas você me disse a pouco que eles eram bons…
– Eu disse mas… bem, nunca se sabe!
– Será que talvez vocês não estejam errados?
– Talvez, Sócrates…
– E por que esses países tem dirigentes?
– Eles tem poder militar, e muito capital…
– Oras, você me disse que não haveriam classes sociais…
– No comunismo existe apenas a classes política e proletariado!
– Então existem ainda classes, correto?!
– Não tenho como discordar agora…
– Meu rapaz, não me parece que você esteja lutando por algo bom, pois seus exemplos foram todos maus, e não me parecem confiáveis seus representantes como bons, pois sempre terminam por trair o povo, e mesmo seus critérios não me parecem bons, pois não se sustentam agora, nem nos exemplos que me forneceu.
– O senhor está me deixando sem resposta. Eu preciso estudar mais…
– Eu agradeço pela conversa, mas vou continuar procurando alguém realmente sábio, que possa me ensinar de sua sabedoria.

Um grupo de garotos se aproxima e cumprimenta o professor.

– Quem é este homem professor!?
– Um velho chamado Sócrates, que eu estava ensinando, mas agora estou um pouco confuso…
– Por que está confuso professor?!
– Ele discordou de algumas ideias minhas, e eu não consegui sustentá-las…

Grupo de garotos grita:

– ATENÇÃO TODO MUNDO! ESSE É UM VELHO FASCISTA! RACISTA! MISÓGINO! SEXISTA! HOMOFÓBICO!

Após levar cuspidas e apanhar, Sócrates sai ferido e desaparece no vórtice temporal.

O professor da USP, prossegue em sua luta, mas cada vez que vê um velho calvo de barba comprida, começa a tremer de medo."

Texto de Ricardo Roveran

terça-feira, 28 de março de 2017

"LISTA FECHADA" E OUTRAS IMORALIDADES... O BRASIL PRECISA MUDAR!!!


 Achei simplesmente o máximo, em termos de resumo, esse texto, que uma amiga me repassara, sobre a tal "lista fechada"... Imaginem... um autêntico "bonde criminoso" abrigando TALVEZ algum político sério, mas no geral serão as mesmas sanguessugas de sempre... lá vai...



"""""- Garçom, me veja o cardápio, por favor.

- Nós não trabalhamos mais com cardápio, senhor.

- Vocês usam uma tabuleta, você me fala os pratos?

- Não, senhor, trabalhamos agora com lista fechada.

- Como assim, "lista fechada"?

- O senhor escolhe o restaurante (no caso, escolheu o nosso), e o nosso gerente escolhe o que o senhor vai comer.

- E o que é que eu ganho com isso?

- O senhor não precisa perder tempo escolhendo.

- Mas como vou saber o que vou comer?

- O senhor come o que o gerente achar que o senhor deve comer.

- Mas baseado em quê, se ele não sabe do que eu gosto!!!

- Baseado nos critérios dele.

- Que são...

- Ele pode querer que sejam os pratos mais caros. Ou os que usam ingredientes que estão com prazo de validade perto de vencer. Ou os que já estão prontos. Ou os que dão menos trabalho. Isso não cabe ao senhor decidir.

- Então eu me sento e...

- Senta, come o que o gerente quiser, e paga a conta.

- E se eu não gostar do prato?

- Nós não trabalhamos com essa possibilidade, senhor. Gostando ou não, vai pagar a conta do mesmo jeito.

- Bem, acho que vou então para outro restaurante...

- Todos agora trabalham assim, senhor.

- Mas quem decidiu isso?

- O Sindicato dos Donos dos Restaurantes.

- Pois então eu não vou mais comer fora. Vou comer em casa.

- Não tem problema, senhor. Posso trazer a conta?

- Que conta? Não vou comer nada...

- A do Fundo Suprapartidário dos Restaurantes. Comendo aqui ou em casa, o senhor tem que financiar os restaurantes.

- Por que é que eu tenho que financiar vocês?

- Porque se não financiar por bem, nós vamos conseguir o financiamento de outra forma, que é assaltando o senhor - um método também conhecido como Caixa Registradora Dois. O senhor pagar diretamente é muito mais civilizado, não acha?

