terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

CONHECEU LUCIO SERGIO CATILINA? ENTÃO... TEMOS O NOSSO...

Ops... me pegaram... (chorar ajuda?)

Sr. Romero Jucá subiu à tribuna do Senado Federal, ontem, e em discurso inflamado, emocionadíssimo, reclamou da sanha da imprensa em sua acidez contra a classe política. Confiram...

Um "Catilina" brasileiro?

Dentre outras preciosidades destiladas da senatorial boca, reclamou da patrulhamento do Legislativo, referiu "linchamento" que os políticos estavam experimentando, e em sua verborragia empolgada, comparara o corpo de políticos nacionais aos judeus da Europa, no início do século XX, que foram estigmatizados e sofreram processo de extermínio, 

É tocante o desconforto do Exmo Sr. Senador. Mas vejamos sua argumentação... 

PATRULHAMENTO, Excelência? SIM! Nem tenha dúvida. O Sr. e mais algumas centenas de políticos do Brasil se esquecem que nossa gente é quem os elegeu, e nos viram as costas em maracutaias que fariam corar as estátuas de Aleijadinho! Os eleitores os escolheram para representá-los (eu não, cruz-credo!), e como servidores dessa Pátria amada, PRECISAM E DEVEM ser patrulhados, para se saber se cumprem seu mister ou não.

LINCHAMENTO? Como assim? Só porque estão sendo expostas as entranhas desse monstro abominável e voraz em que se tornou o fisiologismo político no Brasil? Ora, ora, ora... o que o Sr. faria, caríssimo (na acepção literal da palavra, o homem está sobre singela montanha mensal em torno de R$ 120.000,00, somadas as verbas "visíveis") se "elegesse" alguém para cuidar dos arredores da "modesta habitação" lá do Recife? Não iria se assegurar de que o "eleito" estava fazendo o trabalho combinado?

O Sr. Jucá também menciona "vivandeiras e carpideiras", expondo a podridão de nossos políticos envolvidos em despautérios. Acontece, Excelência, que nossa gente, ignorante e ainda mais inculta após  a chamada "democratização" do país (leia-se, APÓS a rotulada ditadura, que de ditadura não teve nada), NÃO SABE LER, muitas vezes, e principalmente, de modo quase geral não conseguem interpretar a malandragem que desce do Planalto Central. Necessitam, assim, de quem decodifique a pilantragem circunjacente.

JUDEUS???

Por favor, sr. Jucá, não se compare e a seus pares com judeus injustiçados no tempo do nazismo - eles o foram somente porque eram judeus (injustiça histórica de quem os estigmatizou). Mas o sr. e a classe política brasileira, de modo geral, estão sendo hostilizados e escrutinados porque são ladrões do Erário, ou vendidos, ou mentirosos, ou não têm vergonha na cara mesmo - ou tudo isso junto. Por favor, sr. Jucá - "quo usque tandem abutere, Catilina, patientia nostra?"

Então, Sr. Romero Jucá... não sei se Lucio Sergio Catilina usava bigode, ou óculos, mas tinha verborragia e argumentos praticamente iguais aos do Sr. 

VAZIOS! 

Pare de chorar, Senador. E faça algo pela Pátria que prometeu ajudar a conduzir! E nem tenha dúvida... novos "Cíceros" há, que não suportam mais discursos como o de ontem (20.02.2017). Estamos cansados da mesma choradeira, que evoca culpados chorando numa delegacia... São culpados ou inocentes (disso ninguém fala, é interessante - reclamam da grita contra a turba, mas trazerem provas REAIS de que sejam inocentes...é outra história)?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUANDO A INTELIGÊNCIA ENCONTRA A ALIENAÇÃO

Com muito prazer republico um texto profundíssimo, que pode divertir, e vai trazer muita luz, sobre o momento político que vivemos. É ...