segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

ALIENADOS... DESFRUTANDO DO PRIMEIRO MUNDO

 É muito fácil criticar, quando não estamos "na pele" de quem vivencia a coisa.

Site de expressão no âmbito da internet brasileira nos noticia que um punhado de manifestantes se postara em protesto contra apresentação e palestra do Dr. Sérgio Moro, na universidade Columbia, NY, uma das mais prestigiadas instituições de ensino superior dos Estados Unidos.

Um magistrado e seus detradores

E, na cátedra, preparando-se para iniciar sua palestra, o eminente juiz teve o desprazer de ouvir manifestações contra si. Aparentemente a iniciativa de uma senhora (não sei se brasileira ou americana), ao vociferar acusações contra o magistrado, levantaria também pequeno numero de apoiadores que, ao se unirem à dita cuja senhora, foram alvejados por sonora vaia, do restante da platéia, pelo que pude apurar, pelo vídeo curto que acessei.

O "imbróglio" acontecendo, permanecia o Dr. Moro impávido, sereno. O que ele poderia fazer, num momento daqueles?

Que a falta de respeito nessas situações é algo que grassa, não é privilégio (ou sina) dos Estados Unidos ou Brasil, isso é óbvio. As influências anarquistas sobre a oposição - qualquer que seja o viés de dita oposição - se fazem sentir em todas as nações ditas civilizadas. O germe maligno da baderna tem triunfado sobre o convencimento das idéias.

Não sei qual a nacionalidade da senhora que se destacara na tal palestra. Mas sinto uma vergonha órfã (nascida não se sabe ao certo onde), qualquer que seja sua nação de origem.

Se a moça é brasileira, está certamente equivocada, a respeito do maior esforço já realizado na nação tupiniquim, para combate à corrupção. No mesmo entendimento (de que seja uma brasileira), do que ela reclama? Está possivelmente recebendo em dólares o fruto de suas atividades na terra do tio Sam... experimenta custo de vida mais consentâneo com seus esforços... Porque ela se lixaria com alguns políticos "chinfrins" a mais de 8.000 Km de distância?

Se, ao contrário, for uma norte-americana, sofro pela ignorância da pessoa. Se nasceu e se criou numa nação onde o respeito às instituições é REGRA, e o desrespeito é EXCEÇÃO, deveria entender que num país onde esses conceitos se acham infelizmente extremamente diluídos, qualquer esforço, ainda que fosse (NÃO É) parcial é válido!

A claque que a acompanhara no recinto e da qual alguns permaneciam do lado externo do prédio tem o que a reclamar? Que a Justiça brasileira, malgrado suas limitações comportamentais, está repatriando milhões e milhões que pessoas como eles - os manifestantes - ajudaram a se eleger? Que estão fazendo injustiça ao PT, essa coisa maligna que se instalou no poder na Pátria brasileira? Que os outros partidos também têm corruptos? Ah, façam-me um favor, e me digam algo novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUANDO A INTELIGÊNCIA ENCONTRA A ALIENAÇÃO

Com muito prazer republico um texto profundíssimo, que pode divertir, e vai trazer muita luz, sobre o momento político que vivemos. É ...