- E quem me garante que eu pagando vocês não vão me assaltar do mesmo jeito?

- Ninguém, senhor. Ah, não aceitamos cartão. E os 10% são obrigatórios..."""""


Essa é uma das propostas da Reforma Política dos seus nobres representantes no congresso......a Lista Fechada...... compartilhem! Talvez alguma cara sem vergonha lá no Planalto Central fique vermelha, talvez alguém se toque da imoralidade supina.

quinta-feira, 16 de março de 2017

A QUESTÃO PREVIDENCIÁRIA


E assim caminha a humanidade... (ao menos no Brasil) - Imagem "emprestada" do Instituto Liberal, por prosaico que possa parecer... (são a favor da Reforma em moldes ao menos parecidos aos da proposta atual...)


Muito se tem comentado, ultimamente, sobre a necessidade de se reformar (novamente) a estrutura previdenciária pública, no Brasil.

Natural, o debate sobre esse assunto. Afinal de contas, a inversão de papéis (de mantenedor a beneficiário), presente o fator idade, será fator compressor dos recursos - é mero exercício de aritmética, sua verificação, tendo-se presente a massa de "aposentandos" que temos no momento, versus a população laboral, que não cresce na mesma proporção - seja por absoluta falta de oportunidades (explico já), seja pelo surgimento de novas tecnologias, que demandam redução do trabalho, tal como o víamos há umas décadas atrás... exemplo disso são os bancos - quando iniciei minha "carreira" como bancário, no final da década de 70, trabalhava numa agência em que estavam lotados quase sessenta funcionários - hoje em dia, a mesma unidade bancária gere os negócios de sua clientela com algo em torno de doze (12) servidores. Imagina!!!!!

Por falta de oportunidades, identificaríamos os empreendimentos que poderiam muito bem ser implementados ou crescer, em solo brasileiro, mas a carga tributária altíssima - uma das mais altas do mundo, diga-se de passagem, desencoraja novos desbravadores, e os empresários já instalados estão constantemente buscando alternativas para reduzir seus quadros, mantendo produtividade... então...

Mas não se pode ter avaliação assim por demais simplista.

A massa de recursos amealhados a cada ano só faz aumentar, mercê das contribuições de todos nós, de tributos especificamente voltados para tal (como a CSLL, COFINS, PIS e outros penduricalhos tributários), das receitas com as loterias oficiais, as importações também produzem sua fatia, e por aí vai. Confiram o artigo 195, da Constituição Federal de 1988 (é, aquele livrinho chinfrim que nossos homens públicos fazem questão de retalhar a seu bel-prazer).

Em contrapartida, há participantes do butim, ah se existem!!!!! O governo federal, a pretexto de "desengessar" receitas com destinações específicas, morde alentados 30% (TRINTA POR CENTO) das receitas com destinações sociais ou econômicas, então...

Agora, considerem atentamente o cálculo simplista que lhes proponho a seguir:

Levando-se em conta a estimativa, ao final do ano passado, de 381 bilhões de reais em receitas sociais/previdenciárias... MASSSSSS... "aliviando-se" esse montante de 30% - algo em torno de 127 bilhões de reais... conseguimos chegar bem próximo ao déficit projetado de 181 bilhões!!!!!

NÃO É INTERESSANTE? O deficit é provocado em grande parte pelo exercício da DRU!!!!! (nada obstante a ponderação do Dr. Vitor Oliveira, cientista político, de que a desvinculação é necessária para que o governo tenha algum "oxigênio", para acorrer a despesas "satélite", digamos assim...*).

A diferença para o restante do déficit? SIMPLES - resultado puro e simples de má administração, e da ministração indiscriminada de propinas e benesses indevidas/não planejadas/forçadas pelos parlamentares...

Detalhe... as aposentadorias dos Srs. parlamentares federais vão muito bem obrigado, sem mudanças... Praticamente só daí, com o expurgo de benesses tão imorais quanto desnecessárias, se conseguiria recuperar o restante do pretenso "deficit"... me corrijam...

Que a Previdência precisa ser repensada, Ok. MAS NÃO COMO ESTÁ SENDO EMPURRADO GOELA ABAIXO DE NOSSA GENTE. ISSO NÃO!

*Uma pergunta para os "universitários" - se o orçamento, como está, engessado "em termos", porque não se rever sua distribuição, e se remanejar as coisas DE OUTRO LUGAR QUE NÃO A PREVIDÊNCIA? Porque, por exemplo, os bancos continuam lucrando com o mercado de títulos públicos (nossas taxas remuneratórias são razoavelmente encorpadas, em comparação, por exemplo, com o que se pratica nos E.U.A.)

sexta-feira, 10 de março de 2017

GRAÇA... SEM DESGRAÇA?

Deformações de fé... o que exatamente se busca, além da acomodação das próprias culpas?

No mundo estranho em que vivemos, dominado por inversões alienadas (exponho algumas a seguir), e sentimentos contraditórios (idem), nada mais natural do que a busca a qualquer custo pelo que pode ser (em minha opinião É) eterno, e a elevação do espírito para além das mazelas humanas.

Hoje em dia temos a indústria bélica, onde "senhores da guerra" (malditos sejam) vendem armas para irmãos de etnia - provavelmente o fundo de investimentos em que você aplica os caraminguás mensais faz inversões em grupos empresariais do ramo bélico, como o Carlyle, por exemplo (ok, há controvérsias, mas pesquisem...). E se isso acontecer, imagine a coisa prosaica - você, que prega a paz, PODE ESTAR investindo na guerra? Lindo, não?

Hoje em dia temos a indústria farmacêutica obstando remédios curativos, por que são BARATOS (vide a badalada fosfoetanolamina, e muita coisa mais, que temos aprendido com os laboratórios farmacêuticos a condenar...).

Temos hoje em dia uma inversão de valores "piradíssima", em que criminosos contumazes costumam valer mais do que os policiais que os perseguem, na mentalidade simplista de que aqueles (os criminosos) não tiveram opção de vida, pobrezinhos... bobagens dos humanistas de plantão, interessados mais em holofotes do que propriamente na miséria humana.

E, no "live and let die" que tomou conta do mundo, temos, naturalmente alienações no âmbito religioso. Embora a multiplicidade de manifestações de fé deva ser algo natural para a humanidade, algumas derivações sem dúvida alguma tocam as raias do absurdo.

Alguém já dissera que "texto fora do contexto é pretexto". Mas o que dizer quando textos são removidos do contexto? O que sobra, teria respeitabilidade, veracidade plena, validade, enfim?

Nós, cristãos de todas as vertentes, temos como regra de fé e prática a Bíblia Sagrada. Conciliares de algum século atrás estiveram ponderando sobre a adição ou não à Bíblia chamada canônica de mais livros que a compusessem, e após algum debate, muitas versões das escrituras sagradas passaram a contar com os chamados livros "deuterocanônicos".

Agora, com ventos da modernidade estranha que sopram sobre a humanidade, algumas pessoas resolveram compilar uma bíblia que contemplasse segmentos da sociedade que estariam sendo rejeitados - imaginem o absurdo!!!!*, pelas escrituras originais. E, num arroubo ousado, decidiram simplesmente eliminar do canon sagrado as referências a ditos segmentos - a saber, auto-denominados representantes do segmento social LGBT recortaram da Bíblia os textos que os acusariam, e... voilá! Nos saem com uma Bíblia, cujo nome ficou "Graça sobre Graça".

Mas, vejamos... se a moda pega, as "profissionais do sexo" podem então elaborar uma versão na qual eliminem as maldições que são evocadas sobre a prostituição... os agiotas podem retirar do livro sagrado o libelo acusatório... enfim... pode-se criar uma "bíblia" talhada conforme as faltas humanas, ou elidindo-as.

Não, "senhores geniais", criadores desse livro desfigurado, em que a graça é proclamada, mas uma graça barata, que qualquer um pode formatar.

Definitivamente NÃO.

O que vocês têm NÃO é um ramo da igreja cristã, o livro que pretensamente seguem NÃO É a Bíblia, as liturgias que praticam não são voltadas para o Alto.

Aí entra a desgraça - a negação da graça e submissão implícita que ela aponta lhes produz (produzirá) desgraça. O DONO de todas as coisas não deixou seus registros para que fossem retalhados e aviltados, como algo condenável ou dispensável. E Ele vai julgar, não será necessária a ira de mortais como eu mesmo. Graça, em seu significado essencial, quer dizer "favor imerecido". Já a desgraça sempre será resultado merecido. Acreditem, estudei a respeito (a única exceção será, talvez, o que aconteceu com Jó, mas isso é outra história).

A propósito, considerem ler minha crônica a respeito dessa abominação moderna, de 18 de Janeiro passado.

*claro, estou sendo irônico. Deus aceita o pecador, MAS REJEITA O PECADO. E pronto. 

quarta-feira, 8 de março de 2017

TRIBUTO A UM ADMINISTRADOR

Moralidade... precisa começar por cada um de nós...


Sem dúvida há bons administradores públicos por aí. Não é possível que numa nação de 5.570 municípios (últimas verificações oficiais), é impossível que não tenhamos bons administradores cuidando de uma ou outra cidade (notem o descrédito por trás do palavrório...).

Me parece que o Sr. João Dória Jr. está indo bem. Deus o guarde! Gerir Sampa é um desafio hercúleo, sem dúvida alguma!

Mas, recentemente mais alguém surgiu da multidão ignota dos administradores públicos... Não é que o Sr. Daniel Guerra, de Caxias do Sul - RS, deu uma "chamada" num faltoso???? Confiram...

Pito de Patrão?

Vamos aos fatos... Um prefeito recém-eleito chega em uma repartição de sua prefeitura, e um funcionário de seu quadro, que deveria estar alí em seu mister, não está - e aparentemente sem justificativa conhecida.

O que ele deveria fazer? O ÓBVIO - perguntar o que está acontecendo. E a quem? Claro, ao dito cujo funcionário faltante.

Então... porque isso está "causando" tanto?

SIMPLES. O FALTOSO É UM MÉDICO.

No âmbito de alguns círculos da área da Saúde, costuma-se dizer que "os enfermeiros pensam que são Deus - e os médicos têm certeza."

A rudeza irônica da máxima denota bem como são vistos alguns (muitos, muitíssimos, eu diria) profissionais da área.

Então, o CREMERS está revoltadinho com a atitude do Sr. Guerra. Entra aqui o fisiologismo num nível de saturação tal, que chega a causar náuseas!

Consideraram "assédio moral", "desrespeito", "falta de ética", a atitude do administrador. Que, com toda a certeza, com clareza, estava estritamente dentro de seus deveres em chamar à atenção alguém que tem compromisso certo, e pelo qual inclusive recebe salário que a maioria dos brasileiros não tem - algo em torno de 5.700,00 (arrendondamento meu). Imaginem, meus amigos e amigas, se você se agenda para um atendimento, e quem deveria te atender não comparece! Pois então... DEZESSEIS PESSOAS estavam esperando.

Se chamar ao cumprimento do dever, ou da obrigação, é "assédio moral", então o CREMERS está certo.

Se tornar público (como se isso fosse exceção) o comportamento desrespeitoso de quem se dispõe a fazer algo sob paga, e não faz... se for desrespeitoso, então o CREMERS está correto, em sua leitura do episódio.

E... o que seria falta de ética, na visão do "egrégio" Conselho?

Bem... bem... bem... no capítulo III do Código de Ética Médica o profissional interpelado certamente seria enquadrado em alguma coisa. Então, falando em ética médica... VAMOS MUDAR DE ASSUNTO?

O que o Sr. Guerra fez está dentro das mais claras e estreitas atribuições de seu cargo - CUIDAR DA COISA PÚBLICA. No aspecto puramente material, ele está arguindo, com outras palavras em "porque está pagando salário a alguém que não está trabalhando". Numa análise ontológica do problema, ele está também zelando pelo bem-estar de quem o elegeu - e não foi pra isso mesmo que o elegeram?

NÃO, SENHORES DO CREMERS. Vocês não têm razão no "esperneio". Melhor seria que ficassem calados, ao invés de se prestarem à faina odienta de defender quem infringe regras pré-estabelecidas, a seu bel-prazer.

Nem sequer a referência a "greve", que o profissional alegou tem cabimento. PESSOAS... os "rapazes" e "moças" de branco querem MAIS R$ 2.000,00 para assinalarem o ponto eletrônico, e por isso fazem greve!!!!!! Imaginem se a moda pega, pra quem precisa " bater o ponto"??????? Poderíamos rotular isso de "assédio moral" praticado por uma categoria inteira, contra seus empregadores?

Senhores do CREMERS, leiam novamente a estupidez que exararam - "injustificável a exposição midiática do médico, e o uso político no trato de uma questão administrativa, comum no dia a dia"... Isto é, reconhecem com todas as letras que esse comportamento rebelde e desonesto (de não trabalhar e, mesmo assim, receber salário) é algo corrente, costumeiro, institucional mesmo!!!!

À classe médica rendo meus respeitos - há muitos que  realmente honram o tal "juramento de Hipócrates". Dentre outros que respeito me lembrarei sempre com carinho de pessoas como Dr. Matheus - lá de Jequiriçá (interior baiano), e sua dedicação.

Mas temos, no meio médico, uma nova estirpe de profissionais que, infelizmente, dá pouco ou nenhum valor à vida humana e seus sofrimentos - pessoas incríveis, de roupas da moda, que edificam clínicas maaaaaravilhosas e caras, que passeiam de veículos importados ou motocicletas caríssimas e, nada obstante, ignoram que costuma ser o SOFRIMENTO humano que lhes dá vantagem para terem aquelas benesses. Ignoram que há pessoas dependentes delas. Se acham num Olimpo imaginário, de onde apenas toleram os outros mortais, que muitas vezes lhes acorrem em desespero.

PRECISAMOS de mais administradores como o Sr. Guerra. Gente que pergunte claramente: "o que você está fazendo, para merecer teu salário?" E isso em todas - TODAS - as instâncias da administração pública. Em suma, do Rio Grande do Sul nos vem um exemplo a ser seguido.

NÃO PRECISAMOS de quem desmerece o tempo, paciência e esperanças alheios. Imaginem, dentre aqueles sofredores - esperando por 15 minutos (muitas consultas públicas ficam nesse escasso prazo, acreditem) de atenção profissional - talvez alguém tenha viajado de longe, talvez horas, para o atendimento do "seu dotô"!!!!! Quem paga esse prejuízo, senhores do CREMERS?????

Ah, me poupem... fisiologismo tem hora. Safadeza também. Precisamos definir onde queremos ir com atitudes e procedimentos que desmerecem o restante da sociedade. COMO QUEREMOS UMA SOCIEDADE MELHOR, se nós mesmos a conspurcamos?

Vou além... como, senhores e senhoras, poderemos jamais exigir respeito (que não se cobra, é conquistado!) se não respeitamos outrem*?

*por outrem traduza-se o patrão, ou as pessoas que servimos diuturnamente...



terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

CONHECEU LUCIO SERGIO CATILINA? ENTÃO... TEMOS O NOSSO...

Ops... me pegaram... (chorar ajuda?)

Sr. Romero Jucá subiu à tribuna do Senado Federal, ontem, e em discurso inflamado, emocionadíssimo, reclamou da sanha da imprensa em sua acidez contra a classe política. Confiram...

Um "Catilina" brasileiro?

Dentre outras preciosidades destiladas da senatorial boca, reclamou da patrulhamento do Legislativo, referiu "linchamento" que os políticos estavam experimentando, e em sua verborragia empolgada, comparara o corpo de políticos nacionais aos judeus da Europa, no início do século XX, que foram estigmatizados e sofreram processo de extermínio, 

É tocante o desconforto do Exmo Sr. Senador. Mas vejamos sua argumentação... 

PATRULHAMENTO, Excelência? SIM! Nem tenha dúvida. O Sr. e mais algumas centenas de políticos do Brasil se esquecem que nossa gente é quem os elegeu, e nos viram as costas em maracutaias que fariam corar as estátuas de Aleijadinho! Os eleitores os escolheram para representá-los (eu não, cruz-credo!), e como servidores dessa Pátria amada, PRECISAM E DEVEM ser patrulhados, para se saber se cumprem seu mister ou não.

LINCHAMENTO? Como assim? Só porque estão sendo expostas as entranhas desse monstro abominável e voraz em que se tornou o fisiologismo político no Brasil? Ora, ora, ora... o que o Sr. faria, caríssimo (na acepção literal da palavra, o homem está sobre singela montanha mensal em torno de R$ 120.000,00, somadas as verbas "visíveis") se "elegesse" alguém para cuidar dos arredores da "modesta habitação" lá do Recife? Não iria se assegurar de que o "eleito" estava fazendo o trabalho combinado?

O Sr. Jucá também menciona "vivandeiras e carpideiras", expondo a podridão de nossos políticos envolvidos em despautérios. Acontece, Excelência, que nossa gente, ignorante e ainda mais inculta após  a chamada "democratização" do país (leia-se, APÓS a rotulada ditadura, que de ditadura não teve nada), NÃO SABE LER, muitas vezes, e principalmente, de modo quase geral não conseguem interpretar a malandragem que desce do Planalto Central. Necessitam, assim, de quem decodifique a pilantragem circunjacente.

JUDEUS???

Por favor, sr. Jucá, não se compare e a seus pares com judeus injustiçados no tempo do nazismo - eles o foram somente porque eram judeus (injustiça histórica de quem os estigmatizou). Mas o sr. e a classe política brasileira, de modo geral, estão sendo hostilizados e escrutinados porque são ladrões do Erário, ou vendidos, ou mentirosos, ou não têm vergonha na cara mesmo - ou tudo isso junto. Por favor, sr. Jucá - "quo usque tandem abutere, Catilina, patientia nostra?"

Então, Sr. Romero Jucá... não sei se Lucio Sergio Catilina usava bigode, ou óculos, mas tinha verborragia e argumentos praticamente iguais aos do Sr. 

VAZIOS! 

Pare de chorar, Senador. E faça algo pela Pátria que prometeu ajudar a conduzir! E nem tenha dúvida... novos "Cíceros" há, que não suportam mais discursos como o de ontem (20.02.2017). Estamos cansados da mesma choradeira, que evoca culpados chorando numa delegacia... São culpados ou inocentes (disso ninguém fala, é interessante - reclamam da grita contra a turba, mas trazerem provas REAIS de que sejam inocentes...é outra história)?

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

ALIENADOS... DESFRUTANDO DO PRIMEIRO MUNDO

 É muito fácil criticar, quando não estamos "na pele" de quem vivencia a coisa.

Site de expressão no âmbito da internet brasileira nos noticia que um punhado de manifestantes se postara em protesto contra apresentação e palestra do Dr. Sérgio Moro, na universidade Columbia, NY, uma das mais prestigiadas instituições de ensino superior dos Estados Unidos.

Um magistrado e seus detradores

E, na cátedra, preparando-se para iniciar sua palestra, o eminente juiz teve o desprazer de ouvir manifestações contra si. Aparentemente a iniciativa de uma senhora (não sei se brasileira ou americana), ao vociferar acusações contra o magistrado, levantaria também pequeno numero de apoiadores que, ao se unirem à dita cuja senhora, foram alvejados por sonora vaia, do restante da platéia, pelo que pude apurar, pelo vídeo curto que acessei.

O "imbróglio" acontecendo, permanecia o Dr. Moro impávido, sereno. O que ele poderia fazer, num momento daqueles?

Que a falta de respeito nessas situações é algo que grassa, não é privilégio (ou sina) dos Estados Unidos ou Brasil, isso é óbvio. As influências anarquistas sobre a oposição - qualquer que seja o viés de dita oposição - se fazem sentir em todas as nações ditas civilizadas. O germe maligno da baderna tem triunfado sobre o convencimento das idéias.

Não sei qual a nacionalidade da senhora que se destacara na tal palestra. Mas sinto uma vergonha órfã (nascida não se sabe ao certo onde), qualquer que seja sua nação de origem.

Se a moça é brasileira, está certamente equivocada, a respeito do maior esforço já realizado na nação tupiniquim, para combate à corrupção. No mesmo entendimento (de que seja uma brasileira), do que ela reclama? Está possivelmente recebendo em dólares o fruto de suas atividades na terra do tio Sam... experimenta custo de vida mais consentâneo com seus esforços... Porque ela se lixaria com alguns políticos "chinfrins" a mais de 8.000 Km de distância?

Se, ao contrário, for uma norte-americana, sofro pela ignorância da pessoa. Se nasceu e se criou numa nação onde o respeito às instituições é REGRA, e o desrespeito é EXCEÇÃO, deveria entender que num país onde esses conceitos se acham infelizmente extremamente diluídos, qualquer esforço, ainda que fosse (NÃO É) parcial é válido!

A claque que a acompanhara no recinto e da qual alguns permaneciam do lado externo do prédio tem o que a reclamar? Que a Justiça brasileira, malgrado suas limitações comportamentais, está repatriando milhões e milhões que pessoas como eles - os manifestantes - ajudaram a se eleger? Que estão fazendo injustiça ao PT, essa coisa maligna que se instalou no poder na Pátria brasileira? Que os outros partidos também têm corruptos? Ah, façam-me um favor, e me digam algo novo.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

SAI "CORONÉ"... ENTRA "CORONÉ"...


Após curtíssima celeuma, os srs. senadores elegeram quem os há de presidir, para o biênio em começo.

O Sr. Eunício Oliveira, amigo (claro, não é mesmo?) do Sr. Renan Calheiros (seu antecessor), fora eleito, com 61 (sessenta e um) votos, contra 10 (dez).

Algumas coisas eu não entendo... Se são OITENTA E QUATRO senadores, onde estão os outros 13 (treze) votos? OK, compreendo que há afastamentos... mas TANTOS?????

Claro, os afastados continuarão recebendo seus alentados subsídios (não se pode chamar de salário, salário ganha quem trabalha, não é mesmo?) ainda que afastados. A lei (esse simulacro de legislação que protege nossos políticos, pelo menos) lhes garante essas coisas...

(Queria ver os proletários decidindo se afastar por uns dias, assim, sem mais nem menos, pra ver o que o empresariado iria fazer com eles...)

Mas isso não é o foco de minha crônica de hoje. Depois de longo silêncio, com tribulações mil assolando esse escriba, preciso comparecer com algo realmente importante.

E me resolvo a falar da desfaçatez de nossos homens públicos, no caso em tela nossos senadores.

Meus amigos... o homem tem contra si acusações (assim como o retirante, Sr. Calheiros). O que se faz? ELEJA-SE O HOMEM!

Sabem? Diga quem quiser o que for, mas é mais um tapa na cara de quem elege nossos homens públicos - algo do tipo "nós colocamos aqui quem quisermos, não interessa o conceito que pareçam ter". Um acinte ao detalhe significativo de que muitos daqueles vetustos senhores (e isso inclui o Sr. Oliveira) constam do rol de implicados em favorecimentos ilícitos, de que agora vamos tendo notícia.

Alguns vão contrapor que o homem não foi acusado formalmente, e/ou nem condenado. Mas é no mínimo imoral que alguém com um "senão" em sua vida pregressa seja alçado a cargo de tal importância - presidente do Senado Federal, somente por seu trânsito político, ignorado o libelo que certamente lhe caberá enfrentar.

Vivemos tempos estranhos, em que homens "menos" culpados são digno, homens "mais aquinhoados" são dignos, homens "famosos" são dignos. O conceito de dignidade se esvazia a cada volta que a terra dá.

O Sr. Eunício de Oliveira, antes de assumir alguma coisa de importância, no âmbito do poder, deveria primeiro se assegurar de que não está coberto pela lama que invade cada rincão do Planalto Central.

(e isso serve para TODOS OS DEMAIS, senadores, deputados federais ou estaduais, vereadores...)

MR TRUMP - UM HOMEM DE CORAGEM, DEFENDENDO SEU PAÍS

Ocupar essa cadeira, empunhar essa caneta exige CORAGEM... Ainda bem que ele tem... O Sr. Donald Trump está sacudindo - literalmente - ...